Nos jornais: papa arrasta multidão nas ruas e evita tom político no palácio

Jornais destacam a chegada do líder mundial da Igreja Católica ao Brasil para a Jornada Mundial da Juventude. No Rio de Janeiro, ele participou de uma cerimônia de boas-vindas com Dilma e autoridades

O Globo

Papa arrasta multidão nas ruas e evita tom político no palácio

Recebido ontem com festa por uma multidão de fiéis apaixonados - antes mesmo do desfile em carro aberto que o protocolo oficial de sua visita previa -, o Papa Francisco frustrou, em seu primeiro discurso em terras brasileiras, a expectativa de quem aguardava algum tipo de menção ao turbulento momento pelo qual passa o país. No Palácio Guanabara, alvo de alguns dos mais violentos protestos da onda que tomou o Brasil nas últimas semanas, o líder da Igreja Católica se limitou a falar dos objetivos evangelizadores de sua visita, com algumas pitadas de preocupações sobre o futuro dos jovens em um mundo que não consegue se erguer de uma profunda crise econômica. Sobre a efervescência nas ruas do Brasil, porém, ele se calou.

E na frente do Guanabara...

Um grupo de baderneiros infiltrados num protesto nas imediações do palácio entrou em confronto com a polícia e o Batalhão de Choque, que dispersaram a multidão com bombas de gás lacrimogêneo, balas de borracha e um caminhão-pipa. Duas pessoas foram detidas, uma com um carregamento de coquetéis molotov.

Engarrafado no Centro

O esquema para o translado do Papa Francisco do Galeão até o Centro do Rio falhou, e o Pontífice ficou parado em três pontos do percurso, devido a uma fila de ônibus. A comitiva foi cercada por populares. O episódio gerou acusações entre a prefeitura, que alegou desconhecer o trajeto, e o governo federal, que desmentiu a prefeitura.

Planos de saúde sobem 9,04%

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) limitou em 9,04% o índice de reajuste para os planos de saúde médico-hospitalares individuais e familiares contratados a partir de janeiro de 1999 (chamados novos), ou adaptados à Lei 9.656/98, que regulamenta os planos. De acordo com levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), este é o maior índice aplicado pela agência nos últimos oito anos. O aumento também ficou 2,55 pontos percentuais acima do índice oficial da inflação, o IPCA, no acumulado dos 12 meses até abril, que é de 6,49%. O reajuste abrange um universo de 17,6% dos consumidores de planos no país, que somam cerca de 8,4 milhões de pessoas. O percentual vale de maio deste ano a abril de 2014. No ano passado, o teto foi fixado em 7,93%.

Mortes sem explicação

Em 2011, de cada cem mortes violentas no estado do Rio, 12 não tiveram seus motivos esclarecidos pelo sistema de Saúde. Já foi pior. Em 2009, essa taxa chegou a 25%, o que gerou há dois anos uma crise nas secretarias de Segurança e de Saúde, e obrigou o estado a rever seus procedimentos para melhorar a informação coletada nos hospitais e no Instituto Médico-Legal (IML). Apesar da melhoria, o estado do Rio ainda apresentava a segunda maior taxa do país (12,2%), ligeiramente atrás da Bahia (12,4%) e um pouco acima de São Paulo (10,4%), segundo dados do sistema de informação DataSUS de 2011, recentemente postos à disposição pelo Ministério da Saúde e tabulados pelo GLOBO.

Pesquisa: educação e saúde são as principais reivindicações dos jovens

Algumas das bandeiras levantadas nas manifestações que tomaram conta do país em junho aparecem como as principais prioridades de jovens brasileiros, de acordo com levantamento divulgado ontem pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O estudo foi feito em maio, antes da série de atos. O item mais citado pelos jovens foi educação de qualidade (85,2%), seguido pela melhoria dos serviços de saúde (82,7%). Essas são também as demandas mais citadas mundialmente.

Conflito sobre reforma política envolve luta por comando do PT

A lavagem de roupa suja promovida pelo PT na discussão da reforma política foi amplificada pela disputa à presidência nacional do partido - a eleição será em novembro. O estopim para a desautorização do deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), presidente da comissão formada pela Câmara para discutir o assunto, foi sua declaração de que as mudanças só valerão para as eleições de 2018. É uma posição considerada realista, mas que contraria a presidente Dilma Rousseff, que insiste no discurso de um plebiscito sobre reforma política com efeito para as eleições do ano que vem.

