Novo ministro das Cidades é desfiliado do Podemos por aceitar ser ministro de Temer; PP será sua nova sigla

 

O partido político Podemos anunciou nesta segunda-feira (20) a saída do deputado Alexandre Baldy (GO) da legenda. Partido de oposição ao governo de Michel Temer (PMDB), a sigla tenta se desvencilhar de tudo e todos que tenham relação com o governo do peemedebista. Baldy foi indicado pelo PP ao presidente Temer para assumir o Ministério das Cidades na vaga deixada pelo tucano Bruno Araújo (PE).

O deputado perdeu a liderança do Podemos, partido ao qual era filiado, após votar a favor de Temer na primeira denúncia contra o presidente, no início de agosto. A filiação do deputado ao Partido Progressista deve ocorrer até sexta-feira (25). Baldy é próximo a Rodrigo Maia (DEM-RJ) e é visto como um interlocutor do governo junto ao presidente da Câmara.

Em nota, o Podemos afirma que "o ingresso no ministério é incompatível com a posição de independência do partido em relação ao Governo Federal e com o projeto político que propõe uma alternativa para o país, com a pré-candidatura de Alvaro Dias à Presidência".

O senador Alvaro Dias (Podemos-PR) divulgou sua pré-candidatura à Presidência em 2018 nesse domingo (19), durante evento realizado na Assembleia Legislativa de São Paulo, promovido pela juventude de seu partido.

<<  Alvaro Dias lança pré-candidatura presidencial e diz que sociedade deseja “políticos com passado limpo”

<< Após saída de ministro, Temer vai lotear Cidades para acomodar Centrão

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!