Morre sindicalista José Ibrahim, 66 anos

Ibrahim era secretário da União Geral dos Trabalhadores (UGT). Durante a ditadura militar, fez parte da luta armada pela VPR e foi trocado pelo embaixador norteamericano Charles Elbrick

Morreu nesta quinta-feira (2) o líder sindical José Ibrahim, 66 anos, secretário de Formação Política da União Geral dos Trabalhadores (UGT). De acordo com a entidade, o corpo dele foi encontrado em seu apartamento em São Paulo. Ele liderou uma greve considerada histórica em Osasco (SP) em 1968, em plena ditadura militar. O movimento, em frente ao Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos daquela cidade, foi "duramente reprimido" pelos militares, de acordo com a UGT.

Ibrahim participou da luta armada na Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), foi preso, torturado e exilado durante dez anos. Ele foi um dos 15 presos políticos trocados pelo então embaixador  dos EUA, Charles Burke Elbrick, em setembro de 1969. Além de ser secretário da UGT, Ibrahim era coordenador de movimentos do PSD, partido criado pelo ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab em 2011.

Mais sobre ditadura militar

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!