O que foi cumprido e o que ficou só na promessa de Dilma

Inclusão de medicamentos para hipertensão e diabetes na lista de remédios oferecidos gratuitamente foi a única proposta de campanha plenamente cumprida por Dilma. Veja o que aconteceu com as dez principais promessas de 2010

Tai Nalon, especial para o Congresso em Foco

META ALCANÇADA

REMÉDIOS GRÁTIS

2010 - A então candidata prometeu incluir medicamentos para hipertensão e diabetes na lista de remédios oferecidos gratuitamente.

2014 - Uma de suas principais ações no governo foi oferecer os remédios em uma rede de 15 mil drogarias conveniadas à rede Farmácia Popular.

NO MEIO DO CAMINHO

ERRADICAÇÃO DA EXTREMA POBREZA

2010 - Mais relevante promessa de Dilma, o plano era tirar da miséria 4,5 milhões de famílias que viviam com menos de 1/4 do salário mínimo (R$ 127,50 à época).

2014 - A campanha diz que, ao zerar o Cadastro Único, assegurou a superação da extrema pobreza por 22 milhões de pessoas. Contudo, o governo diz que 300 mil famílias ainda não foram rastreadas oficialmente.

6.000 CRECHES

2010 - A construção de 6.000 creches pautou o debate eleitoral. Mas, para dar cumprir a promessa, Dilma deveria ter inaugurado uma em média de quatro creches por dia durante o primeiro mandato.

2014 - O governo mudou de discurso. Diz que tem mais de 6.000 creches contratadas, e não construídas. “Até maio de 2014, mais 6.036 creches tiveram recursos autorizados pelo governo federal”, diz a campanha.

ZERAR PIS/COFINS

2010 - Pautada por adversários, Dilma prometeu zerar PIS e Cofins para as áreas de saneamento, energia e transportes.

2014 - Desonerou cesta básica e folha de pagamentos de 56 setores. Na área de energia, reduziu uma série de alíquotas embutidas na conta de luz e pressionou distribuidoras a baixar preços.

ENTREGAR 2 MILHÕES DE CASAS NO MINHA CASA, MINHA VIDA

2010 - Criado no governo Lula, o programa habitacional foi aditivado em 2010, com a promessa de entregar 2 milhões unidades habitacionais.

2014 - O governo já promete, a partir de 2015, construir mais 3 milhões de unidades. Embora já preveja contratar todas as 2 milhões anunciadas em 2010 até o fim deste ano, ainda não entregou a quantidade prometida na primeira fase do programa.

ENTREGAR 10 MIL QUADRAS ESPORTIVAS

2010 - Junto com as 6.000 creches prometidas em 2010, Dilma também decidiu oferecer 10 mil quadras cobertas a escolas de todo o país.

2014 - Segundo o governo, a previsão é construir, até o fim deste ano, 6.116 quadras e cobrir cerca de 4 mil unidades existentes.

METAS NÃO CUMPRIDAS

100% DOS POBRES NA CLASSE MÉDIA

2010 - O objetivo era que, em seu mandato, todo o país fosse de classe média - à época, isso significava aumentar a renda de cerca de 59 milhões de pessoas.

2014 - Segundo a campanha, a maioria da população está no meio da pirâmide atualmente: 55% estão na classe média. As classes D e E, somadas, representam 25% dos brasileiros.

PROMÉDIO

2010 - Dilma prometeu estender o ProUni (concessão de bolsas de ensino superior para alunos de baixa renda) para o ensino médio.

2014 - Nada parecido saiu do papel, mas o governo decidiu estimular o ensino técnico. O Pronatec tem uma faixa que atende a estudantes de ensino médio.

PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO

2010 - Salários dos professores são pagos sobretudo por estados e municípios. A então candidata prometera fazer cumprir lei já existente, sancionada por seu antecessor.

2014 - A campanha é vaga em cravar políticas de valorização do professor. Diz apenas que “vamos enfrentar o desafio de valorizar o professor, com melhores salários e melhor formação”.

COMPRAR 10 VANTS

2010 - A promessa era comprar ao menos dez vants (veículo aéreo não tripulado, também conhecidos como drones) para vigiar as fronteiras brasileiras, sobretudo no combate ao tráfico.

2014 - Ao longo do mandato, o governo orçou a aquisição de 14 drones, mas recebeu apenas quatro deles.

Dilma só cumpriu uma entre dez grandes metas

Mais sobre as eleições

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!