Morre o ex-presidente da Vale e ex-ministro Eliezer Batista, pai de Eike

 

 

O ex-ministro Eliezer Batista morreu na noite desta segunda-feira (18) no Hospital Samaritano, no Rio, vítima de insuficiência respiratória aguda.  Pai do empresário Eike Batista, Eliezer ocupou diversos cargos importantes, como o de presidente, em duas oportunidades, da Vale do Rio Doce, ministro de Minas e Energia (em 1962 no governo João Goulart) e secretário de Assuntos Estratégicos (em 1992 no governo Collor).

No comando da Vale, ele desenvolveu o Projeto Ferro Carajás, principal polo produtor de minério de ferro do Brasil. O presidente Michel Temer lamentou a morte do empresário do ramo de mineração. “O Brasil perdeu um de seus maiores engenheiros. Eliezer Batista foi um dos responsáveis pelo sucesso da Vale no mundo. Muito trabalhou pelo nosso país e sempre acreditou no Brasil”, escreveu no Twitter.

A Vale atribuiu a Eliezer o papel de propulsor da empresa, à qual ingressou em 1949 como funcionário. "Presidente por duas vezes, Eliezer preparou a então Companhia Vale do Rio Doce para o crescimento que ocorreria a partir da década de 1980, criando uma estratégia de comercialização de minério em grandes volumes e a longo prazo com as siderúrgicas japonesas", diz o texto.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!