Moro descarta possibilidade de entrar para a política

 

Cotado como um possível presidenciável em 2018, o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, responsável pela condução da Operação Lava Jato na primeira instância, negou que tenha qualquer interesse de entrar para a política. Em entrevista ao site chileno La Tercera, o magistrado, que tem figurado pesquisas de intenção de voto, garantiu que pretende permanecer no Judiciário.

"sou candidato apenas para continuar na carreira do Judiciário. Não há possibilidade de uma carreira política", afirmou.

Na última pesquisa realizada pelo Datafolha, Moro, em um eventual segundo turno, concorrendo com o ex-presidente Lula ganharia do petista. Neste cenário, o ex-presidente é derrotado por 44% a 42%, mas fica tecnicamente empatado dentro da margem de erro. O juiz é responsável pela condenação do ex-presidente, em primeira instância, a nove anos e seis meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Apesar da condenação, Lula ainda pode se candidatar nas eleições presidenciais de 2018, já que para ser barrado na ficha limpa depende de decisão colegiada.

Apesar de figurar como vice-líder nas intenções, Moro tem negado constantemente que tenha interesse em assumir cargo político. Na entrevista concedida ao site chileno, o magistrado fala ainda sobre  o juiz fala sobre a Operação Lava Jato, o fenômeno da corrupção no Brasil e evita responder questionamentos sobre assuntos relacionados ao ex-presidente Lula.

"O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já foi denunciado em um processo que estava em minhas mãos e ainda responde a outras acusações. Não é para mim expressar-me fora dos registros (judiciais) em casos específicos", pondera.

<< Leia íntegra da entrevista no site La Tercera

<< Juiz Sérgio Moro condena ex-presidente Lula a 9 anos e 6 meses de prisão

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!