Nos jornais: Itamaraty é alvo de cobrança por supersalários no exterior

Políticos e representantes da sociedade, informa O Globo, cobram providências para correção de salários acima do teto constitucional. Folha de S. Paulo destaca que governador de Pernambuco, Eduardo Camos (PSB), articula palanque em 12 estados

O Globo

Itamaraty é alvo de cobrança por supersalários no exterior

A informação de que a cúpula da diplomacia brasileira recebe salários maiores que o da presidente da República e de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), e que pelo menos 132 diplomatas que trabalham no exterior recebem acima do teto constitucional com salários que chegam a R$ 58 mil, provocou reação de políticos e representantes da sociedade, que cobram providências para a correção do que consideram distorções.

Veja tudo sobre supersalários

O levantamento sobre os salários foi divulgado ontem pelo GLOBO. O procurador do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU), Marinus Marsico, afirma que o artigo que estabelece o teto do funcionalismo é o mais desrespeitado da Constituição.

De acordo com o Itamaraty, o pagamento dos salários no exterior é feito de acordo com a legislação vigente, levando-se em conta as peculiaridades de custo de vida em cada posto. Segundo o órgão, a fixação desses salários é feita com base em tabela da Organização das Nações Unidas e sua divulgação está sendo feita "de forma transparente".

Cardeais pressionam para ler dossiê secreto

O presidente da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Raymundo Damasceno, disse que cardeais do mundo todo já começam a pressionar para conhecer o conteúdo do dossiê secreto entregue ao Papa Bento XVI, pouco antes da renúncia. Damasceno e o cardeal Geraldo Majella já chegaram a Roma. Ontem foi um dia atípico: é o primeiro domingo sem missa em oito anos. E também véspera do início da reunião que começa hoje para a escolha do próximo Pontífice. Circulam rumores de que os três cardeais que escreveram o documento estariam preparando um resumo para apresentar nas discussões, segundo informaram os enviados especiais Deborah Berlinck e Fernando Eichenberg. Também se especula que eles passariam discretamente informações a alguns cardeais. A reunião vai decidir também uma data importante: o início do conclave. A aposta em Roma é de que ele comece em torno dos dias 10 e 11. Só que para tomar essa decisão, todos os 115 cardeais com direito a voto precisam estar presentes.

Combate ao tráfico: já são 500 mil em áreas pacificadas

A polícia ocupou ontem favelas do Caju e a Barreira do Vasco para a implantação de uma UPP. Na ação, não foi disparado um único tiro. Desde ontem, já é meio milhão de pessoas que vive nas áreas pacificadas.

Balança comercial: déficit dobra no setor de serviços

Após o déficit da balança comercial de serviços subir 150%, para US$ 41 bi em 2012, o governo criou força-tarefa para ajudar empresas do setor a exportar mais, incluindo construção e turismo.

Disputa por terra mata mais no país

A tensão causada pela disputa por terras tem se agravado e elevado o número de mortos em conflitos agrários no Brasil. No ano passado, o total de líderes locais assassinados, entre sem-terra, indígenas e pescadores, cresceu 10,3% em relação a 2011, subindo de 29 para 32. As mortes aconteceram, em sua maioria, no Pará e em Rondônia, estados onde os conflitos por terras e as disputas em torno da exploração ilegal de madeira têm recrudescido nos últimos anos.

Os dados da Comissão Pastoral da Terra (CPT) mostram que o Rio de Janeiro, onde a média de mortes era de uma por ano, contabilizou quatro no ano passado, maior patamar desde 1999, quando foram assassinadas cinco pessoas. No país, de 2000 a 2012, a violência causada por conflitos agrários provocou 458 mortes.

Campos: cenário histórico de conflitos agrários no Rio

Cenário da morte de dois sem-terra neste ano, Campos de Goytacazes, no Norte Fluminense, é o município que historicamente apresenta o maior número de conflitos agrários no Rio de Janeiro. A cidade, onde vivem hoje cerca de 1.500 famílias em 14 assentamentos de terra, engrossa, nos últimos anos, o saldo de mortes no meio rural. Segundos dados da Comissão Pastoral da Terra (CPT), desde 2006, seis pessoas foram assassinadas no município em decorrência de disputas agrárias. No ano passado, outros dois sem-terra de um acampamento rural de cortadores de cana de açúcar, localizado na cidade fluminense, foram mortos próximo à BR-356, que liga Campos a Itaperuna. Antônio Carlos Biazini, de 45 anos, líder do acampamento rural, e Joais da Silva Rocha, de 25 anos, foram baleados quando deixavam o local.

