Nos jornais: Congresso vai gastar R$1 bi a mais este ano

Câmara e Senado estimam gastar R$ 8,6 bilhões até dezembro, na contramão dos cortes de gastos anunciados, informa o Correio Braziliense. O Estado de S. Paulo mostra que o STF paga voos de esposas de ministros. Jornais repercutem boato sobre o Bolsa Família

Correio Braziliense

Congresso vai gastar R$1 bi a mais este ano

Na contramão dos cortes de gastos anunciados tanto no Senado quanto na Câmara, o orçamento das duas Casas prevê uma despesa R$ 1 bilhão mais cara este ano em comparação a 2012. Os dois órgãos do Legislativo federal estimam gastar R$ 8,6 bilhões até dezembro, de acordo com dados do Siga Brasil, portal do próprio Senado que reproduz dados oficiais do Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi). No ano passado, em abril, a estimativa era desembolsar R$ 7,6 bilhões em 2012.

Os dados técnicos se contrapõem aos discursos políticos de austeridade feitos pelos comandantes do Congresso Nacional. Tanto a Câmara quanto o Senado já gastaram mais recursos nos quatro primeiros meses deste ano em comparação a igual período de 2012. O custo saltou para R$ 168 milhões, considerando o primeiro quadrimestre. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), tomaram posse no começo de fevereiro. O orçamento de 2013 do Legislativo , assim como as contas dos demais Poderes, foi aprovado no Congresso um mês depois.

GDF pretende convocar 6,4 mil concursados

O Governo do Distrito Federal (GDF) prevê a contratação de 6,4 mil novos concursados em 2014, o que representará um impacto de R$ 221 milhões nos cofres públicos, como anunciaram, ontem, representantes da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão do DF. A verba deve sair dos R$ 19,4 bilhões de orçamento estimado para o próximo ano e previsto no Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO). A proposta foi encaminhada à Câmara Legislativa do DF (CLDF) pelo Executivo no último dia 15. Se somada aos valores oriundos do Fundo Constitucional do DF — destinado às áreas de saúde, educação e segurança —, a receita chegará a R$ 31,5 bilhões.

Um sigilo inconveniente

Apenas oito senadores defendem a manutenção do voto secreto nas decisões do Congresso Nacional nos moldes atuais. Levantamento feito pelo Correio mostra que 60 dos 81 parlamentares são favoráveis à abertura do voto em pelo menos uma das situações previstas na Constituição. A discussão é antiga, mas ganha fôlego com a possibilidade de votações sigilosas nos próximos meses. Entrarão na pauta os vetos da presidente Dilma Rousseff à polêmica MP dos Portos, aprovada nas duas Casas na semana passada, e processos de cassação dos mandatos de deputados federais.

Hipóteses ampliadas

O Senado e a Câmara dos Deputados extrapolaram a Constituição e tornaram secretas votações não previstas na Carta Magna, como a eleição das Mesas Diretoras. O assunto está sendo questionado no Congresso e na Ordem dos Advogados do Brasil. Em fevereiro, o diretor de campanhas do site de petições Avaaz, Pedro Abramovay, entrou com uma representação na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Nela, pedia que a instituição entrasse com uma ação direta de inconstitucionalidade para retirar o voto secreto do regimento interno da Casa.

O voto secreto nas assembleias

Ao passo em que o Congresso Nacional resiste a discutir o fim do voto secreto, seis assembleias legislativas e a Câmara Legislativa acabaram com o sigilo. Os parlamentares abriram mão da prerrogativa no Acre, no Espírito Santo, no Maranhão, em São Paulo, no Rio Grande do Sul, em Rondônia e no Distrito Federal. A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) foi a primeira a adotar a medida, em 2001, mas, ancorada pela Constituição, manteve o voto secreto nos processos de perda de mandato.

Bolsa família: PF investiga boato de fim do benefício

A Polícia Federal investigará a origem do tumulto que levou milhares de pessoas às agências da Caixa Econômica Federal, em 12 estados, por temerem o fim do Bolsa Família. Rumores falsos eram de que o programa seria encerrado pelo governo federal a partir de hoje. Houve confusão em algumas agências bancárias e a demora dos órgãos responsáveis em responder aos boatos irritou a presidente Dilma Rousseff.