Aliados rebatem crítica petista por descrédito do governo

Os aliados da base governista estão se preparando para dar uma resposta ao PT se vier a ser aprovado pela Executiva Nacional do partido rascunho de uma resolução discutida durante a reunião do Diretório Nacional, no último fim de semana em Brasília, contendo críticas aos aliados, que seriam responsabilizados pelo descrédito do governo Dilma Rousseff. Na avaliação de um grupo do PT que defendeu esse texto, os demais partidos da base não se empenharam em efetivar os cinco pactos anunciados pela presidente durante a crise das manifestações das ruas.

TCU: R$ 1 milhão com saúde de ministros

O Tribunal de Contas da União (TCU) desembolsou mais de R$ 1 milhão para ressarcir as despesas médicas de seus 13 ministros em 2011 e 2012, valor 67,4% superior ao previsto em duas portarias do próprio tribunal que estipularam o "montante máximo destinado ao ressarcimento das despesas com assistência à saúde das autoridades". Cada portaria previu um gasto máximo de R$ 300 mil por ano. O GLOBO obteve, por meio da Lei de Acesso à Informação, os valores gastos pelo TCU.

Comissão da Verdade recebe denúncias contra empresas

A Comissão Nacional da Verdade recebeu ontem, em ato que relembrava a greve geral de 21 de julho de 1983, relatório das centrais sindicais com denúncias de colaboração de 12 empresas públicas e privadas com militares no período da ditadura. Para obter mais informações sobre esse suposto auxílio que grandes companhias teriam dado aos ministérios do Exército e da Aeronáutica, a comissão solicitou ao Ministério do Trabalho mais documentos sobre a relação entre empresas, funcionários e militares.

Rede, partido de Marina, já tem 100 mil assinaturas válidas

A ex-senadora Marina Silva trava uma corrida contra o tempo para conseguir registrar seu partido, a Rede Sustentabilidade, dentro do prazo que lhe permitirá concorrer nas eleições do ano que vem. O grupo divulgou ontem que já conta com cem mil assinaturas conferidas pelos cartórios eleitorais, mas precisa de pelo menos 500 mil apoios confirmados para dar entrada no pedido de registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A Rede terá de se apressar: o processo deve ser concluído até 4 de outubro para que Marina possa se candidatar à Presidência em 2014.

Cabral tenta agenda positiva para afastar crise e ajudar Pezão

Na tentativa de afastar a crise provocada pelos recentes protestos e melhorar a imagem de sua gestão, o governador Sérgio Cabral (PMDB) recorreu a deputados estaduais para criar uma agenda com pautas positivas. A força-tarefa dos parlamentares também é uma tentativa de alavancar a pré-candidatura do vice-governador Luiz Fernando Pezão, também do PMDB, à sucessão estadual em 2014. Em outra frente, Cabral e Pezão intensificarão o lançamento de programas sociais e também de obras de infraestrutura nos municípios.

Serra sonda partidos para disputa em 2014

Sem espaço para disputar a sucessão ao Palácio do Planalto em 2014 pelo PSDB, o ex-governador de São Paulo José Serra tem sondado dirigentes de siglas como PV, PSD e PTB sobre a possibilidade de alianças para uma eventual candidatura presidencial. Segundo líderes partidários com os quais o tucano conversou nos últimos dias, ele tem demonstrado animação e interesse pelo cenário eleitoral do ano que vem e não descarta a chance de deixar o PSDB para a disputa nacional.

Médicos fazem paralisação em 12 estados e no DF

Enquanto ministros e secretários do governo federal rodam o país promovendo o programa Mais Médicos, sindicatos da categoria programam paralisações e atos hoje no Distrito Federal e em 12 estados. Serão mantidos apenas os serviços de urgência e emergência. No Estado do Rio, não está programada paralisação.

As principais entidades médicas do país são contrárias ao programa. Elas discordam, principalmente, da possibilidade de trazer médicos estrangeiros ao país sem revalidar o diploma; e da obrigatoriedade de os estudantes de Medicina que começarem o curso a partir de 2015 terem de trabalhar por dois anos no SUS para obter o diploma.

