Operação da PF mira ex-secretário braço direito de Eduardo Paes

 

A Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão na residência e no escritório do ex-deputado e ex-secretário de Governo e Assistência Social do Rio Rodrigo Bethlem (PMDB), considerado braço direito do ex-prefeito Eduardo Paes (PMDB). As ações fazem parte da Operação Ponto Final, desdobramento da Lava Jato, e foram autorizadas pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal.

Bethlem é suspeito de ter participado de um esquema de corrupção envolvendo os empresários do transporte Lélis Teixeira e Jacob Barata Filho, presos em julho. De acordo com o Ministério Público Federal, mensagens encontradas nos celulares de presos na Ponto Final indicam que o ex-secretário era intermediário do esquema.

O ex-deputado é o segundo auxiliar direto de Eduardo Paes na prefeitura investigado pela Lava Jato. Em julho, foi preso o ex-secretário municipal de Obras do Rio na Operação Rio 40 graus, que apura o pagamento de R$ 35,5 milhões em propina.

<< PF e Receita fazem operação contra lavagem de dinheiro em cinco estados
<< Governador do Rio Grande do Norte é alvo de busca e apreensão da PF

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!