O desempenho eleitoral dos campeões de arrecadação

Veja como se saíram os candidatos a prefeito nas capitais que mais arrecadaram, segundo a última parcial divulgada pelo TSE

Eleitos em primeiro turno:

Aracaju
João Alves Filho (DEM) – eleito com 52,72%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  R$ 1.425.806,00

Belo Horizonte
Márcio Lacerda (PSB) – reeleito com  52,69%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  R$ 3.140.000,00

Boa Vista
Teresa Surita (PMDB) – eleita com 39,26%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  R$ 810.000,00

*Maceió
Rui Palmeira (PSDB) – eleito com 57,41%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 565.050,00
*O pedetista Ronaldo Lessa, que registrou a maior doação na parcial de setembro, renunciou à candidatura na véspera da eleição após ser barrado pelo TSE. Com isso, Rui Palmeira passou a ser o campeão de arrecadação entre os que concorreram no último domingo.

Palmas
Carlos Amastha (PP) – eleito com 49,65%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  R$ 741.968,00

Recife
Geraldo Júlio (PSB) – eleito com 51,15%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  R$ 4.450.932,25

Rio de Janeiro
Eduardo Paes (PMDB) – reeleito com 64,6%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  R$ 6.993.680,49

Passaram para o segundo turno:

Belém
Edmilson Rodrigues (Psol) – votação: 32,58% (foi o mais votado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 476.381,72
Enfrenta no 2º turno:
Zenaldo Coutinho (PSDB) – votação: 30,67%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  não divulgado

Campo Grande
Edson Giroto (PMDB) – votação: 27,99% (foi o 2º mais votado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 3.565.389,99
Enfrenta no 2º turno:
Alcides Bernal (PP) – votação: 40,18%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  R$ 295.300,00

Cuiabá
Mauro Mendes (PSB) – votação: 43,96% (foi o mais votado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 1.249.243,83
Enfrenta no 2º turno:
Lúdio Cabral (PT) – votação: 42,27%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 103.073,00

Florianópolis
Gean Loureiro (PMDB) – votação: 27,37% (foi o 2º mais votado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  R$ 601.780,00
Enfrenta no 2º turno:
Cezar Souza Junior (PSD) – votação: 31,68%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 512.458,10

Fortaleza
Roberto Cláudio (PSB) – votação: 23,32% (foi o 2º mais votado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 5.230.100,00
Enfrenta no 2º turno:
Elmano (PT) – votação: 25,44%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 3.147.300,00

João Pessoa
Luciano Cartaxo (PT) – votação: 38,32% (foi o mais votado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 818.065,00
Enfrenta no 2º turno:
Cícero Lucena (PSDB) – votação: 20,27%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  R$ 532.150,72

Macapá
Roberto Góes (PDT) – votação: 40,18% (foi o mais votado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  R$ 1.323.408,61
Enfrenta no 2º turno:
Clécio (Psol) - votação: 27,89%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 183.200,00

Manaus
Arthur Virgílio (PSDB) – votação: 40,55% (foi o mais votado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  R$ 1.982.256,66
Enfrenta no 2º turno:
Vanessa Grazziotin (PCdoB) - 19,95%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  R$ 1.625.000,00

Natal
Hermano Moraes (PMDB) – votação: 23,01% (foi o 2º mais votado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  R$ 1.664.600,00
Enfrenta no 2º turno:
Carlos Eduardo (PDT) – votação: 40,42%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 547.600,00

Salvador
ACM Neto (DEM) – votação: 40,17% (foi o mais votado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 4.375.000,00
Enfrenta no 2º turno:
Nelson Pelegrino (PT) – votação: 39,73%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  R$ 2.242.500,00

São Luís
Castelo                (PSDB) – votação: 30,60% (foi o 2º mais votado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 1.599.050,00
Enfrenta no 2º turno:
Edivaldo Holanda Jr (PTC) – votação: 36,44%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 324.750,75

São Paulo
Fernando Haddad (PT) – votação: 28,98% (foi o 2º mais votado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 10.075.966,39
Enfrenta no 2º turno:
José Serra (PSDB) – votação: 30,75%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 8.142.075,39

Vitória
Luiz Paulo (PSDB) – votação: 36,69% (foi o 2º mais votado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 1.358.800,00
Enfrenta no 2º turno:
Luciano Rezende (PPS) – votação: 39,14%
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro):  R$ 304.300,00

Os campeões de arrecadação que perderam:

Curitiba
Luciano Ducci (PSB) – votação: 26,77% (foi o 3º colocado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 4.847.400,00

Teresina
Wellington Dias (PT) – votação: 14,18% (foi o 3º colocado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 1.107.150,00

Porto Alegre
Manuela D’Ávila (PCdoB) – votação: 17,76% (foi a 2ª colocada)

2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 1.521.900,00

Porto Velho
Mário Português da Padaria (PPS) – votação: 16,16% (foi o 4º colocado)

2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 931.104,00

Goiânia
Jovair Arantes (PTB) – votação: 14,25% (foi o 2º colocado)
2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 558.000,00

Rio Branco
Fernando Melo (PMDB) – votação: 4,72% (foi o 3º colocado)

2ª parcial da prestação de contas (2 de setembro): R$ 78.500,00

Nas eleições, foi melhor quem teve mais dinheiro

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!