“O Brasil acordou mais forte hoje”, afirma Dilma sobre manifestações

Presidenta garante que seu governo está aberto para ouvir "as vozes das ruas". Para Dilma, o povo brasileiro está orgulhoso dos manifestantes

Um dia após o país assistir à maior onda de protestos dos últimos anos, a presidenta Dilma Rousseff afirmou, nesta terça-feira (18), que o "Brasil acordou mais forte hoje". A presidenta parabenizou os cerca de 250 mil manifestantes que ontem ocuparam as ruas de 12 capitais. Dilma garantiu que o seu governo está "ouvindo as vozes pela mudança" e que compreende a transformação das necessidades da população.

"A grandeza das manifestações de ontem comprova a energia da democracia. [...] Devemos louvar o caráter pacífico dos atos públicos de ontem", disse. Dilma falou sobre as manifestações em cerimônia no Palácio do Planalto para a assinatura do projeto de lei que institui o novo marco legal para a mineração no país.

Veja o discurso de Dilma

Em um discurso forte e direto, ela afirmou que o Brasil "tem orgulho" dos manifestantes. A presidenta ressaltou o caráter pacífico das manifestações e disse que o seu governo está aberto para ouvir as reclamações que vêm das ruas. Ela elogiou também a atuação das polícias, que ontem evitaram entrar em confronto com os manifestantes e lamentou os episódios isolados de vandalismo.

"As vozes das ruas precisam ser ouvidas. Elas ultrapassam mecanismos tradicionais das instituições, dos partidos, das entidades e da mídia. [...] Os que foram para as ruas ontem deram uma mensagem direta aos governantes. Essa mensagem direta das ruas é por mais cidadania, por melhores escolas, hospitais, postos de saúde, por mais participação. É pelo direito de influir em todos os governos, Legislativo e Judiciário. É contra a corrupção e o mau uso do dinheiro público", afirmou a presidenta.

Dilma aproveitou a mensagem de um dos cartazes que dizia "desculpe o transtorno, estamos trabalhando para melhor o Brasil", para afirmar que o governo está em sintonia com os anseios da população para mudar o país. "Quero garantir que o meu governo quer mais e vamos conseguir mais para o país e para o povo".

A presidenta ressaltou as políticas sociais coordenadas pelo seu governo e disse que "compreende que as exigências da população mudam" conforme o país está mudando.

Mais sobre os protestos 0,20

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!