Nos jornais: médicos vão à Justiça contra o governo

Conselho Federal de Medicina entrou com uma ação civil pública contra a União para suspender o programa Mais Médicos. Jornais destacam também a chegada do Papa Francisco ao Brasil para a Jornada Mundial da Juventude

O Globo

Médicos vão à Justiça contra o governo

O Conselho Federal de Medicina (CFM) entrou com uma ação civil pública contra a União para suspender o programa Mais Médicos, do governo federal. O Conselho questiona a possibilidade de o governo trazer médicos formados no exterior sem que eles passem pela revalidação do diploma e sem a comprovação de domínio da língua portuguesa. O CFM também prometeu para os próximos dias novas ações judiciais atacando outros pontos do programa.

A ação foi proposta na sexta-feira na Justiça Federal. O CFM pede que, até uma decisão definitiva da Justiça, os Conselhos Regionais de Medicina (CRMs) não sejam obrigados a fazer o registro provisório dos médicos formados no exterior inscritos no Mais Médicos. Para conseguir o registro, defende o CFM, é preciso comprovar a revalidação do diploma e apresentar certificado Celpe/Bras, atestando o domínio da língua portuguesa.

Ruas do Centro fecham às 15h para receber Papa

Embora o Papa Francisco chegue ao Rio somente às 16h, os impactos de sua visita já serão sentidos pelos cariocas nos primeiros minutos desta segunda-feira. A partir da 0h, será proibido o estacionamento em 18 ruas do Centro. E, a partir das 14h, ruas de Laranjeiras e do Centro serão fechadas para permitir que o Pontífice possa ir , de papamóvel aberto, da Catedral Metropolitana ao Teatro Municipal, e para que ele se encontre com autoridades no Palácio Guanabara. Entre as áreas fechadas estão vias importantes como a Rua Pinheiro Machado, as avenidas Presidente Vargas e República do Chile e o Túnel Santa Bárbara.

Para evitar transtornos, o prefeito Eduardo Pais pediu que as pessoas não usem carros para ir hoje ao Centro. —Serão dias de muita paz e alegria, mas também de algumas contingências, até por conta do estilo informal do Papa Francisco — disse o prefeito. Assim que chegar ao Aeroporto do Galeão , Francisco partirá em direção à Catedral Metropolitana, na Lapa. Nesse trecho, o público não poderá ver o Pontífice argentino . Ainda não se sabe se ele irá de helicóptero ou em comboio terrestre.

Religiosos fazem lobby para Dilma vetar projeto

Na semana em que o Papa Francisco estará no Brasil, a presidente Dilma Rousseff está sendo fortemente pressionada por setores da Igreja Católica brasileira a vetar integralmente um projeto aprovado este mês pelo Congresso que regulamenta atendimento na rede pública de Saúde à mulher vítima de violência sexual e garante o que o texto chama de "profilaxia da gravidez". Para os religiosos, o texto legaliza o aborto. Eles já advertiram Dilma de que, se o projeto não for vetado, haverá ampla campanha contra ela na eleição presidencial de 2014.

O ponto mais polêmico do projeto, de autoria da deputada Iara Bernardi (PT-SP), é o artigo que trata do atendimento às vítimas de estupro, determinando que a rede pública precisa garantir, além do tratamento de lesões físicas e o apoio psicológico à mulher, também os meios de evitar que ela tenha uma gravidez indesejada. Os religiosos entendem estar na expressão "profilaxia da gravidez" uma liberação para realização do aborto em qualquer período da gestação.

Governo estuda veto parcial a lei de vítimas sexuais

Chutes que passam longe do gol

Videoaulas, games educativos, conteúdo didático compartilhado entre professores e alunos via redes sociais... A internet é uma parceira do candidato ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em vários aspectos, mas é preciso cuidado com uma parte do conteúdo virtual rotulado como reforço para os vestibulandos. Desde que o exame do Ministério da Educação (MEC) se tornou a principal porta de entrada para universidades federais do país, sites e vídeos com "técnicas para chutar no Enem" vêm proliferando na web. São professores de cursinho e outros profissionais fornecendo orientações como "na falta de tempo, escolha a resposta com mais linhas" ou "marque a opção politicamente correta".

