Nos jornais: Código Florestal deve anistiar 75% das multas milionárias

Texto prevê o perdão a todas as multas aplicadas até 22 de julho de 2008, após participação em um programa de regularização ambiental. Jornais destacam internação do ex-presidente Lula e articulações na disputa pela prefeitura de São Paulo

Folha de S. Paulo

Código Florestal deve anistiar 75% das multas milionárias

A aprovação do novo Código Florestal, prevista para esta semana, deve levar à suspensão de três em cada quatro multas acima de R$ 1 milhão impostas pelo Ibama por desmatamento ilegal. A Folha obteve a lista sigilosa e atualizada das 150 maiores multas do tipo expedidas pelo órgão ambiental e separou as 139 que superam R$ 1 milhão. Dessas, 103 (ou pouco menos que 75%) serão suspensas se mantido na Câmara o texto do código aprovado no Senado. Depois, ele segue para a sanção da presidente Dilma Rousseff.

Pelo texto, serão perdoadas todas as multas aplicadas até 22 de julho de 2008, desde que seus responsáveis se cadastrem num programa de regularização ambiental. As punições aplicadas depois disso continuarão a valer. Para conseguir o perdão, o produtor terá três alternativas: recompor a reserva legal (metade da área pode ser com espécies exóticas), permitir a regeneração natural ou comprar área de vegetação nativa de mesmo tamanho e bioma do terreno desmatado.

Putin vence e enfrentará protestos de rua

O atual premiê Vladimir Putin, como esperado, venceu ontem as eleições presidenciais da Rússia, com grande vantagem sobre os demais quatro concorrentes e diversas acusações de fraude. O resultado oficial só sairá em um mês, mas a Comissão Eleitoral Central, com base em 97% das cédulas apuradas, apontava 64% dos votos para Putin. Em um distante segundo lugar figurava o veterano comunista Gennady Zyuganov, com 17%.

A oposição, de imediato, convocou protestos para hoje. Espera novamente reunir milhares nas ruas, como no final do ano passado. O empresário Mikhail Prokhorov, único candidato independente e terceiro colocado (8%), afirmou que seus observadores registraram mais de 4.000 irregularidades no pleito de ontem.

Com pneumonia, Lula volta a ser internado

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a ser internado no Hospital Sírio-Libanês na tarde de ontem em razão de uma pneumonia. Lula, que luta contra câncer de laringe, foi levado ao hospital no início da tarde, com quadro de febre baixa.

"Pneumonia é o nome genérico que se dá a uma infecção pulmonar. Mas a dele é muito, muito leve. Uma reação rotineira ao tratamento pelo qual Lula passou, que é pesado, deixa o paciente debilitado e com dificuldade de alimentação", explicou o oncologista Artur Katz, que integra a equipe médica que atende o ex-presidente.

Entrevista da segunda - Dom Odilo Pedro Scherer
Terceirização submete saúde pública ao mercado

"Ah! Quanta espera, desde as frias madrugadas, pelo remédio para aliviar a dor! Este é teu povo, em longas filas nas calçadas, a mendigar pela saúde, meu Senhor!" O trecho acima faz parte do hino da Campanha da Fraternidade deste ano, cujo mote central é a saúde pública.
É a segunda vez que a Igreja Católica elege o tema -a primeira foi em 1984.

"A saúde vai muito mal do Brasil", afirma o arcebispo de São Paulo, dom Odilo Pedro Scherer. O cardeal também critica as OS (Organizações Sociais) em São Paulo.
"Na medida em que se terceiriza os serviços de saúde, vira comércio, eles acabam sendo submetidos às leis de mercado", afirma.

O arcebispo de São Paulo também comentou a notícia do nascimento de uma criança com a finalidade de doar células-tronco para a irmã que sofre de uma doença hematológica. "Não podemos aplicar de maneira irrestrita todas as possibilidades do conhecimento científico."

Após final de ano ruim, economia tem desempenho fraco

Após um final de ano ruim, os primeiros sinais são de que a economia brasileira começou 2012 ainda fraca. Amanhã, será divulgado o resultado do PIB (Produto Interno Bruto) de 2011 e o número não deve encher os olhos do governo. A expectativa é que, após a estagnação registrada no terceiro trimestre, o crescimento tenha ficado próximo de zero nos últimos meses do ano.

A falta de ritmo se mantém no início de 2012 e fortaleceu a percepção de que o BC (Banco Central) pode promover cortes mais intensos na taxa de juros do que se esperava até uma semana atrás. O Copom (Comitê de Política Monetária) do BC tem reunião nesta semana para decidir sobre os juros.

Kassab dá secretaria ao PSB em troca de apoio a Serra

Na tentativa de garantir o apoio do PSB ao ex-governador José Serra na disputa pela Prefeitura de São Paulo, o prefeito Gilberto Kassab ofereceu à sigla a Secretaria Municipal de Esportes.