Associações de juízes criticam Barbosa

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) divulgaram anteontem nota pública em que classificam de "preconceituosa, generalista, superficial e, sobretudo, desrespeitosa" a declaração do ministro Joaquim Barbosa, que preside o Supremo Tribunal Federal (STF), a jornalistas estrangeiros.

Na última quinta-feira, Barbosa, durante uma entrevista coletiva, declarou que os juízes brasileiros têm mentalidade "mais conservadora, pró-status quo, pró-impunidade". O ministro disse ainda que os integrantes do Ministério Público seriam "rebeldes, contra status quo, com pouquíssimas exceções".

PSDB acusa Dilma de antecipar campanha

Líderes do PSDB reagiram ontem ao discurso da presidente Dilma Rousseff durante a convenção nacional do PMDB, no último sábado, e a acusaram novamente de antecipar em mais de um ano a campanha presidencial. Em evento, promovido na capital federal, a presidente referiu-se aos opositores como "mercadores do pessimismo", que torcem contra e apostam no fracasso do país.

Bebê é curado de Aids nos Estados Unidos

O anúncio surpreendente da cura de um bebê infectado com HIV pode mudar a trajetória da doença e reduzir drasticamente o número de crianças vivendo com o vírus no mundo. A criança tem dois anos e meio e foi curada por médicos do Centro da Criança Johns Hopkins, de Baltimore, nos Estados Unidos. Se o relatório da doutora Deborah Persaud for confirmado, o bebê, que não teve nome nem sexo revelados, seria o segundo caso de cura no mundo. O primeiro foi Timothy Brown, homem de meia-idade, que ficou conhecido como "paciente de Berlim”. O anúncio foi feito ontem, mas a criança vive há um ano sem os remédios e sem sinal de vírus ativo. Nascido de uma mãe infectada, especialistas, que não estiverem envolvidos diretamente na pesquisa, questionam se a criança tinha realmente contraído a doença.

Folha de S. Paulo

PSB quer alavancar Campos com palanques nos Estados

O PSB pretende montar pelo menos 12 candidaturas próprias aos governos dos Estados em 2014 para vitaminar a possível empreitada presidencial do governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

A busca por palanques regionais é um dos principais desafios da sigla -que teve nove candidatos em 2010- para tirar a vantagem da presidente Dilma Rousseff e do senador Aécio Neves, virtuais candidatos de PT e PSDB.

Na semana passada, a petista e o tucano já contaram com os ex-presidentes Lula e Fernando Henrique Cardoso como cabos eleitorais pelo país -em Fortaleza e Belo Horizonte, respectivamente.

Enquanto isso, sem "padrinho", Eduardo Campos viu correligionários (Cid Gomes, governador do Ceará, e Ciro Gomes, ex-ministro) se manifestarem contra sua candidatura à Presidência, expondo uma dificuldade para os palanques regionais em 2014.

O reino dos Calheiros

O casarão mais famoso de Murici (a 50 km de Maceió) ficou submerso na devastadora enchente de 2010 em Alagoas, mas, ao contrário da maioria dos vizinhos, sobreviveu para contar história.

Espaçoso, porém sem ostentação, é nele que também sobrevive um assistencialismo à moda antiga praticado pela família do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), que soma perto de duas décadas de domínio na cidade de 26 mil habitantes.

As portas permanecem abertas 24 horas por dia -trancadas, só as dos quartos-, seguindo uma tradição do clã iniciada por dona Ivanilda e major Olavo, pais de Renan e seus seis irmãos.

Segundo vizinhos, diariamente ao menos 20 cidadãos passam por lá com pedidos ao prefeito Remi Calheiros, irmão mais novo do presidente do Senado, ou à primeira-dama Soraya, que também é secretária de Ação Social.

Pará dá cargos a parentes de desembargadores

Parentes de desembargadores do Tribunal de Justiça do Pará têm sido nomeados para cargos na "assessoria especial" do governo paraense, comandado pelo tucano Simão Jatene.