Correção do exame reduz peso de acertos aleatórios

A edição deste ano do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) bateu seu próprio recorde de número de inscritos. Serão cerca de 7,1 milhões de candidatos fazendo as provas, nos dias 26 e 27 de outubro. Responsável pela aplicação do Enem em todo o país, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informa não reconhecer qualquer técnica de preparação para o exame que desconsidere "os aspectos científicos e pedagógicos de um exame de avaliação".

Prefeitura assume projetos de ONG

O prefeito Eduardo Paes anunciou que vai dar continuidade aos projetos sociais realizados no Alemão pelo AfroReggae, que deixou a favela após receber ameaças do tráfico. A prefeitura doou ainda o terreno onde será construída a sede do jornal “Voz da Comunidade".

PM está foragido

Condenado a 300 anos, um dos PMs acusados da Chacina da Candelária, que completa 20 anos amanhã, está foragido. Outros dois condenados já estão soltos.

Ministro do TCU altera certidão

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Raimundo Carreiro conseguiu, na Justiça, alterar sua data de nascimento, tornando-se dois anos "mais jovem", informou ontem reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo". No TCU há seis anos, Carreiro conseguiu mudar sua data de nascimento de setembro de 1946 para setembro de 1948.

Na prática, a mudança garante a ele mais dois anos de permanência no TCU, adiando sua aposentadoria compulsória aos 70 anos. Com isso, ele poderá tomar posse na presidência do tribunal para o biênio 2017/2018, o que não ocorreria se tivesse de deixar a Corte em 2016.

Bolsa Família: Justiça arquiva inquérito

O juiz do 3º Juizado Especial Criminal de Brasília determinou o arquivamento da investigação criminal sobre os boatos envolvendo o programa Bolsa Família, que provocaram uma corrida dos beneficiários às agências da Caixa Econômica Federal (CEF) em maio. O inquérito criminal, conduzido pela Polícia Federal, apurava a autoria dos boatos sobre um possível cancelamento do programa.

Esquenta disputa pela prefeitura

A entrada do democrata Anthony Weiner, personagem de um escândalo sexual dois anos atrás, na disputa pela indicação do partido pode atrapalhar Christine Queen, preferida do prefeito Michael Bloomberg e favorita nas pesquisas para sucedê-lo no comando de Nova York.

Folha de S. Paulo

Dilma proporá a Francisco ação conjunta contra pobreza

A presidente Dilma Rousseff vai propor hoje ao papa Francisco apoio a projetos internacionais de combate à pobreza e à exclusão social, como iniciativas voltadas para o continente africano.

O tema fará parte da conversa reservada da petista com o pontífice, na qual Dilma dirá que o governo brasileiro e o Vaticano podem unificar ações internacionais nessas duas áreas, citando as medidas que o Brasil já desenvolve em relação à África.

Dilma vai receber o papa às 16h, na base aérea do aeroporto do Galeão, no Rio. Depois, participará da cerimônia oficial de chegada do pontífice, às 17h, no Palácio Guanabara. Em seguida, às 18h, terá o encontro privado.

Francisco pede a fiéis que o sigam em prece no Brasil

No último Angelus, tradicional bênção dominical no Vaticano, antes de embarcar ao Brasil, o papa Francisco pediu aos fiéis presentes que o acompanhem em orações durante a Jornada Mundial da Juventude.

"Peço-lhes que me acompanhem espiritualmente em oração na primeira viagem apostólica que farei a partir de amanhã. Como vocês sabem, vou viajar ao Rio de Janeiro, no Brasil, por ocasião da 28ª Jornada Mundial da Juventude", disse, ontem, o papa argentino.

