Orçamento prevê 55 mil vagas para concurso público em 2012

Justiça do Trabalho e Ministério da Educação são as áreas mais contempladas na proposta orçamentária enviada esta semana ao Congresso

O cenário para os concursos públicos em 2012 começa a se desenhar. A entrega do Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) ao Congresso esta semana indica como será o próximo ano para o ingresso no serviço público. A proposta do governo prevê a criação de 141 mil cargos e funções e o preenchimento de outros 64 mil. Os concurseiros podem se preparar para cerca de 55 mil vagas em seleções federais e a criação de 112 mil vagas que serão preenchidas ao longo dos próximos anos.

As áreas com mais abertura de vagas em 2012 serão a Justiça do Trabalho e o Ministério da Educação, de acordo com o projeto de lei orçamentária. Metade dos cargos previstos para todo o Judiciário será destinada aos Tribunais Regionais do Trabalho, um total de 4.449 oportunidades para os concurseiros. No Executivo, o MEC contará com um grande reforço: 33,5 mil das 54,7 mil vagas do governo serão destinadas às instituições federais de ensino.

A posição adotada pelo governo, em fevereiro, de limitar os gastos com reajustes de servidores, adiar nomeações e novos concursos era esperada por se tratar do início de um novo governo. Mas isso está retendo uma série de demandas inevitáveis. Um grande número de servidores estará apto a se aposentar até 2015. Segundo o Ministério do Planejamento: 52 mil poderão deixar o trabalho por motivo de aposentadoria até lá. Mas outros aspectos reforçarão os quadros: ampliação da rede de atendimento à população, os grandes eventos da Copa do Mundo de Futebol, em 2014, e as Olimpíadas, em 2016, e os programas de investimento PAC e Minha Casa, Minha Vida.

Confira os detalhes do Orçamento destinados a concursos no  site SOS Concurseiro

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!