Municípios de cinco estados terão reforço de tropas federais neste segundo turno

Ao todo, 12 cidades do Amazonas, do Ceará, do Maranhão, do Paraná e do Rio de Janeiro terão reforço das Forças Armadas e da Força de Segurança Nacional durante a votação deste domingo

 

 

 

As tropas da Força Nacional de Segurança e das Forças Armadas vão reforçar a segurança em 12 dos 57 municípios onde haverá segundo turno neste domingo (30). Entre as cidades que terão reforço especial estão cinco capitais: Rio de Janeiro, Curitiba, São Luís, Fortaleza e Manaus. Também terão segurança intensificada as cidades de Maringá e Ponta Grossa, no Paraná, São Gonçalo, Nova Iguaçu, Belford Roxo, Duque de Caxias e Niterói, no estado do Rio de Janeiro.

O apoio das tropas federais foi aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a pedido dos respectivos tribunais regionais eleitorais. Entre os municípios fluminenses com disputa em segundo turno, apenas Volta Redonda e Petrópolis não tiveram reforço solicitado.

Para o primeiro turno das eleições, realizado no dia 2 de outubro, o TSE autorizou o envio de tropas da Força Federal para 467 municípios de 14 estados: Acre, Alagoas, Amazonas, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins.

O apoio das Forças Armadas para garantir a lei e a ordem durante as eleições está previsto no Código Eleitoral e é regulamentado por resolução do TSE. De acordo com o Ministério da Defesa, que coordena a atuação das Forças Armadas, o objetivo do reforço é manter as condições necessárias para que a população possa votar com tranquilidade.

Em São Luís, onde houve ataques a ônibus e escolas na véspera do primeiro turno, o efetivo será de 600 militares. Em Fortaleza, o reforço será de 3,6 mil.  Para o estado do Rio de Janeiro, estão reservados 6 mil militares. No Paraná serão 1,5 mil. Cerca de mil militares darão apoio em Manaus.

Mais sobre eleições 2016

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!