Brasileiro inventa e estrangeiro fica com o lucro

Os constrangimentos enfrentados hoje pela indústria brasileira — consequência da crescente perda de mercados, aqui e lá fora —, em função de sua baixa competitividade, contrastam-se com histórias de dezenas de inventos brasileiros que rendem lucros expressivos a empresas com sede no exterior. Com a exceção de Alberto Santos Dumont, presente no imaginário popular como o inventor do avião e o herói maior da ciência nacional, há uma longa lista de desconhecidos cientistas do país que nada ganharam com as suas invenções "exportadas". Suas criações estão integradas ao cotidiano moderno e produziram verdadeiras revoluções de consumo e costumes.

E o Mané, passou no teste?

O primeiro jogo do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha deu a pouco mais de 20 mil pessoas uma dimensão de como o local deve estar em 15 de junho, quando a cidade receberá a abertura da Copa das Confederações com a partida entre Brasil e Japão. Mas mostrou, também, que reparos devem ser feitos já para o confronto do próximo domingo, entre Santos e Flamengo, válida pela rodada inicial do Campeonato Brasileiro — por isso o nome de evento teste.

Pela primeira vez, o estádio vai operar com a capacidade máxima. Foram colocados 69,2 mil ingressos à venda, além de outros 1.8 mil lugares corporativos comercializados à parte para os quatro camarotes da arena. Até a tarde de ontem, cerca de 38,5 mil bilhetes (quase 56%) haviam sido vendidos, segundo a empresa responsável, impressionando até a presidente Dilma Rousseff e colocando ainda mais responsabilidade sobre a cidade que dará a primeira impressão do Brasil ao mundo.

O Estado de S. Paulo

Supremo paga voos de esposas de ministros

O Supremo Tribunal Federal (STF) reproduz hábitos que costumam ser questionados em outros poderes sobre o uso de recursos públicos pa­ra despesas com passagens aéreas. Levantamento feito pelo Estado com base em da­dos oficiais publicados no si­te da Corte, conforme determina a Lei de Acesso à Infor­mação, mostra que ministros usaram estes recursos, no pe­ríodo entre 2009 e 2012, para realizar voos internacionais com suas mulheres, viagens durante o período de férias no Judiciário, chamado de re­cesso forense, e de retomo pa­ra seus Estados de origem.

O total gasto em passagens para ministros do STF e suas mulheres em quatro anos foi de R$ 2,2 milhões - a Corte infor­mou não ter sistematizado os dados de anos anteriores. A maior parte (R$ 1,5 milhão) foi usada para viagens internacio­nais. De 2009 a 2012, o Supre­mo destinou R$ 608 mil para a compra de bilhetes aéreos para as esposas de cinco ministros: Gilmar Mendes e Ricardo Le~ wandowski - ainda integrantes da Corte além de Carlos Ayres Britto, Cezar Peluso e Eros Grau, hoje aposentados.

Barbosa usou passagens do STF quando estava de licença médica

O  presidente do Supremo Tri­bunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, utilizou passagens aé­reas pagas pela Corte em perío­dos nos quais estava licenciado do tribunal. Barbosa fez 19 via­gens para quatro cidades nos anos de 2009 e 2010 em datas nas quais estava afastado de seus trabalhos na Corte.

O Estado solicitou dados so­bre as passagens emitidas para os ministros em janeiro deste ano, com base na Lei de Acesso à Informação. A resposta envia­da pela Corte omitiu as viagens de Barbosa, apesar de listar as realizadas por outros magistra­dos. Somente neste mês de maio o tribunal publicou na in­ternet dados sobre as passa­gens usadas pelo ministro.

PF vai apurar boatos de fim do Bolsa Família

A Polícia Federal vai investigar a onda de boatos que percorreu pelo menos dez Estados do País sobre o falso encerramento do Bolsa Família. Desde sábado, o rumor de que o programa de transferência de renda seria finalizado levou milhares de beneficiários à Caixa Econômica Federal para sacar o valor deste mês, O tumulto, que em alguns casos terminou em depredação de terminais de autoatendimento, levou o governo federal a desmentir ontem os boatos e garantir a continuidade do programa.

Virada Cultural mais violenta tem arrastões e duas mortes

Duas pessoas morreram, pelo menos cinco foram baleadas e outras duas, esfaqueadas, entre sábado e ontem, na edição mais violenta da Virada Cultural, evento que ocorre desde 2005 na cidade de São Paulo. Também houve arrastões, roubos, brigas, consumo de drogas e fechamento de estações de Metrô. Foram presos 28 adultos e 9 adolescentes, detidos. Foram registrados 1.800 atendimentos por excesso de álcool. A única morte no evento havia ocorrido no ano passado, quando uma pessoa foi assassinada a tiros. O prefeito Fernando Haddad (PT) e o coronel Reinaldo Simões Rossi, comandante da área centro da Polícia Militar, disseram que ainda precisam refletir sobre as causas. Mas ambos afirmaram que o motivo pode ter sido o aumento do número de pessoas dispostas a roubar.