Folha de S. Paulo

Papa defende mais espaço a jovens

Em sua primeira viagem internacional desde que assumiu a liderança da Igreja Católica, há quatro meses, o papa Francisco foi recebido ontem com festa nas ruas do Rio e defendeu a abertura de espaços maiores para a participação dos jovens na sociedade.

"Nossa geração se demonstrará à altura da promessa contida em cada jovem quando souber abrir-lhe espaço", afirmou em discurso feito em português no Palácio da Guanabara, dirigindo-se à presidente Dilma Rousseff e a outras autoridades que o receberam.

Comitiva erra trajeto e expõe pontífice a tumulto no centro

O papa Francisco desembarcara havia pouco mais de meia hora no Rio quando uma falha em seu esquema de segurança permitiu que fiéis se aproximassem do carro que o levava e conseguissem tocá-lo, para desespero da equipe de segurança que cercava o veículo.

Em vez de seguir pela pista do meio da avenida Presidente Vargas, o comboio papal usou a pista lateral, onde estavam estacionados vários ônibus que tinham sido desviados da outra pista. O automóvel em que o papa seguia, de vidros abertos, ficou preso entre os ônibus e centenas de fiéis. Foram 12 minutos para percorrer um trecho de 500 metros.

Protestos terminam em confronto, feridos e cinco presos no Rio

Mais uma vez, manifestações que começaram com humor e deboche terminaram em violência, bombas de efeito moral e tiros de borracha ontem na zona sul do Rio. Manifestantes, policiais e jornalistas ficaram feridos. Cinco pessoas foram detidas pela Polícia Militar.

Atingido por um coquetel molotov, um PM sofreu queimaduras graves no tórax e foi levado para o hospital da corporação. A PM informou que outros policiais também sofreram queimaduras.

Francisco brinca com jornalistas e afirma que 'Deus é brasileiro'

Os 70 jornalistas a bordo do "volo papale" esqueceram a imparcialidade no encontro com papa: em fila no corredor para cumprimentá-lo, pediram para abençoar terços, mencionaram familiares e deram presentes - imagens de santos, livros e bandeiras.

Em troca, receberam um forte aperto de mãos, um rosto sorridente e tiradas bem-humoradas. A uma jornalista brasileira, falou da "decepção" com um papa argentino: "Deus já é brasileiro, e vocês queriam o papa? Vocês não se conformam com nada?".

Governo adia despesas e adia gastos para cortar R$ 10 bilhões

Pressionado a promover um ajuste fiscal maior para ajudar no combate da inflação e resgatar a credibilidade da equipe econômica, o governo anunciou ontem um corte de R$ 10 bilhões nas despesas orçamentárias deste ano, conforme antecipado pela Folha. Mais da metade do bloqueio, contudo, refere-se a uma revisão de despesas ou a um adiamento de gastos --e não a uma economia efetiva.

A maior contribuição (R$ 4,4 bilhões), por exemplo, vem de revisão dos repasses que o Tesouro é obrigado a fazer ao INSS para compensar perdas com as desonerações da folha de pagamento promovidas pela Fazenda.

Governo vai montar "gabinete digital" para as redes sociais

Depois das manifestações de junho, que ocorreram após intensa organização na web, o governo decidiu montar um "gabinete digital" para se comunicar, sem intermediários, com as redes sociais.

Segundo a Folha apurou, o objetivo é abastecer o mundo cibernético com dados oficiais; monitorar e pautar o debate virtual; fazer disputa de versões, desfazer boatos e tentar, na medida do possível, colocar a presidente Dilma Rousseff em contato mais direto com internautas.

Campos nega irregularidade em contratos

Cotado para disputar a Presidência em 2014, o governador Eduardo Campos (PSB-PE) afirmou ontem que as denúncias de irregularidades envolvendo a empresa Ideia Digital e os governos de Pernambuco e da Paraíba têm conotação política.

Reportagem na Folha mostrou que a PF pediu ao Ministério Público de Pernambuco a abertura de investigação dos contratos entre a Ideia Digital e o governo do Estado.

