Número de prisões cai em comparação a 2008

Nesta eleição, foram 2.178 pessoas detidas, entre candidatos e eleitores. No último pleito municipal, número passou de 4,8 mil. Cerca de 2,2 mil urnas foram substituídas neste domingo

O número de pessoas presas na eleição municipal de 2012 é menos da metade do registrado no último pleito para vereadores e prefeitos, em 2008. Dados apresentados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontam para 2.178 pessoas presas em diversas ocorrências relacionadas à crimes eleitorais. Deste total, foram 475 prisões de candidatos e outras 1.703 eleitores.

Entre aqui para pesquisar a ficha dos seus candidatos
Tudo sobre as eleições de 2012
Tudo sobre a Lei da Ficha Limpa

De acordo com a presidenta do TSE, Cármen Lúcia, nas eleições de 2008 o número de prisões chegou 4,8 mil. "Houve uma situação de diminuição das prisões, mais em situações pontuais, que depois serão explicadas pelos tribunais regionais eleitorais", disse a ministra, em entrevista coletiva realizada na noite deste domingo (7). Ou seja, menos da metade dos registros deste ano. Nas eleições de 2010, o número passou de 3 mil.

O estado com o maior número de candidatos presos foi Minas Gerais. Dados consolidados às 19h mostram que 98 pessoas foram detidas em todo o estado. Rio de Janeiro, que na última parcial estava na frente, fechou com 88 detenções. Mato Grosso teve 44 e Goiás 27. A maior parte das ocorrências com prisão foram relacionadas com boca de urna. No total, os TREs registram 288.

TSE registra quase 1,2 mil prisões nas eleições

Também foram presos 1.703 eleitores. Assim como no caso dos candidatos, boca de urna foi a principal causa de detenção pela polícia. Houve prisões também por divulgação irregular de material de campanha, por transporte ilegal de eleitores, fornecimento ilegal de alimentos, corrupção eleitoral e uso de alto falantes e amplificadores. Os números não são discriminados pelos cargos em disputa.

Urnas

Relatório consolidado do TSE às 19h mostrou que 2.257 urnas foram substituídas em todo o país. Isso equivale a 0,55% do total de equipamentos instalados em todo o país. De acordo com a corte, somente em duas sessões foi necessária a troca para a cédula de papel. Uma no bairro Botafogo, no Rio de Janeiro, e outra na zona rural do município de Monte Alegre (PA). No total, a Justiça Eleitoral colocou à disposição 502.507 urnas eletrônicas.

Saiba mais sobre o Congresso em Foco (2 minutos em vídeo)

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!