Segurança controversa

Secretário municipal de Cultura, Juca Ferreira afirmou que pode rever pontos para 2014. Ele não considerou o evento violento: ‘A Virada foi segura.'

Retorno

Racionais se apresentam após 6 anos de ausência e criticam violência registrada no próprio evento.

Comissão avalia pedir revisão da Anistia

A Lei da Anistia causa preocupações e debates na Comissão da Verdade. Ganha corpo entre seus integrantes a ideia de que o relatório final da comissão, a ser divulgado no segundo semestre de 2014, deve recomendar a revisão da interpretação legal em vigor e a responsabilização penal de agentes de Estado que cometeram graves violações de direitos humanos no período da ditadura militar.

Resgate de FHC por Aécio leva ‘conteúdo’ à disputa, diz Tarso

O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), afirmou ontem que a disputa presidencial de 2014 terá "mais conteúdo" depois que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) passou a defender o legado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Na convenção tucana de sábado, que elegeu o mineiro como presidente nacional do PSDB, Aécio defendeu, em seu discurso de posse, as privatizações feitas durante a gestão FHC e disse que elas "tão bem fizeram ao Brasil".

Sisu tem 80% de adesão federal após três anos

Em três anos, o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) - plataforma digital criada em 2010 para preencher vagas em instituições públicas de ensino superior -já tem adesão de 80% das 59 universidades federais do País. Em quase metade delas, 100% das vagas para novos calouros estão sendo preenchidas pelo Sisu. Só no 1° semestre, 1,9 milhão de estudantes se inscreveram. Foram oferecidas aproximadamente 100 mil vagas nas federais. A próxima oferta de vagas está prevista para junho.

'Objetivo deve ser promover a justiça, não só preservar memória'

A Comissão de Verdade deve ser um "mecanismo de Justiça" e não pode acabar apenas "em palavras". A avaliação é de Pablo de Greiff, relator da GNU para a promoção da Verdade e Justiça e encarregado dentro do sistema por acompanhar comissões da verdade estabelecidas em vários países.

Dobra dívida da Odebrecht

Depois de se firmar como a maior empreiteira do País, dominar o setor petroquímico com a Braskem e espalhar sua marca por áreas tão diferentes quanto a produção de etanol e a construção de submarinos, a Odebrecht começa a encarar a conta dessa trajetória fulminante nos últimos anos: a dívida do grupo disparou e atingiu R$ 62 bilhões, com bancos e investidores que compraram suas debêntures.

Essa dívida está espalhada por várias empresas - e praticamente dobrou desde 2010. O débito cresceu 36% apenas em 2012, segundo o balanço consolidado do ano. As demonstrações foram publicadas no dia 25 de abril no Diário Oficial da Bahia e em um jornal daquele Estado, onde fica o conselho de administração da Odebrecht.
Hezbollah auxilia Assad contra rebeldes sírios

Após 4 meses, número de mortos na Kiss chega a 242

Morreu na madrugada de ontem em Porto Alegre (RS) a 242ª vítima do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, no interior gaúcho, ocorrido em 27 de janeiro. A estudante Mariane Wallau Vielmo, de 25 anos, estava internada no Hospital de Clínicas da capital gaúcha desde o dia da tragédia e teve a morte - por infecção em decorrência de queimaduras -confirmada por volta das 5h15.

Mariane era natural da cidade de Santiago, na região central do Rio Grande do Sul, e morava em Santa Maria, onde estudava Sistemas de Informação no Centro Universitário Franciscano (Unifra) e dava aulas de informática no Colégio Franciscano SantAnna.

O Globo

Denunciados pelo MP têm aumento no governo

Seis meses depois de a Polícia Federal (PF) deflagrar a Operação Porto Seguro e descobrir um esquema de favorecimento a interesses privados operado por ocupantes de postos-chave do Executivo federal, só uma dos 13 servidores denunciados perdeu o emprego e o salário pago pela União: a ex-chefe de gabinete da Presidência da República em São Paulo Rosemary Noronha, que ainda responde a um processo disciplinar na Controladoria Geral da União (CGU).