Os assessores especiais estão formalmente ligados à Casa Civil, cúpula do governo, e podem atuar em qualquer área. Além dos que ganharam o cargo no atual governo, há parentes de desembargadores que mantêm o emprego desde gestões anteriores.

Por causa disso, em fevereiro de 2012, o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) recomendou a esses magistrados que não julgassem causas envolvendo o Estado.

Ministérios vão liberar papéis da ditadura para consulta

Um conjunto de documentos confidenciais do Comando da Marinha revela que a ditadura brasileira se aproximou do Irã do aiatolá Khomeini, fundador da República Islâmica, em plena guerra Irã-Iraque (1980-1989).

Os papéis estão sob controle do arquivo do Comando da Marinha. A Folha revelou ontem que pelo menos seis ministérios e as três Forças retêm milhares de páginas da ditadura militar (1964-1985).

Os documentos demonstram que a ditadura recebeu emissários do primeiro escalão do governo iraniano para uma visita a cerca de 40 fábricas no Brasil, quase todas de armamentos militares.

Casa Civil decide enviar documentos ao Arquivo Nacional

A Casa Civil da Presidência da República e o Ministério da Justiça informaram ontem que decidiram enviar ao Arquivo Nacional os documentos produzidos durante a ditadura militar (1964-1985) que estão em seu poder.

Segundo a assessoria da Casa Civil, o órgão "determinou que os documentos citados sejam preparados e organizados para envio ao Arquivo Nacional, onde ficarão disponíveis para consulta pública".

Anvisa quer flexibilizar a aprovação de fitoterápicos

Tanchagem, chapéu-de-couro, laranja-amarga, erva-de-bugre, macela, chambá. Muito usadas pelos avós, essas e outras substâncias, transformadas em medicamentos fitoterápicos, devem ganhar novas regras de comercialização para ter mais espaço nas prateleiras.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) discute nesta semana a flexibilização da regra em vigor e ainda a criação de uma nova categoria de medicamentos: a do "produto tradicional fitoterápico". O assunto ainda precisará passar necessariamente por consulta pública.

Preparação do conclave 'testa' favoritos para suceder o papa

Cardeais de todo o mundo começam hoje, no Vaticano, a preparação do conclave que escolherá o sucessor do papa emérito Bento 16. Às 9h30 de Roma (5h30 de Brasília), os religiosos se reunirão pela primeira vez na Congregação Geral, convocada para discutir a transição no comando da igreja.

Este pré-conclave começa abalado por escândalos sexuais. Ontem, o cardeal escocês Keith O'Brien, que renunciou no dia 25 ao cargo de arcebispo de Edimburgo após ser acusado de "comportamento inadequado" nos anos 80, admitiu que sua "conduta sexual ficou abaixo dos padrões" que se esperavam dele.

Consumo de dados por celular e tablet é 12x o volume registrado no ano 2000 em toda a internet

No final deste ano, a quantidade de aparelhos capazes de transmitir dados pela rede de celular vai superar o número de pessoas no planeta. A projeção é ainda mais assustadora para daqui a quatro anos, quando as máquinas conectadas devem somar 10 bilhões -para uma população prevista de 7,6 bilhões.

As contas, feitas pela Cisco, consideram não apenas a expansão dos celulares -um mercado hoje com 3,2 bilhões de assinantes, incluídos aí os que têm plano de dados. Entra no bolo também um grupo "mudo", mas muito ativo: as máquinas conectadas a outras máquinas (como carros e aparelhos médicos).

Igreja e governo traçam plano contra caos aéreo durante evento católico

Para evitar um novo caos aéreo durante a Jornada Mundial da Juventude, prevista para acontecer de 23 a 28 de julho no Rio, a Igreja Católica e o governo articulam a criação de áreas de permanência temporária para os fiéis no aeroporto internacional do Galeão.

Chamadas de "fun zone" (área de diversão, em tradução livre), os espaços ficariam do lado de fora dos terminais de embarque e desembarque. Nelas, além de área de alimentação e serviços como wi- fi, seriam instalados pontos para check-in dos peregrinos.

Isso evitaria grande concentração de passageiros dentro do terminal e a repetição de cenas de longas filas e, possivelmente, tumultos.

