Morte de Teori Zavascki repercute nos três poderes

Ex-presidentes e outras autoridades lamentam a morte de Teori Zavascki em acidente aéreo nesta quinta-feira (19) no litoral do Rio de Janeiro

 

Ministros, deputados, senadores, ex-presidentes e inúmeras autoridades brasileiras lamentaram a morte do ministro Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki. Todos eles ressaltaram a seriedade e o brilhantismo do ministro na relatoria dos processos da Operação Lava Jato no STF.

Teori morreu na tarde desta quinta-feira (19) em um acidente de avião no litoral do Rio de Janeiro. A aeronave, que partiu de São Paulo, transportava quatro passageiros e caiu próximo a Paraty (RJ). Membro do STF desde 2012, Teori era o relator dos processos relativos à Operação Lava Jato na Corte.

Leia as notas:

Ministro Luís Roberto Barroso – Colega de Teori, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso afirmou que perdeu um “amigo querido”  que o recebia em casa com frequência. “O Tribunal perde um juiz especialmente vocacionado. E o país perde um grande homem. Somos todos vítimas de uma trapaça da sorte”, escreveu. Confira a íntegra:

“Teori era um homem íntegro, preparado e trabalhador. Perco um amigo querido, que eu recebia em casa com frequência. O Tribunal perde um juiz especialmente vocacionado. E o país perde um grande homem. Somos todos vítimas de uma trapaça da sorte.

Ministro Luís Roberto Barroso”

Presidente da Câmara – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o “ministro engrandeceu o Supremo Tribunal Federal com uma postura firme, discreta e justa”. Confira a íntegra:

"Sob grande impacto e consternação recebi a informação da morte do ministro Teori Zavascky. O ministro engrandeceu o Supremo Tribunal Federal com uma postura firme, discreta e justa. Neste momento, em nome da Câmara dos Deputados, dirijo meus pensamentos e orações aos familiares e aos milhares de brasileiros que compartilham o sentimento de grande tristeza.

Rodrigo Maia, Presidente da Câmara dos Deputados"

Presidente do Senado – O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), divulgou nota lamentando o falecimento do ministro do Supremo Tribunal federal Teori Zavascki, ocorrido nesta quinta-feira (19) em decorrência da queda de um avião no litoral sul do Rio de Janeiro. Renan exaltou a postura de Teori como desembargador e ministro do Superior Tribunal de Justiça, cargos que ocupou antes de chegar ao Supremo. Confira a íntegra:

“É com extremo pesar e perplexidade que recebo a notícia da morte do ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, na tarde desta quinta-feira.

Professor de Direito Civil, Teori foi ainda desembargador da Justiça Federal e ministro do Superior Tribunal de Justiça. No cumprimento de seu trabalho sempre se destacou pela seriedade, brilhantismo e tranquilidade na defesa do Poder Judiciário e de todas as instituições brasileiras.

Trata-se de um magistrado que ganhou respeitabilidade pelo senso de justiça, legalismo, equilibrio e devoção às leis. O Brasil, a sociedade e o mundo juridico perdem um de seus maiores expoentes.

Em nome do Congresso Nacional, manifesto minhas condolências à família e rogo pelo rápido esclarecimento das causas desse trágico acidente.

Renan Calheiros

Presidente do Senado Federal”

Dilma Rousseff – A ex-presidente Dilma Rousseff também lamentou a morte de Teori Zavascki. Ela afirmou que foi um privilégio tê-lo indicado para o Supremo Tribunal Federal (STF), com ampla aprovação do Senado. Leia a íntegra:

“É com imenso pesar que recebo a notícia da trágica morte do ministro Teori Zavascki. Hoje perdemos um grande brasileiro. Como juiz e cidadão, Teori se consagrou como um intelectual do Direito, zeloso das leis e da Justiça. Tive o privilégio de indicá-lo para ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), com ampla aprovação do Senado. Desempenhou esta função com destemor como um homem sério e íntegro.

Lamento a dor da família e dos amigos, recebam meus sentimentos de pesar e respeito.”