Rosemary, que era protegida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi exonerada poucos dias após o escândalo, pois ocupava apenas cargo de confiança. Os 11 servidores efetivos e um comissionado citados na denúncia do Ministério Público Federal (MPF) vêm mantendo emprego e remuneração devido à lentidão dos processos administrativos que foram abertos.

PF vai investigar origem de boato sobre suspensão do Bolsa Família

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, determinou que a Polícia Federal (PF) investigue a origem do boato que circulou ontem pelo país de que o pagamento do Bolsa Família seria suspenso no fim de semana. Por conta dos rumores, centenas de pessoas lotaram agências da Caixa Econômica Federal (CEF) e casas lotéricas em 12 estados, principalmente nas capitais do Nordeste e do Norte. Houve tumulto e quebra-quebra. No Rio, Baixada Fluminense, Niterói e São Gonçalo foram os principais afetados. As filas serpenteavam pelas ruas.

Aécio usa televisão para se tornar mais popular

Com os olhos voltados para as classes C e D, o senador Aécio Neves (MG) começa a estrelar esta semana a propaganda partidária nacional do PSDB. O primeiro objetivo do novo presidente do partido e pré-candidato à Presidência da República é tornar-se mais conhecido do público nacional. Pesquisas recentes mostram que cerca de 40% do eleitorado não conhecem o mineiro, situação que se agrava nas classes mais pobres e no interior do país.

Dilma vai encontrar Campos hoje em Recife

Desde que elevou o tom das críticas ao governo e passou a articular sua provável candidatura a presidente, o líder do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, evita eventos públicos que o deixem frente a frente com a presidente Dilma Rousseff. Mas hoje os dois vão estar juntos quase o dia todo - e a sós, em vários momentos - durante a viagem da presidente ao estado.

Empresas brasileiras captam mais no exterior

Depois de encher o caixa de dólares no ano passado, as empresas brasileiras voltaram a chamar atenção pelo mundo na semana passada ao levantar uma fortuna de recursos de investidores estrangeiros. Com operações de gigantes como Petrobras e BRF, as companhias registram agora uma captação de US$ 18,9 bilhões com a emissão de títulos no mercado internacional neste ano, o que representa um crescimento de quase 10% na comparação com o mesmo período do ano passado (US$ 17,3 bilhões).

Segundo especialistas, num momento em que a economia começa a retomar o crescimento, a fartura financeira externa pode ser uma aliada, ainda que aumente a exposição ao risco cambial. Até maio, as empresas já obtiveram 63,4% de todo o montante captado no ano passado no exterior, de US$ 29,8 bilhões. Para analistas, as emissões devem repetir ou superar este patamar em 2013, o que vai depender dos rumos da crise internacional.

Virada Cultural de São Paulo termina com dois mortos, seis esfaqueados e 28 detidos

Cinco jovens foram baleados e um deles morreu na Virada Cultural de São Paulo, que ocorreu durante o fim de semana. Outro jovem faleceu de overdose de cocaína no mesmo evento, que foi marcado pela violência.

Segundo dados preliminares divulgados pela prefeitura e a Polícia Militar de São Paulo, seis pessoas foram esfaqueadas e 28 detidas - 17 delas em flagrante. Entre os adolescentes, pelo menos nove foram apreendidos.

Vans: no sábado, nova fase da proibição

A partir do próximo sábado, vans não poderão mais circular em toda a Zona Sul. A proibição, que já vale para 11 bairros, chegará a Flamengo, Laranjeiras, Cosme Velho, Catete e Glória. As exceções são Rocinha e Vidigal.

Arte a serviço do ensino

Diante da obra "Cartão Postal", da fase antropofágica da artista plástica Tarsila do Amaral (1886-1973), a mediadora pergunta ao grupo de alunos de ensino médio do Colégio Estadual Vicentina Goulart, de Nova Iguaçu: "O que vocês identificam nesta paisagem?". As palmeiras e o Pão de Açúcar são logo citados. Até que alguém dispara um "Tem o Minha Casa, Minha Vida também!", numa associação entre as casas rústicas retratadas no quadro, de 1929, e as modestas moradias do programa habitacional do governo federal.

Folha de S. Paulo

Virada Cultural tem arrastões, nove feridos e um morto

Mais concentrada no centro de São Paulo do que em anos anteriores, a Virada Cultural encerrada ontem, a primeira sob gestão do prefeito petista Fernando Haddad, foi também uma das mais violentas nos nove anos do evento.