PF dobra contingente para visita do papa

O papa Francisco chega hoje ao seu primeiro destino internacional, o Rio de Janeiro, com uma agenda de compromissos que promete proximidade ao público e alterações de última hora.

Se prevalecer a vontade do Vaticano, o trabalho das autoridades envolvidas na segurança do papa será maior do que o previsto, especialmente devido ao acréscimo de passeios em carro aberto.

O planejamento de segurança tem sido revisto a todo momento. Tanto que neste final de semana a Polícia Federal dobrou seu contingente. Agora, 3 mil policiais estarão no Rio a serviço da Jornada, fazendo com que o efetivo de segurança chegue a 25 mil.

Longe da vida pública, Arns vê Francisco como 'grata surpresa'

Há anos longe da vida pública, o cardeal d. Paulo Evaristo Arns, 91, arcebispo emérito de São Paulo, recebeu a escolha do papa Francisco como uma "grata surpresa".

O comentário foi feito no final de maio a d. Leonardo Steiner, secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que o visitara na ocasião. Os dois são primos e franciscanos.

'Kit' traz orientações a peregrinos sobre os tabus da igreja

A Igreja Católica decidiu marcar sua posição a respeito de temas polêmicos de comportamento durante a Jornada Mundial da Juventude, cujo início está marcado para hoje no Rio.

Distribuído a aproximadamente 350 mil jovens inscritos pelo site oficial do evento, o chamado "kit peregrino" inclui um manual com "reflexões éticas" sobre assuntos como aborto, reprodução assistida, eutanásia e homossexualidade.

Estudante prepara 'beijaço' no Rio contra visita do papa

O estudante de direito João Pedro Accioly Teixeira, 19, ficou três dias preso após uma manifestação que começou pacífica e terminou com a explosão de um coquetel molotov lançado em direção a policiais militares.

O enredo, que poderia ser de um dos mais de 60 detidos nas manifestações no último mês, no Rio, ocorreu há dois anos. Mas pode se repetir. Preso em 2011 durante protesto contra a visita ao país do presidente norte-americano, Barack Obama, o estudante agora organiza manifestação contra o papa Francisco.

Em documento, PT pede trocas em ministérios e na economia

Em documento discutido anteontem em reunião de seu diretório nacional, o PT defende a reforma ministerial e ajustes na política econômica entre as prioridades do governo Dilma Rousseff para o segundo semestre.

A Folha teve acesso ao texto, que ainda depende da aprovação do comando executivo petista. Dilma seria homenageada no evento em que o documento foi discutido, mas cancelou sua ida na véspera para participar de reunião sobre a visita do papa.

A resolução prevê a continuidade dos protestos que mobilizaram o país em junho até 2014, ano da Copa do Mundo e das eleições presidenciais. O partido entende que "nada indica que haverá refluxo das manifestações principalmente em ano eleitoral".

Isolado, deputado propõe facilitar consulta popular

Sem apoio de parte do PT para conduzir a reforma política na Câmara, o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP) sugerirá ao Congresso meios para facilitar consultas e projetos de iniciativa popular.

Depois de ser atacado no partido por dizer que não há tempo para o Congresso aprovar plebiscito que tenha efeitos nas eleições de 2014, o petista disse à Folha querer buscar "maior facilidade para referendos, plebiscitos e leis de iniciativa popular".

Investigação sobre Bolsa Família é arquivada

A Justiça Federal do Distrito Federal determinou na última sexta-feira o arquivamento das investigações sobre os boatos de que o Bolsa Família iria acabar. Os rumores causaram corre-corre e geraram tumultos ao levar milhares de beneficiários do programa às agências da Caixa no fim de semana de 18 e 19 de maio.

Após 1 mês, 11% de detidos em atos foram indiciados

Um mês após a onda de protestos de junho pelo país, 11% dos detidos foram indiciados até agora por supostos crimes cometidos durante as manifestações. Dos 1.490 adultos detidos, 170 haviam sido responsabilizados até a sexta-feira.

