No paredão: ex-chefe de gabinete do governador do DF entra para o Big Brother Brasil

Diplomata, bacharel em Ciências Sociais, mestre em Sociologia e especialista em Economia e Relações Internacionais, Rômulo ficou 400 dias no governo de Rodrigo Rollemberg

 

 

O diplomata Rômulo Neves, primeiro chefe de gabinete do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), vai participar da 17ª edição do Big Brother Brasil. Bacharel em Ciências Sociais, mestre em Sociologia e em Diplomacia e especialista em Economia e Relações Internacionais, Rômulo ficou 400 dias à frente da chefia de gabinete de Rollemberg. Para vencer o reality show, ele não precisará aguentar tanto tempo: o confinamento deve durar 90 dias até a disputa final. Na equipe do governador, Rômulo era o responsável por coordenar as relações do governo com a equipe de transição, além de comandar a agenda de Rollemberg na campanha eleitoral.

Na TV, ele precisará de mais apoio popular do que teve em 2010, quando concorreu a um mandato de deputado distrital. Na ocasião, recebeu 1.073 votos, e não conseguiu se eleger. No BBB, a participação popular é essencial para um candidato se manter no páreo e escapar do "paredão".

Perfil

Nascido em Anápolis (GO), Rômulo é diplomata, triatleta e escritor, conforme se define em seu perfil no Big Brother. Segundo ele, o seu diferencial é conhecer vários países. “Quando você vai para o exterior, principalmente para os países mais exóticos, você tem um pouco de solidão”, disse em entrevista ressaltando que é um forte candidato ao prêmio de R$ 1,5 milhão que o programa dará ao vencedor.

Casado há dez anos, o novo brother se diz apaixonado e faz jura amores pela mulher ainda que esteja confinado. Atualmente, além do trabalho de diplomata, Rômulo é colunista de literatura do site Metrópoles, de Brasília, e apresenta o programa Jazz Brasil, transmitido pela Rádio Nacional.

Mais sobre Brasília

Continuar lendo