De acordo com a Polícia Federal, além de haver indícios de superfaturamento em um contrato entre a empresa e o governo de Pernambuco, a Ideia Digital é suspeita de financiar ilegalmente campanhas do PSB e do PSD.

Francisco brinca com jornalistas e afirma que 'Deus é brasileiro'

Os 70 jornalistas a bordo do "volo papale" esqueceram a imparcialidade no encontro com papa: em fila no corredor para cumprimentá-lo, pediram para abençoar terços, mencionaram familiares e deram presentes --imagens de santos, livros e bandeiras.

Em troca, receberam um forte aperto de mãos, um rosto sorridente e tiradas bem-humoradas. A uma jornalista brasileira, falou da "decepção" com um papa argentino: "Deus já é brasileiro, e vocês queriam o papa? Vocês não se conformam com nada?".

TJSP pagou R$ 191 mi em atrasados a juízes

O Tribunal de Justiça de São Paulo pagou R$ 191 milhões em indenizações por férias não gozadas e outras verbas trabalhistas atrasadas aos juízes estaduais paulistas no primeiro semestre de 2013.

Essa foi a principal despesa incluída na lista das chamadas "vantagens eventuais" quitadas pelo tribunal paulista nos seis primeiros meses deste ano.

PT vai tirar menção ao 2º turno de texto oficial

Para evitar o que chamou de "interpretação malévola", o presidente do PT, Rui Falcão, determinou que se exclua de documento do partido a previsão de segundo turno na eleição presidencial.

No fim de semana, o PT discutiu o conteúdo de uma resolução sobre o cenário político. Apresentado pela Fundação Perseu Abramo, vinculada ao PT, e submetido ao comando do partido, o documento previa até ontem, em sua versão original, uma eleição em dois turnos para a Presidência no ano que vem.

PMDB faz enquete para decidir sobre apoio federal

O PMDB quer manter a aliança com a presidente Dilma Rousseff em 2014? Para responder a essa pergunta, o principal aliado do governo decidiu realizar um "plebiscito" com deputados, senadores e presidentes de diretórios regionais da legenda.

A decisão de fazer a pesquisa foi tomada diante das crescentes reclamações contra o Planalto e os protestos nas ruas no mês passado. A intenção é montar uma radiografia sobre como o partido vê o atual cenário político e que rumo seguir.

Com trânsito pior, CET já admite ampliar rodízio ainda em 2013

Com a piora dos congestionamentos no último ano e a recente expansão de faixas exclusivas de ônibus em São Paulo, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) já admite a ampliação do rodízio de veículos ainda em 2013.

O plano estudado pela gestão Fernando Haddad (PT) é incluir na restrição 240 km de vias de fora do centro expandido que hoje têm tráfego liberado. Por exemplo, avenidas como a Aricanduva (zona leste), Eliseu de Almeida (oeste), Inajar de Souza (norte) e Washington Luís (sul).

Novo herdeiro do trono britânico é menino

O novo herdeiro do trono britânico é um menino. O Reino Unido festejou ontem o nascimento do bebê real, primeiro filho do príncipe William e da duquesa de Cambridge, Kate Middleton.

O futuro rei da Inglaterra nasceu às 16h24 locais (12h24 de Brasília) na ala privada de um hospital no centro de Londres. O anúncio oficial foi feito quatro horas depois. O príncipe assistiu ao parto normal da criança, que pesa cerca de 3,8 kg. "Nós não poderíamos estar mais felizes", disse, segundo porta-voz.

Reino Unido bloqueará pornografia na web

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou ontem um plano que torna regra a filtragem e o bloqueio da pornografia na internet do país. A ideia foi aceita pelos maiores provedores locais (responsáveis por 95% das conexões no Reino Unido), que serão os responsáveis por fazer a restrição tanto em redes públicas quanto domésticas.

O bloqueio será ativado automaticamente para novos contratos privados de internet até dezembro. Por sua vez, os 19 milhões de lares do país que já possuem conexão serão consultados até o final de 2014 para autorizar a adesão ao filtro antipornografia.