O número pode mudar, pois há inquéritos em aberto e 157 pessoas ainda são investigadas --129 delas foram autuadas em flagrante. Os dados, obtidos pela Folha com as secretarias de Segurança dos Estados, referem-se a investigações já concluídas em 24 capitais e no Distrito Federal.

Conheça serviços na internet que prometem não vigiar usuários

Depois da revelação da existência do Prism, programa que permite à NSA (Agência Nacional de Segurança dos EUA) acessar os dados dos usuários de empresas como Apple, Google e Facebook, o buscador DuckDuckGo (duckduckgo.com), que foca a privacidade, viu sua média de pesquisas diárias quase dobrar, de 1,7 milhão para 3 milhões.

O temor de alguns usuários de que suas atividades on-line sejam monitoradas fez crescer também o interesse pelo Tor Browser Bundle (tor project.org), que permite navegar na web de forma anônima. O software é usado pelo próprio Edward Snowden, o ex-analista de inteligência que tornou público o programa de vigilância dos EUA.

O Estado de S. Paulo

Papa diz que dirigentes devem servir aos pobres

Na véspera de sua viagem ao Brasil, o papa Francisco rea­firmou ontem o tom da mensagem que levará para o País e disse, durante o Ângelus, que, para que sejam bons cris­tãos, dirigentes, cidadãos e mesmo religiosos têm a obri­gação de se aproximar e "ser­vir aos pobres", tanto e a ora­ção quanto em açoes concre­tas. Ele não deixou dúvidas de que seus discursos estarão carregados de um evangelho da justiça social, numa cha­mada tanto aos governos quanto à própria Igreja.

O papa desembarca em meio a protestos sociais no Brasil e não ficará indiferente a isso. Se­gundo o Estado apurou, ele deve até mesmo se referir de forma indireta à corrupção como um dos obstáculos para o maior de­senvolvimento social, vem um recado à classe política.

Argentinos terão evento com Francisco

O papa Francisco terá encontro quinta-feira com argentinos que estão no Rio. O evento foi incluído ontem na agenda e acontecerá no Terreirão do Samba, ao lado do Sambódromo. O prefeito Eduardo Paes (PMDB) respondeu com ironia à pergunta de equipe de TV francesa sobre a decretação de dois dias de feriado municipal, o que não aconteceu na Jornada de Paris, em 1997. Paes disse que “a França não é exatamente um país de gente trabalhadora”. Grupo convocou protesto para hoje em frente ao Palácio Guanabara.

Duas visões

D. Cláudio Hummes e d. Odi­lo Scherer, respectivamente cardeal-arcebispo emérito e atual cardeal-arcebispo de São Paulo, expressam opi­niões diferentes sobre o ponti­ficado de Francisco. Enquan­to o primeiro derrama elogios ao velho amigo, Scherer adota um discurso mais contido, no qual seria preciso tempo para interpretar os discursos e as ações do papa argentino.

Hummes, porém, é muito pró­ximo de Francisco. Em reu­niões oficiais no Vaticano, co­mo o último conclave, o cardeal brasileiro e o argentino Jorge Bergoglio sentavam-se lado a lado nos últimos anos. "Acabei me tornando um grande amigo dele. Ele já o disse (que são ami­gos), está dito", resumiu o brasi­leiro, em evento realizado no fim do mês passado no Colégio de São Bento, na região central de São Paulo.

'Vantagens eventuais’ em SP dobram salário de juiz

De tudo o que caiu na conta dos magistrados do Tribunal de Justiça de São Paulo em 2013,47,2% vêm de uma rubrica denominada pela Corte de "vantagens eventuais". Na prática, juízes e desembargadores receberam no primeiro semestre, em média, um salário a mais por mês com essas vantagens. Nesse período, elas corresponderam a desembolso de R$ 213,3 milhões. Os rendimentos líquidos dos magistrados somaram R$ 451,6 milhões.