Apesar do orçamento recorde, de R$ 10 milhões para reforços na infraestrutura e na segurança, e do contingente de 4.800 agentes de segurança, o maior nos últimos cinco anos, um jovem de 19 anos foi baleado ao reagir a um assalto na avenida Rio Branco e morreu no hospital.

Houve ainda mais uma morte, por uma suposta por overdose. Outras três pessoas foram baleadas e seis, esfaqueadas. No total, 28 pessoas foram detidas pela polícia e outros nove adolescentes, apreendidos. Até a conclusão desta edição, a polícia investigava outras 32 ocorrências.

Indicado por Campos atua contra a sua candidatura

Indicado por Eduardo Campos para a Esplanada dos Ministérios, o ministro Fernando Bezerra (Integração Nacional) lidera um motim no PSB contra a candidatura do governador de Pernambuco -e padrinho político- à Presidência da República.

Bezerra é, no partido presidido por Campos, um dos mais fervorosos defensores da reeleição de Dilma Rousseff e tem reunido integrantes do PSB em seu gabinete para articular a derrota da tese da candidatura própria na Executiva do partido.

Bandeiras de Aécio se desgastam em Minas

Após dez anos de gestão do PSDB em Minas Gerais, ao menos duas bandeiras do partido sofrem desgaste: o combate à desigualdade regional e à criminalidade. Enquanto o fosso entre regiões ricas e pobres do Estado não se reduziu, a violência cresce desde 2010, sobretudo nas grandes cidades.

A gestão foi inaugurada pelo senador Aécio Neves -eleito ontem como novo presidente nacional do PSDB e provável candidato tucano à Presidência-, que governou de janeiro de 2003 até março de 2010 e passou o bastão para Antonio Anastasia (PSDB), reeleito em outubro.

Boatos sobre o fim do Bolsa Família geram filas e tumultos

Uma onda de boatos sobre o fim do programa Bolsa Família levou milhares de pessoas no sábado e domingo a lotéricas e agências da Caixa Econômica Federal, para sacarem seus benefícios.

A extensão do boato, que atingiu ao menos dez Estados, provocou longas filas de espera e muito tumulto. Pessoas passaram mal e desmaiaram. Houve brigas e terminais foram depredados.

No Rio, notícia falsa envolveu até visita do papa Francisco

Para uns, a culpa era da visita do papa Francisco ao Rio em julho. Para outros, era da Copa das Confederações, no próximo mês. Na tentativa de sacar o dinheiro do Bolsa Família, milhares de beneficiários formaram desde a tarde de sábado longas filas nas agências da Caixa Econômica Federal no subúrbio do Rio, na Baixada Fluminense e em Niterói (região metropolitana).

Médico de fora que atuar em área carente não fará prova

O Brasil não vai exigir exame nacional de revalidação do diploma de médicos trazidos da Espanha e de Portugal para trabalho temporário em áreas com déficit de profissionais da saúde no país.

Em contrapartida, esses estrangeiros só poderão atuar nas áreas determinadas pelo governo em periferias e no interior e por período que não deve passar de três anos.

Caso queiram trabalhar mais no Brasil, terão então de fazer o exame, seguindo um modelo já adotado por países como Canadá, Austrália, Reino Unido e a própria Espanha.

Saldo é positivo, mas há problemas, diz governador Antonio Anastasia

Para o governador Antonio Anastasia, o saldo das gestões tucanas em Minas é "extremamente positivo em qualquer área", embora reconheça "dificuldades graves a superar em todos segmentos".

Ao falar na sexta na Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, ele disse que "desigualdades absurdas" precisam ser vencidas e apontou barreiras financeiras -como os altos encargos do pagamento da dívida com a União- como obstáculos.

Brasileiros 'tocam o terror' em jogos on-line e ganham fama negativa

"Aqui é Brasil, seu safado!", gritou o jogador identificado pelo apelido L3L3K antes de assassinar um norte-americano no "DayZ", game de tiro em primeira pessoa. "Tinha que ser brasileiro", reclamou a vítima.

No jogo, ambientado em um mundo pós-apocalíptico apinhado de zumbis, os participantes têm que cooperar para sobreviver. Mas L3L3K faz parte de um grupo de jogadores que prefere roubar equipamentos e enganar outros gamers com o objetivo de "tocar o terror".

Há anos, o comportamento "tóxico" (termo usado pela indústria de jogos) é apontado por jogadores de games de multijogadores como tipicamente brasileiro.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!