O que diz a Mendes Júnior

A íntegra da resposta da construtora Mendes Júnior ao Congresso em Foco:

“A Mendes Júnior é uma empresa séria, correta, ética, que atua sempre dentro da lei.  No caso da ponte sobre o rio Madeira, objeto de suas indagações, esclarecemos:

1 – O contrato, obtido em licitação pública, seguidas rigorosamente as exigências do edital, foi assinado pelo Dnit e a Mendes Júnior em 28 de dezembro de 2001. Em 31 de dezembro de 2001, foi dada a ordem de serviço para início dos trabalhos preliminares: sondagens e detalhamento do projeto executivo. Tanto as sondagens quanto o detalhamento do projeto executivo foram realizados.

2 – Todas as quantias recebidas pela Mendes Júnior se referem a serviços já efetuados. Parte dos serviços só será paga quando a licença ambiental, última pendência a ser solucionada, for definitivamente obtida.

3 - As irregularidades apontadas pelo TCU ou já foram sanadas ou estão em vias de solução. A licença da Marinha foi obtida, e o projeto executivo aprovado. Os trâmites da licença ambiental – que, a propósito, é de responsabilidade do contratante, o Dnit, e não da Mendes Júnior, empresa contratada – estão próximos da conclusão. A audiência pública que faz parte do processo para sua obtenção já se realizou."

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!