A folha de pagamento do TJ-SP revela que há casos de juízes que receberam como "vantagens eventuais" valores que chegam a quase quatro vezes o teto constitucional, que é de R$ 25,3 mil. Um desembargador recebeu em maio R$ 94,7 mil em vantagens - na conta dele caíram R$ 117,1 mil líquidos.

‘Valores podem variar ao longo dos meses’, afirma Corte

O Tribunal de Justiça informou que o teto remuneratório constitucional e o subsídio mensal de seus magistrados são aplicados de acordo com a Resolução 13/06, do Conselho Nacional de Justiça. Os dados sobre pagamentos constam do Portal Transparência da Corte. "Os valores e remunerações dos magistrados podem variar ao longo dos meses", diz o TJ.

Essa variação ocorre em virtude de eventuais pagamentos de valores relativos a 1/3 constitucional de férias, indenização de férias, antecipação de 13.° salário, 13.° salário, pagamentos retroativos de diferenças salariais, como a Lei Federal 10.474/02 e a Parcela Autônoma de Equivalência, já pagas na esfera federal, aglutinados nas "vantagens eventuais".

Acusado de corrupção recebeu R$ 84 mil logo após ser afastado

Afastado das funções desde 3 de abril, por suspeita de corrupção, o desembargador Arthur Del Guércio Filho continua recebendo regularmente osvenci-mentos e é merecedor das chamadas vantagens pessoais e eventuais que elevam seu holerite a patamar privilegiado.

Em maio, um mês após tomar cautelarmente a toga de Del Guércio, o Tribunal de Justiça depositou em sua conta R$ 53,59 mil apenas a título de vantagens eventuais. Ao todo, já longe da Corte e sem dar expediente, o magistrado ficou com R$ 84,6 mil - tirando R$ 15,17 mil de débitos lhe sobraram R$ 69,42 mil líquidos.

Veto de fundo estadual opõe PMDB a Dilma

A votação do veto da presidente Dilma Rousseff a artigo do projeto que regulamenta regras de repasse ao Fundo de Participação dos Estados (FPE) já foi marcada para o início de agosto, assim que os parlamentares voltarem do recesso, e será um novo round do embate entre o governo petista e o PMDB.

Dirigentes do partido, incluindo o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), e o líder da bancada na Casa, Eduardo Cunha (RJ),usa-ram as redes sociais para dar o tom de enfrentamento com o Palácio do Planalto.

Governador assume acordos por palanques

A dois meses do prazo final para filiações partidárias, o PSB intensifica negociações e contatos na busca de alcançar sua meta em 2014: lançar candidatura própria ao governo de 12 Estados e viabilizar alianças para uma eventual candidatura do governador de Pernambuco e presidente nacional do partido, Eduardo Campos, à Presidência da República.

Sem alarde, Campos recebe políticos e empresários, para o almoço ou jantar. O governador já recebeu, por exemplo, o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab por duas vezes e recentemente conversou com o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB).

Plano de Campos inverte papéis em PE

O projeto presidencial do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), pode promover uma inversão de papéis no tabuleiro político do Estado. Após o PSB pôr fim ao domínio de 12 anos do PT na Prefeitura do Recife, a possível ruptura de Campos com a presidente Dilma Rousseff. Dilma aproxima o PSB do PMDB e do DEM - adversários em 2006 e 2010. Já os aliados PT e PTB podem virar oposição a Campos.

Encomenda de máquinas tem recorde negativo

O ingresso de Investimento Estrangeiro Direto (IED) para a indústria caiu 47% neste ano. Entre janeiro e maio, o setor recebeu US$ 5,8 bilhões, abaixo dos US$ 10,9 bilhões no mesmo período de 2012. Os dados são do Banco Central e foram compilados pela Sociedade Brasileira de Estudos de Empresas Transnacionais e Globalização Econômica (Sobeet).