O Estado de S. Paulo

Papa diz que falta de trabalho pode criar ‘geração perdida’

Em seu primeiro discurso no Brasil, diante da presidente Dilma Rousseff de políticos e autoridades no Palácio Guaitábara, no Mo, o papa Francisco cobrou educação e meios materiais para que os jovens possam se desenvolver, e deixou claro que sua viagem ganhará forte caráter político. Antes mesmo de desembarcar, ainda no avião que o levou ao Brasil, o papa fez um ataque direto às receitas dos governos para lidar com a crise internacional. E alertou para o risco de se criar uma geração perdida diante da incapacidade de os jovens encontrarem trabalho.

Francisco ainda cobrou os políticos. "A nossa geração se demonstrará à altura da promessa contida em cada jovem quando souber abrir-lhes espaço: tutelar as condições materiais e imateriais para o seu pleno desenvolvimento, oferecer a ele fundamentos sólidos, sobre os quais construir a vida, garantir-lhe segurança e educação, para que se torne aquilo que pode ser", disse o pontífice.

Protesto no Rio tem confronto e 1 ferido

Um protesto realizado ontem perto do Palácio Guanabara, após visita do papa Francisco, terminou em confronto com a polícia. Um homem foi ferido na perna com um tiro.

PT já fala em 2º turno na eleição de 2014

O PT já admite que a presidente Dilma Rousseff pode não vencer a eleição de 2014 no primeiro turno, ao contrário do que previa o marqueteiro João Santana. Proposta de resolução levada ao Diretório Nacional, no sábado, diz que o partido enfrentará "intensa luta política e ideológica, incluindo aí dois turnos de eleições presidenciais". Para os petistas, é preciso que a autoridade de Dilma seja "preservada e defendida" com mais ênfase porque os protestos de rua geraram uma "nova situação política".

Em debates internos, os petistas, ao avaliar o significado dos protestos de junho, reconheceram "graves equívocos políticos do PT" e a necessidade de "reorientação" e "reconstrução das bases sociais e dos vínculos populares" do partido diante dos "sinais de fadiga da velha ordem institucional".

Governo anuncia corte de R$ 10 bi no Orçamento

Em busca da credibilidade perdida na área fiscal, o governo federal anunciou ontem um corte de R$ 10 bilhões nas despesas previstas no Orçamento deste ano. O anúncio encerra uma novela iniciada há um mês, quando o governo mudou o discurso, antes focado na distribuição de desonerações a diversos setores, e passou a defender mais austeridade na liberação de gastos públicos.

Com esse novo bloqueio nas despesas, o governo espera cumprir a meta. de poupar até o fim do ano um total de R$ 110,9 bilhões, ou 2,3% do Produto Interno Bruto (PIB), para o pagamento dos juros da dívida pública - o chamado superávit primário. Para chegar a essa meta, o governo vai abater R$ 45 bilhões em investimentos e desonerações do compromisso original de poupar 3,1% do PIB. Além disso, o governo vai precisar que Estados e municípios economizem R$ 47,8 bilhões para cumprir a meta.

'Voto com o PT, como sempre, ao contrário de meus críticos'

Coordenador do grupo de trabalho da Câmara sobre reforma política, Cândido Vaccarezza (PT-SP) rebate as críticas de colegas de partido destacando sua lealdade ao governo e ao PT em votações. "Votarei no plenário nas posições do PT, como sempre fiz em minha vida política, diferente de muitos que me criticam". Ele afirma que o grupo fará uma discussão mais ampla do que a de um plebiscito, mas diz que as duas coisas podem acontecer paralelamente.

Ministro do TCU mantém aposentadoria do Senado

O Senado não abrirá processo formal para rever a aposentadoria do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Raimundo Carreiro, que alterou sua idade na Justiça depois de obter o beneficio, "rejuvenescendo" dois anos. Em nota, a Casa informou ontem não ver a necessidade de averiguar a regularidade da concessão? "dado que o servidor preenchia os requisitos legais" para obtê-la.

Como o Estado revelou no domingo, Carreiro se aposentou em março de 2007 como secretário-geral da Mesa do Senado com registro de nascimento de 6 setembro de 1946 - oficialmente, portanto, estava com 60 anos. Em seguida, assumiu uma vaga no TCU e, em 2008, ajuizou ação no Tribunal de Justiça do Maranhão para retificar a data em que nasceu.