Somos só parte da imensa diversidade dos seres humanos

Protagonista do filme "Colegas", do diretor Marcelo Galvão, o ator Ariel Goldenberg, 32, se define como um "guerreiro". E ele é. Guerreiro down, diga-se. Down de síndrome de Down mesmo.

Tendo desafiado e vencido as dificuldades típicas de sua condição (o preconceito, por exemplo, ou as dificuldades de dicção), ele ajudou a captar recursos, atuou e agora trabalha no marketing do longa (em um vídeo no site YouTube, ele pede que o ator norte-americano Sean Penn venha ao Brasil assistir ao filme com ele).

O Estado de S. Paulo

Após dois anos, Dilma busca apoio de sindicatos

A presidente Dilma Rousseff seguiu o conselho de seu antecessor e padrinho político, Luiz Inácio Lula da Silva, e iniciou um processo de reaproximação com as centrais sindicais. A agenda presidencial evidencia a nova estratégia: após dois anos sem muito espaço para reuniões com sindicalistas, Dilma tem tido agora uma série de encontros do gênero. Só na semana passada, recebeu dois presidente de centrais sindicais – Vagner Freitas, da Central Única dos Trabalhadores (CUT), e Ricardo Patah, da União Geral dos Trabalhadores (UGT).

No dia 12 ela deve participar da inauguração da nova sede do Sindicato dos Comerciários de São Paulo, filiado à UGT e representante de um setor com cerca de 400 mil trabalhadores. A data foi acertada diretamente entre o Planalto e os organizadores. Também não está descartada a possibilidade de, amanhã, ao término da 7.ª Marcha das Centrais Sindicais, em Brasília, Dilma receber os sindicalistas no Planalto. Até ontem a agenda presidencial não registrava o compromisso, mas os sindicalistas não descartavam a hipóteses do encontro. Em outros anos, Dilma sempre preferiu delegar missões desse tipo ao secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho.

Campos vai atrás da Força Sindical de Paulinho

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), inicia nesta semana uma maratona para se aproximar do movimento sindical. A distância entre o partido que ele preside e as centrais sindicais é considerada pelas lideranças socialistas como principal deficiência para consolidar o nome do governador como figura nacional – e também como um possível candidato na corrida presidencial. Hoje, em Recife, o governador deve receber a direção nacional da Força Sindical, segunda maior central do País. Oficial- mente, a pauta prevê uma conversa sobre a batalha que está sendo travada entre o governo Dilma Rousseff (PT) e os trabalhadores do setor portuário, representados principalmente pela Força.

‘Ministério do futuro’ ilustra lamentação peemedebista

Em época de articulação dos partidos para as mudanças nos ministérios da presidente Dilma Rousseff, a Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), ocupada pelo ex-governador do Rio e ex-deputado Wellington Moreira Franco, é o símbolo da insatisfação do PMDB com os cargos no primeiro escalão. Sem potencial eleitoral, ele é chamado às vezes de “ministério do futuro”: faz estudos sobre temas diversos e produz propostas de políticas públicas, mas não executa as ações e acaba ofuscada pelos ministérios executores.

“O produto que temos a oferecer é seminário e seminário não elege ninguém”, diz Moreira Franco, depois de enumerar uma série de projetos em andamento na SAE – cujo orçamento, para 2013, é de R$ 26,5 milhões. A agenda do ministro no último ano mostra, de fato, uma série de palestras, mesas redondas e seminários, encontros com diplomatas e visitantes estrangeiros e seis viagens internacionais (Bruxelas, Santiago, Madri, Estocolmo, Genebra e Seul). Nada de inauguração ou audiência com Dilma.

PF paulista recusa inquérito que liga Dantas a mensalão

A Polícia Federal em São Paulo resolveu recusar o inquérito que investiga suspeitas de que o grupo Opportunity, do banqueiro Daniel Dantas, fez doações ilegais ao PT por meio do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza. Trata-se de uma das várias apurações complementares ao processo julgado no ano passado pelo Supremo Tribunal Federal, que apontou desvios de dinheiro público e realização de empréstimos bancários fraudulentos para financiar um esquema de compra de apoio de parlamentares entre os anos de 2003 e 2005, no primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Nesse processo, a antiga cúpula do PT e o ex-ministro José Dirceu foram condenados por corrupção e formação de quadrilha. Valério, apontado como o operador do esquema, foi condenado por diversos crimes que somaram pena superior a 40 anos de prisão.