Também com o objetivo de pressionar os socialistas, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, pediu encontro hoje com o presidente nacional do PSB, governador Eduardo Campos (PE).

O Estado de S. Paulo

BCs dos países ricos gastaram US$ 8,8 tri nos últimos 3 anos

Os bancos centrais dos países ricos injetaram US$8,8 trilhões em pouco mais de três anos em seus sistemas financeiros, o que provoca fortes críticas de autoridades de nações emergentes e causa uma divisão na comunidade internacional sobre as estratégias para lidar com a crise. No total, o que a presidente Dilma Rousseff chamou na semana passada de "tsunami monetário" já supera em aproximadamente quatro vezes o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. Ontem, em uma reunião fechada na Basileia, sede do banco central dos bancos centrais (BIS), e com a orientação a todos os participantes para que não vazem nenhum ponto discutido no encontro, o centro do debate foi mesmo a inundação do mercado com dinheiro barato e a intervenção das autoridades monetárias.

FMI vê riscos aos emergentes

Instituições financeiras como o BIS e o FMI alertam que o "tsunami monetário" representa risco real para os países emergentes, que devem se preparar para uma turbulenta entrada de capitais.

Desafio de Serra será manter eleitorado fiel

Como candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra enfrentará em 2012 o desafio de impedir que os adversários avancem sobre os redutos de classe média que deram ao tucano três vitórias eleitorais na capital paulista nos últimos oito anos.

Serra teve desempenho quase idêntico nos primeiros turnos de 2004, quando concorreu à prefeitura, e de 2010, ano em que disputou a Presidência. Com apenas uma exceção, ele venceu e perdeu nas mesmas zonas eleitorais, com porcentuais de votos muito próximos (veja quadro).

A "cidadela serrista" é formada pelas áreas mais ricas e por quase todos os bairros de classe média da cidade. A conquista desse eleitorado é vista como estratégica para o PT, o que levou o partido a escolher um candidato visto como mais palatável pela classe média e sem a rejeição histórica da ex-prefeita Marta Suplicy - o ex-ministro da Educação Fernando Haddad.

Renovação eleitoral pauta discussão na corrida paulistana

A falta de novas lideranças em seus quadros leva o PT e o PSDB a optarem por caminhos distintos na eleição municipal de 2012, avaliam especialistas consultados pelo Estado. Com a entrada do ex-governador José Serra na corrida eleitoral, os tucanos continuam a apresentar desde 1996 os mesmos dois nomes aos eleitores da capital: Serra e o governador Geraldo Alckmin. Os petistas, por sua vez, optam pelo novato Fernando Haddad, que desbancou a senadora Marta Suplicy (PT-SP) depois de três eleições consecutivas.

O PSDB, dizem os analistas, é vítima de uma armadilha: sem um nome alternativo forte, busca o recall alto de Serra, mas adia o processo de renovação, impedindo o surgimento de novas lideranças. "Como vai haver recall de outros nomes se nunca é dado aos mais jovens a oportunidade de aparecer?", indaga Carlos Melo, professor do Insper.

Crivella já defende Haddad de 'kit gay'

O novo ministro da Pesca, Marcelo Crivella, isentou ontem o ex-ministro da Educação e pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, de responsabilidade no episódio da produção do kit anti-homofobia. Em sua primeira agenda pública após assumir a pasta, o ministro fez questão de ressaltar, no entanto, que o seu partido, o PRB, terá candidato próprio na capital paulista - o ex-deputado federal Celso Russomano.

"Ele (Haddad) jurou com os pés juntos que não produziu (o kit). Disse que foi uma ONG contratada pelo ministério", disse Crivella, durante visita a duas colônias de pescadores na ilha da Madeira, na cidade de Itaguaí, região metropolitana do Rio de Janeiro.

Putin vence no 1º turno

Apesar das denúncias de fraude na eleição presidencial russa, Vladimir Putin declarou vitória ontem ressaltando a disputa "aberta e honesta", relata Talita Eredia. Com mais de 60% dos votos, será o primeiro presidente com um governo de 6 anos. "Não prometi para vocês que ganharíamos? Glória à Rússia", disse, em discurso diante do Kremlin.

Eduardo Campos vem a SP para enquandrar PSB

Na tentativa de solucionar o impasse sobre o rumo do PSB na eleição municipal em São Paulo, o presidente do partido, governador Eduardo Campos (PE), dirá hoje às lideranças paulistas da sigla que as movimentações pró candidatura do ex-governador tucano José Serra à Prefeitura não têm validade nenhuma. Campos não descarta uma intervenção no diretório local do PSB para que seja fechada a aliança em torno do candidato do PT, Fernando Haddad.