Carreiro segura processos de servidores do Congresso

Ex-secretário-geral da Mesa do Senado, o ministro Raimundo Carreiro tem segurado no Tribunal de Contas da União (TCU) julgamentos que podem prejudicar servidores do Legislativo. Em 3 de julho, interrompeu apreciação de processo que previa a conversão de funções dê assessoria parlamentar da Câmara, criadas antes da Constituição de 1988 e regidas pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), em cargos efetivos.

PF liga ministro a empresa sob suspeita

A Polícia Federal liga o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro (PP), a executivos da Ideia Digital Sistemas Consultoria, supostamente favorecida em contrato superfaturado com a Prefeitura de João Pessoa (PB). Em trecho de relatório de 148 páginas, a PF destaca, com base em depoimentos de investigados, que Ribeiro teria participado de reunião, em 2009, para apresentar integrantes da Rede Brasileira de Visualização (RBV) "como pessoas credenciadas pelo próprio Ministério da Ciência e Tecnologia".

'Querem desviar o foco', argumenta Ribeiro

O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, rechaçou taxativamente, por meio de sua asses-soria, a prática de ato ilegal ou vínculo com a Ideia Digital. "A investigação da Polícia Federal comprova a lisura de sua atuação no curtíssimo espaço de tempo, três meses, em que exerceu o cargo de secretário de Ciência e Tecnologia do município de João Pessoa."

Correio Braziliense

Segurança aloprada põe o papa em perigo

A chegada do chefe da Igreja Católica ao país para participar da Jornada Mundial da Juventude levou 10 mil pessoas às ruas da capital fluminense, povoada de fiéis que se espremeram pelo Centro da cidade para tirar fotos ou tocar no braço de Francisco, o primeiro pontífice latino-americano. Batizado de papa do povo, o homem fez jus à alcunha e, para desespero da segurança, desfilou primeiro em um carro com vidro aberto e depois, a partir da Catedral Metropolitana do Rio, utilizou um papamóvel sem vidros laterais e sem blindagem.

Governo vai adiar concursos

Os concursos públicos serão uma das principais áreas afetadas pelo corte de gastos anunciado ontem pelo governo. A ministra do Planejamento, Miriam Belchior , revelou que vai suspender algumas contratações e a realização de novos certames, além da convocação de servidores que compõem cadastros reserva. O Executivo espera economizar até R$ 2,5 bilhões em despesas com pessoal e encargos sociais com o ajuste orçamentário, que ficou abaixo dos R$ 15 bilhões prometidos inicialmente pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Congresso usa cerca ilegal para proteção

As manifestações que sacodem Brasília desde junho provocam mudanças na paisagem da capital. Em desacordo com os desenhos de Lucio Costa e Oscar Niemeyer, cercas e tapumes surgem em alguns dos principais monumentos da cidade que é considerada Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Além das cercas móveis que ocupam a Praça dos Três Poderes, tapumes de metal impedem a entrada pela lateral da Câmara Legislativa do Distrito Federal. No Congresso Nacional, caixotes de madeira sustentam refletores usados para iluminar os manifestantes durante os protestos e, há aproximadamente uma semana, uma cerca de arame protege a lateral do prédio. A instalação é considerada uma afronta à cidadania e ao patrimônio arquitetônico de Brasília por especialistas ouvidos pelo Correio

Arenas da Copa: Mané tem a maior ocupação

Está cercado por 288 colunas, no centro de Brasília, o estádio brasileiro mais bem-sucedido entre aqueles construídos para a Copa das Confederações. Dos seis, o Mané Garrincha tem o maior índice de ocupação em 2013. A arena candanga sediou, até agora, quatro partidas pelos campeonatos Brasiliense e Brasileiro. Nesses jogos, em média 86,1% dos assentos disponíveis foram comprados pelo torcedor.

Reajuste de planos de saúde chega a 9%

Preocupado em não impactar ainda mais a inflação, o governo bem que se esforçou para adiar o aumento anual dos planos de saúde individuais e familiares, mas não teve jeito: a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) fixou ontem o teto para o reajuste das mensalidades em 9,04%. O percentual é o maior desde 2005, quando chegou a 11,6%. E a demora na divulgação da correção dos preços pode sobrecarregar ainda mais o bolso consumidor, que terá que pagar os valores retroativos a maio, junho e julho pelos próximos três meses.


Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!