Preço da terra agrícola sobe mais do que o ouro

Com a alta das cotações de milho e da soja, o preço da terra para a agricultura mais que triplicou nos últimos dez anos. Em cinco anos, o valor subiu em ritmo mais rápido e superou as principais aplicações financeiras, incluindo o ouro. A disparada das cotações levou a um freio nos negócios em regiões como Cascavel, Paraná, onde o hectare chegou a R$ 36 mil.

Polícia ocupa o Complexo do Caju

Sem resistência do tráfico e em apenas 25 minutos, forças policiais ocuparam as 13 favelas no Complexo do Caju, onde moram 20 mil pessoas, na zona portuária do Rio, ontem. Cerca de 1.300 policiais militares, 200 civis e 300 fuzileiros participaram da ação. Pelo menos 16 pessoas foram presas. Ali será instalada a 31ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da cidade, ainda sem data definida. A operação nas favelas do Caju é considerada o último passo antes da ocupação do vizinho Complexo da Maré, que tem 15 comunidades e 75 mil moradores.

Cardeis do Brasil farão pressão por acesso a dossiê

Os cinco brasileiros que votarão no conclave para eleger o novo papa farão pressão para que todos os cardeais tenham acesso ao dossiê sobre escândalos da Igreja, informam os enviados especiais José Maria Mayrink e Andrei Netto. Hoje os cardeais se reúnem para debater temas da Igreja, no primeiro encontro antes do conclave.

Médicos dos EUA curam bebê infectado com Aids

Médicos americanos anunciaram ontem a cura de um bebê infectado com o vírus da Aids ao nascer. O tratamento começou 30 horas depois do parto e optou-se por uma terapia mais agressiva do que a convencional, pois a mãe não havia sido medicada na gravidez. Hoje com 2 anos e meio, a criança não tem sinais da doença e não é medicada desde os 18 meses.

Correio Braziliense

R$ 40 milhões para irrigar a corrupção

As obras de irrigação do assentamento Três Barras, a 130km de Brasília, consumiram quase R$ 40 milhões em seis anos, mas nunca beneficiaram um único produtor rural sequer. A construção do sistema, concluída em 2003, se transformou em um escoadouro de recursos públicos e em um grande escândalo de corrupção. Como a obra de irrigação nunca entrou em funcionamento e as estruturas ficaram abandonadas nos últimos anos, o governo de Goiás decidiu deixar de lado o esqueleto milionário e começar um novo projeto.

No mês passado, a Secretaria Estadual de Agricultura anunciou oficialmente o que todos da região já sabiam: a gigantesca obra, apesar de pronta, nunca entrará em funcionamento. O governo vai começar do zero um empreendimento para levar água aos produtores rurais de Cristalina, o que pode custar mais R$ 66 milhões. Os processos administrativos que apuram os desvios de recursos da construção abandonada até hoje não foram concluídos.

Máquinas furtadas

O descaso com o dinheiro público no assentamento Três Barras não se restringe aos desvios e falhas que levaram ao abandono da obra de irrigação. Como as subestações de energia e os pontos de captação de água nunca funcionaram, equipamentos milionários ficaram guardados na área rural de Cristalina. Sem segurança para preservar o material, bandidos roubaram transformadores potentes, hidrômetros, canos e motores avaliados em até R$ 1 milhão. No local onde antes estavam instalados os aparelhos para irrigar as propriedades rurais, hoje vivem pombos. As tubulações estão tomadas por mato alto e desgastadas pela ação do tempo.

Reforma ministerial ameaçada pelo PIB

O resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de 2012 — 0,9% anunciado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) — não deve provocar grandes mudanças na votação do Orçamento, marcado para terça-feira. Mas pode prejudicar os planos do PSD de assumir a cadeira ainda não criada do Ministério da Micro e Pequena Empresa. Diante da economia em estado de letargia, parlamentares, inclusive, da base aliada, começam a questionar se é uma boa ideia criar um novo ministério neste momento.