O PSDB, por outro lado, colocou em campo uma operação para evitar que o PSB escolha o PT como parceiro na eleição paulistana. Com a ajuda do prefeito paulistano, Gilberto Kassab (PSD), os tucanos querem o apoio da sigla a Serra, que conversou com os líderes do PSB no Estado e na capital com o objetivo de segurá-los na coligação liderada pelo PSDB. Em São Paulo, os socialistas fazem parte do governo tucano de Geraldo Alckmin e estão alinhados à gestão Kassab.

Campos aproveitará sua passagem hoje por São Paulo para conversar com esses dirigentes do PSB. Vai lembrá-los de que o último congresso do partido, em novembro, decidiu que todas as alianças para as eleições em capitais e cidades com mais de 200 mil habitantes têm de ser homologadas pelo diretório nacional.

Balada bilionária

Com 19,5 milhões de consumidores e faturamento de R$ 2,5 bi por ano, clubes de música eletrônica têm Santa Catarina como polo.

Lula é internado com pneumonia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi internado ontem, no Hospital Sírio-Libanês, com febre baixa. Os exames apontaram início de pneumonia.

Meirelles assume conselho do JBS

Após quarentena de um ano, o ex-presidente do BC Henrique Meirelles vai definir a estratégia do grupo que controla o maior processador de carnes do mundo.

O Globo

Brasil ajusta política externa para enfrentar mundo pós-crise

Diante da Primavera Árabe e da crise europeia, o Brasil decidiu discutir seu novo papel no cenário internacional. Por determinação da presidente Dilma Rousseff, que chegou ontem a Hannover, na Alemanha, onde se encontra hoje com a chanceler Angela Merkel, um grupo de ministros está mapeando as oportunidades para marcar a presença brasileira na agenda mundial. A ideia é manter a "âncora regional", aprofundando a atenção dos países vizinhos, mas também projetar o Brasil diante dos países desenvolvidos. Especialistas avaliam que a reaproximação com os Estados Unidos e um foco maior nos direitos humanos diferenciam a política externa de Dilma da do ex-presidente Lula.

Lula é internado com pneumonia

Com pneumonia e febre baixa, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi internado ontem no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Não há previsão de alta. Especialistas afirmam que a radioterapia a que o ex-presidente está sendo submetido para combater um câncer na laringe diminui a imunidade. O paciente pode sofrer os efeitos até dois meses depois de encerrado o tratamento. Lula fez a última sessão de radioterapia no dia 17 de fevereiro.

PT diz que não muda campanha

Depois de resultado de pesquisa Datafolha, que aponta o pré-candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo, José Serra, com 30% das intenções de voto e petista Fernando Haddad com 3%, o PT afirma que não mudará campanha.

Putin eleito sob suspeita de fraude

Vladimir Putin foi eleito ontem presidente da Rússia para um terceiro mandato. A oposição disse que houve fraude generalizada. Foram 3.500 denúncias de irregularidades, com eleitores votando em mais de uma seção e coação nas seções eleitorais.

Creche do PAC vira estacionamento

Uma creche do PAC na Rocinha, em fase de acabamento, foi invadida e tranformada em estacionamento. Ontem, 13 carros e 17 motos ocupavam o pátio do imóvel, cujas obras estão paradas há um ano. Numa das paredes da creche, está pintado o preço da mensalidade de uma vaga para moto (R$50). O estado, responsável pelas obras, informou que o governo federal já liberou R$49 milhões para concluir a creche e outras obras inacabadas na Rocinha. Uma nova licitação deverá ser feita dentro de um mês.

O MEC anunciou ontem a criação de uma força-tarefa que terá prazo de 60 dias para verificar, junto às prefeituras, a situação das creches no país. Ontem, reportagem do Globo mostrou que o MEC só entrega um terço das creches que divulga.

Correio Braziliense

Crack, o pesadelo da maternidade

Entre as mulheres, os danos causados pela dependência de crack afetam seriamente uma segunda vida: a do feto. Pesquisas indicam o alto índide de gravidez não planejada entre as usuárias da droga, muitas vezes fruto da prostituição. A situação é de tal gravidade que autoridades de saúde discutem a oferta de contraceptivos, nos casos mais urgentes, a fim de impedir a gestação por até dois anos. Aos 30 anos, Laura (foto, nome fictício) está há quatro meses em tratamento numa comunidade terapêutica de Ceilândia.

Lula é internado com infecção pulmonar leve

Queixando-se de febre, o ex-presidente deu entrada no Sírio-Libanês na tarde de ontem. Previsão é de que Lula fique em observação até o próximo fim de semana no mesmo local onde ele encerrou, há 16 dias, tratamento contra um câncer na laringe. A infecção respiratória está em fase inicial, segundo médicos.

Putin é reeleito sob crise

Denúncias de fraude devem afundar o país em um período de incertezas políticas. Especialistas ouvidos pelo Correio apontam: vitória do premiê pode acentuar divisões internas e manifestações.

Em guerra

Disputa societária entre famílias Gradin e Odebrecht deve chegar este mês ao STJ.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!