A queda dos recursos para a indústria supera o recuo total de IED para a economia brasileira, que caiu 23% no mesmo período, de US$ 21,7 bilhões para US$ 16,7 bilhões. O setor de serviços foi o único a apresentar crescimento no período, alta de 6% (de US$ 7,5 bilhões para US$ 8 bilhões). A agropecuária teve queda de 7% (de US$ 3 bilhões para US$ 2,8 bilhões).

CFM entra na Justiça contra Mais Médicos

O Conselho Federal de Medi­cina (CFM) ingressou com ação civil pública na Justiça Federal contra o programa Mais Médicos, do governo federal. OCFM questiona a vin­da de médicos estrangeiros sem validação de diplomas, a falta de comprovação do do­mínio da língua portuguesa e a criação do que chamou de "subcategorias de médicos, com limitação territorial".

Para o conselho, esses médi­cos serão "jogados" na periferia das cidades ou em locais longínquos do País, "sem nenhum con­trole de sua capacidade técni­ca", advertindo que essa "é uma atitude, no mínimo, temerária, para não dizer criminosa".

No Rio, licitação de helicóptero teve concorrente único

Apenas uma empresa, a offshore Synergy Aerospace Inc, sediada no Panamá (um paraíso fiscal) e com capital social de US$ 10 mil, foi considerada habilitada no final da licitação que terminou com a venda ao Estado do Rio do helicóptero Agusta AW109 Grand New, avaliado em quase US$ 10 milhões e usado pelo governador Sérgio Cabral Filho (PMDB). A história da compra do aparelho está documentada no processo de licitação, obtido pela reportagem do Estado por meio da Lei de Acesso à Informação.

Egito começa a alterar Constituição de Morsi

A comissão de magistrados e juristas nomeada pelo presidente interino do EgitOj Adli Mansour, para modificar a Constituição elaborada durante o governo do presidente deposto Mohamed Morsi começou ontem a revisar a Carta de orientação islamista - manobra considerada essencial para que novas eleições ocorram no país, após o golpe que destituiu do poder o líder membro da Irmandade Muçulmana.

Correio Braziliense

O assédio dos lobistas

Muito bem engravatados, com sapatos lustrados, bótons similares aos que senadores e deputados usam para identificar a quem eles representam, os lobistas a serviço dos sindicatos, associações e dos "sangues-azuis", como são chamados a elite do funcionalismo, percorrem os corredores do Congresso com desenvoltura. Com a justificativa de "defender pleitos da categoria", esses "assessores parlamentares", como costumam se apresentar, articulam a derrubada de itens das pautas das comissões, marcam encontros entre as lideranças sindicais e parlamentares e passam pente-fino nos projetos que chegam ao Senado e à Câmara para identificar ameaças e oportunidades de engordar mordomias e benefícios.

Na última semana, o Correio acompanhou no Congresso a atuação desses lobistas. Durante a sessão da terça-feira da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara, era possível identificar "assessores" da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT) e da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra).

Um novo Brasil à espera de Francisco

O papa Francisco desembarca hoje no Brasil e já terá pela frente, além dos fiéis que o aguardam em desfile por carro aberto pelas ruas do Centro do Rio de Janeiro, manifestações contrárias às políticas públicas brasileiras sob o lema: “Papa, veja como somos tratados”. Depois da onda de protestos que atingiu o país principalmente em junho, a euforia e a comemoração pela escolha do Brasil para sediar a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2013, anunciada oficialmente há dois anos, diminuíram, pelo menos para as autoridades brasileiras.

A tão esperada viagem do pontífice causa, agora, certa apreensão, principalmente entre os governantes, com o esquema de segurança montado para o evento. A preocupação aumentou basicamente por dois motivos: o registro de depredações de patrimônio público e privado na noite da última quarta-feira no Leblon e em Ipanema, que mostraram mais uma vez a fragilidade do aparato estatal para controle de aglomerações, e a decisão do papa de andar em carro aberto pelas ruas da cidade, sem blindagem.

