Os perfis dos indicados para as categorias especiais

Saiba mais sobre a trajetória dos nomes indicados pelos jornalistas dentre os melhores, em nove categorias especiais

Senadores

Armando Monteiro (PTB-PE)
Natural de Recife (PE), tem 60 anos e está no primeiro mandato no Senado. Descendente de uma tradicional família de políticos, usineiros e industriais de Pernambuco, foi deputado federal por três legislaturas. Presidiu a Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), a Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Sesi e o Senai. Também foi presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Nacional. É formado em Administração de Empresas e em Direito. Titular da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), é destaque na Defesa do Desenvolvimento Econômico.

Antônio Carlos Valadares (PSB-SE)
Nasceu em Simão Dias (SE), tem 69 anos e está no terceiro mandato no Senado. É advogado e químico. Foi prefeito, deputado estadual e federal, além de secretário de Educação e Cultura em Sergipe. Governou o estado por dois mandatos. É autor da Emenda Constitucional 64/2010, que torna o acesso à alimentação um direito constitucional e do projeto que resultou na Lei 12.683/12, que endurece a punição para o crime de lavagem de dinheiro. Como presidente do Conselho de Ética, conduziu o processo de cassação de Demóstenes Torres. É destaque no Combate ao Crime Organizado.

Delcídio do Amaral (PT-MS)
Natural de Corumbá (MS), 57 anos, é engenheiro eletricista. Engenheiro-chefe na construção da usina de Tucuruí, no Pará, foi diretor da Eletrosul e presidente do Conselho de Administração da Vale do Rio Doce. No final do governo Itamar Franco, assumiu o Ministério de Minas e Energia. Já no governo Fernando Henrique Cardoso, foi diretor de Gás e Energia da Petrobrás. Também foi secretário estadual em Mato Grosso do Sul. Presidiu a CPI dos Correios, que apurou o mensalão do PT. É presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). É destaque na Defesa do Desenvolvimento Econômico.

Eduardo Braga (PMDB-AM)
Natural de Belém (PA), tem 51 anos e exerce seu primeiro mandato no Senado. É engenheiro eletricista formado. Foi vereador, deputado estadual e federal, vice-prefeito e prefeito da capital amazonense. Governou o estado por dois mandatos consecutivos (2003-2010). No Senado, relatou a Medida Provisória 568/12, que reajustou os salários de quase 700 mil servidores públicos, e preside a Comissão de Ciência e Tecnologia. Em março deste ano, assumiu a liderança do governo na Casa. É destaque na Defesa da Inovação Tecnológica.

Francisco Dornelles (PP-RJ), senador, defesa do desenvolvimento econômico
Mineiro de Belo Horizonte, tem 77 anos e é doutor em Direito Financeiro. Foi procurador-geral da Fazenda, secretário da Receita Federal, ministro da Fazenda, da Indústria e Comércio e do Trabalho. No ano passado, presidiu a comissão especial da Casa que elaborou uma proposta de reforma política. Ainda em 2011, foi relator e um dos principais articuladores da aprovação do projeto que instituiu a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. É presidente nacional do PP e líder da bancada no Senado. Destaque na Defesa do Desenvolvimento Econômico.

Humberto Costa (PT-PE)
Nasceu em Campinas (SP), tem 55 anos e está em seu primeiro mandato no Senado. É jornalista e médico pós-graduado em Medicina Geral Comunitária, Clínica Médica e Psiquiatria. Elegeu-se deputado federal em 1994. Em 2001, assumiu a secretaria municipal de Saúde na primeira gestão do prefeito de Recife João Paulo Lima (PT). Tornou-se ministro da Saúde de Lula. Depois, foi secretário estadual de Cidades. Como relator no Conselho de Ética, recomendou este ano a cassação do senador Demóstenes Torres. É destaque na Defesa da Saúde pela segunda vez.

Paulo Davim (PV-RN)
Nascido em Natal em 1959, é médico cardiologista e intensivista. Assumiu seu primeiro cargo eletivo em 2002 como deputado estadual pelo PT. Foi diretor do Sindicato dos Médicos, presidente da Associação Médica do Rio Grande do Norte e da Sociedade Norte-rio-grandense de Terapia Intensiva, além de vice-presidente da Associação Médica Brasileira. Suplente, assumiu a vaga no Senado em fevereiro de 2011, quando o senador Garibaldi Filho (PMDB-RN) se licenciou para assumir o Ministério da Previdência Social. Destaque na Defesa da Saúde.

