Morre o deputado Sérgio Guerra, ex-presidente do PSDB

Tucano, de 66 anos, lutava contra câncer nos pulmões. Em nota, líder da bancada na Câmara diz que colega fortaleceu o partido

O deputado Sérgio Guerra (PSDB-PE) morreu, na manhã desta quinta-feira (6), em São Paulo, devido a complicações causadas por um câncer nos pulmões. Ex-presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra tinha 66 anos e estava internado há cerca de 20 dias no Hospital Sírio Libanês. Deixa três filhos e dois netos. O tucano, que era economista, professor e pecuarista, estava em seu quarto mandato na Câmara. Entre 2003 e 2011, foi senador. Com a morte dele, assume a vaga o ex-deputado André de Paula (DEM-PE), primeiro suplente da coligação PMDB-PPS-DEM-PMN-PSDB.

Sérgio Guerra foi coordenador da campanha presidencial de Geraldo Alckmin (PSDB), em 2006, e José Serra (PSDB), em 2010. Formado em Economia pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), especializou-se em Economia Internacional pela Universidade de Harvard. Foi diretor do departamento de Economia do antigo Instituto Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais, hoje Fundação Joaquim Nabuco, cargo que assumiu por indicação do sociólogo Renato Carneiro Campos e do antropólogo Gilberto Freyre, de quem era amigo.

Sérgio Guerra começou sua militância partidária em 1981 no PMDB. Passou pelo PDT e pelo PSB até se filiar ao PSDB, em 1999. Em 2007, assumiu a presidência nacional do partido. Como presidente do partido em Pernambuco, costurou recentemente a entrada do PSDB no governo de Eduardo Campos (PSB). Ele também ocupou cargos no Executivo estadual: foi secretário extraordinário do Governo, entre 2001 e 2002, e secretário de Indústria, Comércio e Turismo, entre setembro de 1997 e abril de 1998.

O velório ocorrerá em Recife, sua cidade natal. O corpo será enterrado no cemitério Morada da Paz, no município de Paulista, na região metropolitana da capital pernambucana. Em nota, o líder do PSDB na Câmara, Antônio Imbassahy (BA), disse que Sérgio Guerra deu contribuições inestimáveis ao fortalecimento do partido. Veja a nota:

"Estamos todos muito entristecidos com o falecimento do amigo e companheiro de tantas jornadas pelo PSDB, Sérgio Guerra. Sua incansável luta contra a doença repetiu a mesma força, esperança e otimismo com os quais conduziu sua vida pública – como deputado federal, senador da República, secretário de Estado e dirigente partidário.

Sérgio Guerra deu contribuições inestimáveis ao fortalecimento do PSDB, como seu presidente, como coordenador de duas campanhas presidenciais e, mais recentemente, como presidente do ITV (Instituto Teotônio Vilela). Sempre foi um fiel defensor dos princípios democráticos e sempre lutou por um Brasil melhor. Continuará presente entre nós por meio do seu legado, de enorme valor.
Juntamo-nos à dor de seus familiares e amigos e ao povo de Pernambuco, que perde um grande representante e defensor. Que Deus, em sua infinita bondade, conforte a todos e dê a este grande batalhador o descanso em paz.

Antonio Imbassahy (BA), Líder do PSDB na Câmara"

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!