Esquema inédito de segurança

O papa Francisco desembarca às 16h na base aérea do Aeroporto Internacional do Galeão e dá início a uma extensa agenda de compromissos. Em sua primeira viagem internacional como líder da Igreja Católica, o pontífice fez questão de deixar a sua marca e mudou o itinerário no país até o último momento para ficar próximo do povo. Francisco deseja ter contato direto com os fiéis já no primeiro dia no Rio de Janeiro, por isso, alterou o roteiro burocrático e incluiu um passeio no papamóvel no Centro da cidade.

Ele será recebido pela presidente Dilma Rousseff no Galeão e seguirá de carro fechado até a Catedral Metropolitana. De lá, parte em desfile em carro aberto pelas avenidas do Centro em direção ao Theatro Municipal. Em seguida, do 3° Comando Aéreo Regional (III Comar) vai de helicóptero ao Palácio Guanabara, sede do governo do Estado do Rio de Janeiro, onde será recepcionado pela presidente, pelo governador Sérgio Cabral e pelo prefeito Eduardo Paes.

Ajuda da população

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, fez um apelo ontem para cariocas e turistas não irem de carro ao Centro da cidade hoje, onde o papa Francisco fará um desfile no fim da tarde. Paes se reuniu na manhã de ontem, no Centro de Operações Rio, com o presidente da RioEventos, Leonardo Maciel, e com o secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório, para tratar dos últimos detalhes da chegada do pontífice. A passagem do papamóvel por ruas do Centro foi um pedido de última hora do líder da Igreja Católica, não previsto na programação original.

JMJ movimentará até R$ 1,2 bilhão

A estimativa da Embratur leva em consideração gastos com a estrutura, investimento em transporte e ganho das redes de hotéis e restaurantes.

Dia será repleto de protestos

Diversos atos criticando a vinda do pontífice estão sendo convocados nas redes sociais. O principal deles deve ocorrer em frente ao Palácio Guanabara.

Segurança é o maior desafio

O monumental esquema de proteção será posto à prova hoje. São 17 mil homens envolvidos — 400 seguindo de perto o percurso do papa.

A esperança está com a juventude

A nova geração de católicos não é tão numerosa, mas compensa em entusiasmo. Culto a Maria e respeito à hierarquia clerical são valores partilhados.

CFM vai à Justiça contra o programa

O Conselho Federal de Medicina (CFM) ingressou com uma ação civil pública na Justiça Federal para suspender o Programa Mais Médicos, instituído por medida provisória , publicada no último dia 9. A entidade questiona três pontos da proposta elaborada pelo governo federal: a possibilidade de profissionais formados no exterior trabalharem sem revalidar o diploma; a falta de comprovação da fluência em português; e o fato de que os médicos formados no exterior terão que trabalhar especificamente nos municípios definidos pelo programa. A Federação Nacional dos Médicos (Fenam) também deve entrar com uma ação semelhante contra o Mais Médicos amanhã. O CFM promete outros processos nos próximos dias.

Governo divulga hoje tamanho do corte de gastos

Pressionado a mostrar mais comprometimento com as contas públicas, o governo anuncia hoje o aguardado corte de gastos no Orçamento Federal. A tendência é de que sejam represados entre R$ 10 bilhões e R$ 12 bilhões em despesas com custeio, como passagens aéreas, material de escritório e até contratos com funcionários terceirizados. O ajuste ajudará a União a economizar recursos para saldar parte dos juros da dívida pública, e fazer o chamado superavit primário, de 2,3% do Produto Interno Bruto (PIB). Diante das críticas de analistas, que acusam o governo de ter abandonado as metas fiscais, a equipe econômica da presidente Dilma Rousseff tenta promover um choque de credibilidade, o que ajudaria a vencer a desconfiança de empresários e estimular a retomada de investimentos produtivos.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!