Deputados

Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP)
Paulistano, 66 anos, exerce o sétimo mandato na Câmara. Advogado, contabilista e radialista, foi secretário de Esportes e de Governo da cidade de São Paulo. Presidiu a Frente Parlamentar em Defesa da Previdência Social. É autor da proposta de emenda à Constituição (PEC 300/2008) que estabelece piso nacional para policiais e bombeiros militares. Foi um dos relatores da Emenda Constitucional 70/2012, que assegura ao funcionário público direito à aposentadoria integral em caso de invalidez. É destaque na Defesa da Previdência Social e dos servidores públicos.

Cláudio Puty (PT-PA)
Natural de Belém (PA), tem 42 anos e está em seu primeiro mandato na Câmara. Economista, é mestre pela Universidade de Tsukuba, no Japão, e Ph.D pela New School for Social Research, nos Estados Unidos. Foi secretário de Governo e chefe da Casa Civil da ex-governadora Ana Júlia (PT) e também presidente do Conselho de Administração do Banco do Estado do Pará. Na Câmara, presidiu a Comissão de Finanças e Tributação. Posicionou-se contra a divisão do estado no plebiscito que tratava do assunto em 2011. É presidente da CPI do Trabalho Escravo. Destaque na Defesa do Desenvolvimento Econômico.

Chico Lopes (PCdoB-CE)
Nascido em Teresina (PI), tem 73 anos e está em seu segundo mandato na Câmara. É auditor-fiscal aposentado e professor da rede estadual. É filiado ao PCdoB desde 1968, quando o partido ainda atuava na clandestinidade. Durante a ditadura militar, foi preso e torturado. Antes de chegar à Câmara, em 2007, foi vereador em Fortaleza e deputado estadual. Preside a Comissão Especial para Acompanhamento da Aplicação das Leis de Anistia e é titular da Comissão de Defesa do Consumidor. Destaque na Defesa dos Consumidores.

Darcísio Perondi (PMDB-RS)
Gaúcho de Ijuí, tem 65 anos e exerce o quinto mandato na Câmara. É médico especializado em puericultura e pediatria. Dirigiu a Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Rio Grande do Sul e foi vice-presidente da Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas do Brasil (AMB). No Congresso, coordena a Frente Parlamentar da Saúde. Em 2004, relatou o projeto da Lei de Biossegurança, que liberou estudos com as células-tronco embrionárias e a produção de alimentos transgênicos. É destaque na Defesa da Saúde pelo segundo ano consecutivo.

Fernando Francischini (PEN-PR)
Natural de Londrina (PR), 42 anos, exerce seu primeiro cargo eletivo. É delegado federal. Foi oficial do Exército e da Polícia Militar do Paraná e chefiou o setor de Análise de Informações sobre Drogas e Terrorismo da Interpol. Também foi secretário municipal Antidrogas de Curitiba. Titular da CPI do Cachoeira até julho, deixou a comissão ao trocar o PSDB pelo recém-criado Partido Ecológico Nacional (PEN). É vice-presidente da CPI do Tráfico de Pessoas no Brasil. É destaque no Combate ao Crime Organizado.

João Dado (PDT-SP)
Natural de São José do Rio Preto (SP), 57 anos, está no quarto mandato na Câmara. É formado em Engenharia Civil e Ciências Contábeis. Presidiu o Sindicato e a Associação dos Agentes Fiscais de Rendas de São Paulo (Sinafresp e Afresp), além da Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite). É coordenador-geral da Frente Parlamentar de Apoio às Entidades de Promoção da Integração ao Mercado de Trabalho. Destaque na Defesa dos Servidores Públicos e da Previdência Social.

Marcus Pestana (PSDB-MG)
Mineiro de Juiz de Fora, 52 anos, está no primeiro mandato da Câmara. É economista. Foi vereador em sua cidade natal, deputado estadual, secretário estadual de Planejamento, chefe de gabinete do Ministério das Comunicações e secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente. Comandou a Secretaria Estadual da Saúde de Minas entre 2003 e 2010 e presidiu o Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) entre 2005 e 2006. É vice-presidente da Frente Parlamentar da Saúde. Escolhidos pelos jornalistas como um dos mais atuantes na defesa da Saúde.

Paulo Rubem Santiago (PDT-PE)
Carioca, 57 anos, está no terceiro mandato na Câmara. Formado em Educação Física, é professor universitário. Foi um dos fundadores do PT no estado e integrou a diretoria de associações de docentes. Na Câmara desde 2003, tem atuação voltada para a defesa da educação e o combate à corrupção. Trocou o PT pelo PDT em 2007. Foi relator setorial de financiamento na Comissão Especial do Novo Plano Nacional de Educação (PNE 2011-2020). É secretário-geral da Frente Parlamentar de Combate à Corrupção. Destaque na Defesa da Previdência Social e dos Servidores Públicos.

Conheça os melhores parlamentares de 2012

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!