Agilidade para as causas trabalhistas

Dois anos depois de assumir o comando do Tribunal Superior do Trabalho (TST), o ministro João Oreste Dalazen passará o cargo amanhã para o colega Carlos Alberto Reis de Paula. O atual mandatário da Corte avalia que seu sucessor tem todos os predicados para exercer a “espinhosa atribuição”. Em entrevista, Dalazen fez um balanço de sua gestão e citou como principal feito à frente do TST e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) a implantação do Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho. Ele ressaltou também as campanhas voltadas para a redução de acidentes durante o expediente e a criação do banco nacional dos devedores trabalhistas, que impede empresas que não estão em dia de disputarem licitações.

Lula e FHC voltam à guerra

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva escolheu o seminário do PT em Fortaleza, na última quinta-feira, para fazer uma mea culpa do partido em relação ao mensalão. “Somos seres humanos, alguns de nós podem cometer erros, é verdade.” Dito isso, voltou as baterias para a oposição. “Nós não vamos permitir que ninguém jogue em cima de nós a pecha que eles carregaram a vida inteira do jeito de fazer política”, afirmou. Na mira estava o antecessor, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, com quem trava uma batalha verbal. A 19 meses do pleito de 2014, as discussões públicas já dão o tom do que será o embate em torno da sucessão presidencial.

Cardeal faz mea culpa por conduta sexual

"A aqueles a quem ofendi, peço desculpas e perdão (...) Também me desculpo ante a Igreja Católica e o povo da Escócia." Na véspera das Congregações Gerais — as reuniões preparatórias do conclave — o cardeal escocês Keith O"Brien resolveu falar. Por meio de uma nota oficial divulgada ontem, o único religioso do Reino Unido que estaria presente na eleição do novo papa, confessou ter mantido uma "conduta sexual imprópria". O ex-chefe da Igreja Católica na Escócia renunciou em 25 de fevereiro, depois de ser acusado por três padres e por um ex-sacerdote de "comportamentos indecentes".

Brasil ignora perguntas da ONU sobre violações

De todos os questionamentos sobre denúncias enviados pelo Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) ao Brasil, menos de 40% são respondidos. O governo federal, responsável por atender aos apelos do principal órgão internacional no tema, mesmo a respeito de situações estaduais ou até municipais, simplesmente não retorna à maior parte dos comunicados recebidos. Em média, de cada cinco pedidos de explicação que chegam ao país, mais de três são ignorados. Os dados fazem parte de um levantamento feito pelo Correio com informações dos últimos quatro anos.

Seu bolso: só parcele o cartão se não houver jeito

Se você recebeu um simpático comunicado de seu banco oferecendo aquela “oportunidade imperdível” para o parcelamento da fatura do cartão de crédito, mesmo estando com as contas em dia, antes de tomar qualquer decisão, faça uma análise detalhada. Não se encante com promessas de comodidade e conveniência. Os juros para o financiamento dos débitos podem encostar nos 4% ao mês ou 60% ao ano. Taxas nesse patamar só valem em caso de emergência, quando o orçamento já não comporta o pagamento integral do cartão e há o risco iminente de se recorrer ao extorsivo crédito rotativo, com juros médios de 10% ao mês ou de 213% anuais.

Violência: roubar, matar ou morrer ainda jovem

A falta de respeito com a vida tem se tornado marca registrada entre adolescentes na capital. Em 2012, 312 pessoas acabaram assassinadas por menores infratores, índice 51% maior do que o registrado no ano anterior, quando 206 pessoas perderam a vida nessas condições. As estatísticas são da Promotoria de Defesa da Infância e da Juventude do Distrito Federal. Do total de mortes do ano passado, 288 foram cadastradas como homicídios e 24 como latrocínios.

O caso de brutalidade mais recente ocorreu na Estrutural, na última terça-feira. Um garoto de 13 anos teve 50% do corpo queimado depois de ser atraído em uma emboscada armada por cinco jovens — três meninas e dois rapazes entre 13 e 17 anos.    Ele segue internado no Hospital Regional da Asa Norte (Hran) em estado grave.

A bola que embala o sonho

Dezenove jovens participaram de uma seleção para serem gandulas na Copa das Confederações. Os escolhidos atuarão no jogo Brasil x Japão, no Mané Garrincha. A festa, ontem, teve a participação da mascote Fuleco.

Americanos anunciam cura da Aids em criança

Um bebê tratado 30 horas após o nascimento com antirretrovirais apresentou “cura funcional”. Isso significa que a presença do vírus ficou tão mínima que não é detectada em exames convencionais.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!