Movimento pró-impeachment de Toffoli tem apoio de 25% do Senado

O Movimento Muda Senado, Muda Brasil – lançado nessa terça-feira (13) durante um ato de apoio ao pedido de impeachment do ministro Dias Toffoli que foi apresentado pela deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) – ganhou novos membros nesta quarta-feira (14). O movimento já conta com 21 senadores, representando, portanto, um quarto do Senado Federal. Entre os novos integrantes, está o líder do PSL na Casa, Major Olímpio (SP).

> Senadores se unem a Janaina Paschoal por impeachment de Toffoli

“O Muda Senado não é uma ação pró ou contra governo, é pró Brasil”, explicou o Major Olímpio, logo depois de assinar o manifesto do movimento no gabinete do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), visto como um dos líderes do Muda Senado, Muda Brasil.

O Congresso em Foco teve acesso à lista de senadores que já ingressaram no movimento. São eles: Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Arolde de Oliveira (PSD-RJ), Álvaro Dias (Podemos-PR), Carlos Viana (PSD-MG), Eduardo Girão (Podemos-CE), Fabiano Contarato (Rede-ES), Flávio Arns (Rede-PR), Jorge Kajuru (Patriota-GO), José Reguffe (S/partido-DF), Lasier Martins (Podemos0RS), Leila Barros (PSB-DF), Luís Carlos Heinze (PP-RS), Major Olímpio (PSL-SP), Marcos do Val (Podemos-ES), Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), Plínio Valério (PSDB-AM), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Rodrigo Cunha (PSDB-AL), Juíza Selma (PSL-MT), Soraya Thronicke (PSL-MS) e Styvenson Valentim (Podemos-RN).

“São parlamentares de vários partidos, porque esta não é uma pauta da oposição ou do governo”, destacou Alessandro Vieira, dizendo que essa lista ainda pode crescer nos próximos dias. “Não vamos confundir as coisas. Aqui é uma ação individual de cada um dos signatários”, confirmou Major Olímpio, frisando que não representa o PSL, mas ele próprio ao assinar o manifesto do movimento. “Participo por conta do novo espírito do Senado. Sou fruto da renovação, concordo com as pautas e vou participar ativamente”, afirmou, dizendo que não sabe como o governo enxerga esse movimento. Dos quatro senadores do PSL, apenas um ainda não fez acenos ao Muda Senado, Muda Brasil: Flávio Bolsonaro (PSL-SP).

Alessandro Viera comentou, por sua vez, que a adesão de novos senadores dá força para que o movimento consiga destravar sua pauta. Além do julgamento de pedidos de impeachment contra ministros do STF, os senadores pedem a abertura da CPI da Lava Toga e a tramitação da PEC de Reforma do Judiciário. “Mostrando que a pauta é real e urgente, por mais que haja tentativas de escamotear, arquivar ou engavetar isso, a pauta vai tomar proporção e essa proporção também vai acontecer nas ruas, levando o Senado a concretizar a mudança que o cenário eleitoral determinou”, afirmou o senador, que deve entregar esses pleitos ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), em breve.

> Podemos ganha novos membros e vira a segunda maior bancada do Senado

alessandor vieiradias toffoliMajor OlímpioSenado