Dilma Rousseff

José Sarney – O ex-presidente José Sarney foi um dos primeiros a se posicionar sobre o acidente. Tão logo a morte foi confirmada pelo filho de Teori Zavascki, Sarney afirmou que tinha uma grande admiração pelo ministro. “Era um magistrado sério, correto e brilhante”, escreveu em nota. Leia a íntegra:

“É com profunda tristeza que recebo a notícia do falecimento do Ministro Teori Savascki, por quem tinha grande admiração. Era um magistrado sério, correto e brilhante. Prestou um grande serviço à magistratura brasileira com sua experiência, e cultura jurídica.

Recordo que o conheci ainda durante o meu governo, quando era juiz federal e foi nomeado para o Tribunal Federal do Rio Grande do Sul. De lá ascendeu ao Superior Tribunal de Justiça onde teve passagem marcante.

Lamento enormemente sua morte e associo-me à dor de sua família nesse momento de pesar.

José Sarney”

Lula – O ex-presidente Lula prestou solidariedade à família do ministro Teori Zavascki e aos membros do STF por meio de sua página no Facebook. Leia a íntegra:

“O Brasil perdeu hoje um cidadão que honrou a Magistratura em todos os postos que ocupou. Minha solidariedade à família do ministro Teori Zavascki e aos membros do STF.

Luiz Inácio Lula da Siva”

Ministro da Justiça – O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, que esteve ao lado do presidente Michel Temer durante seu pronunciamento oficial, afirmou que “a trajetória profissional e acadêmica do ministro Teori Zavascki foi um exemplo para todos os brasileiros, marcada pela seriedade e pelo profundo sentimento de Justiça”. Leia a íntegra:

“Com extremo pesar, o ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, lamenta o trágico acidente que vitimou o ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki e seus quatro acompanhantes. A trajetória profissional e acadêmica do ministro Teori Zavascki foi um exemplo para todos os brasileiros, marcada pela seriedade e pelo profundo sentimento de Justiça. Chocado, o ministro Alexandre de Moraes manifesta seus pêsames aos familiares do ministro Teori Zavascki.”

Sérgio Moro – O juiz Sérgio Moro lamentou a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal. Moro é responsável pelas ações da Lava Jato em primeira instância, na Justiça Federal, em Curitiba. O ministro era o relator dos processos da operação no STF. Leia a íntegra da nota:

“Tive notícias do falecimento do Ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki em acidente aéreo. Estou perplexo. Minhas condolências à família. O ministro Teori Zavascki foi um grande magistrado e um herói brasileiro. Exemplo para todos os juízes, promotores e advogados deste país. Sem ele, não teria havido a Operação Lava Jato. Espero que seu legado, de serenidade, seriedade e firmeza na aplicação da lei, independente dos interesses envolvidos, ainda que poderosos, não seja esquecido.”

Rodrigo Janot – O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, também lamentou a morte do ministro. “Na relatoria da Operação Lava Jato no STF, o ministro não hesitou em adotar medidas inéditas para a Suprema Corte, a pedido do Ministério Público Federal”, escreveu o procurador-geral em nota à imprensa. Veja a nota:

República, Rodrigo Janot, lamenta o falecimento do ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki nesta quinta-feira, 19 de janeiro.

Segundo Rodrigo Janot, Zavascki honrou o papel de magistrado, ao atuar de forma ética, isenta, discreta e extremamente técnica durante toda sua carreira. Na relatoria da Operação Lava Jato no STF, o ministro não hesitou em adotar medidas inéditas para a Suprema Corte, a pedido do Ministério Público Federal.

“É inegável e inquestionável a grande contribuição que o ministro Teori Zavascki deu ao Estado Democrático de Direito Brasileiro a partir de sua atuação como magistrado”, lamentou Janot.”

Michel Temer – O presidente Michel Temer veio a público lamentar a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki. Em um pronunciamento à imprensa, Temer afirmou que recebeu com "profundo pesar" a notícia do falecimento e decretou três dias de luto oficial como uma “modesta homenagem” a Zavascki que, segundo ele, “tanto serviu à classe jurídica, aos tribunais e ao povo brasileiro”.

Mais sobre Teori Zavascki

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!