‘Não sairemos daqui, ao menos que sejamos expulsos’, diz líder do MBL

Fernando Holiday explica, ao Congresso em Foco, que estão acampados em frente ao Congresso Nacional para aguardar resposta sobre processo de impeachment contra a presidente

Acampados em frente ao Congresso Nacional após conseguirem uma autorização com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), tendo em vista que instalações no local são proibidas desde 2001, os manifestantes do Movimento Brasil Livre (MBL) costumam poupar o peemedebista, denunciado pela Procuradoria-Geral da República por supostamente participar do esquema de corrupção que sangrou a Petrobras. O alvo é a presidente Dilma Rousseff.

Contudo, ao Congresso em Foco, uma das lideranças do movimento Fernando Holiday explica que eles também não apoiam o deputado fluminense.  “Nunca houve um movimento ‘Fica, Cunha’. A cada dia que se passa fica mais provado de que o presidente da Câmara não merece continuar onde está”, disse ele.

Holiday não perde o foco. Segundo ele, os acampados só saem de lá após terem resposta sobre a abertura de um processo de impeachment contra a presidente. “Ao menos que sejamos expulsos”, concluiu.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!