Moreira Franco atribui a Aloysio Nunes ideia de tirar ministros-candidatos

 

O ministro Moreira Franco (Secretaria-Geral) afirmou hoje (15), em sua conta no Twitter, que a sugestão de que Michel Temer (PMDB) fizesse uma reforma ministerial sem ministros-candidatos partiu de Aloysio Nunes (Relações Exteriores). O governo avalia fazer mudanças em pelo menos 17 das 28 pastas.

<< Base questiona “linha de corte” e Temer condiciona trocas nos ministérios à reforma da Previdência

Segundo ele, a informação de que teria sido dele a ideia de remover os ministros que pretendem se candidatar em 2018 do governo na reforma ministerial que Temer ensaia é falsa. “Foi Aloysio Nunes que propôs ao Presidente da República”, escreveu o ministro, que acrescentou ainda que a ideia é “útil ao país, nem tanto ao governo".

Ontem, o líder do governo no Senado e um dos principais articuladores de Temer, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) afirmou que a reforma ministerial seria feita até meados de dezembro. Com a reação da base, que questiona a “linha de corte” para troca dos ministros, Temer pode reconsiderar a reforma “ampla” anunciada por Jucá, modificando o comando dos ministérios por partes até abril de 2018, quando os candidatos devem se desligar dos cargos que ocupam para disputar as eleições.

Outra possibilidade aventada na troca dos ministérios é a votação da reforma da Previdência como moeda de troca. Para garantir que a base apoie a proposta e evitar “surpresas” no voto de aliados, Temer também deve condicionar os cargos ao apoio à proposta, entregando-os após a votação na Câmara.

<< Jucá diz que reforma ministerial atingirá 17 das 28 pastas da gestão Temer

<< Após saída de ministro, Temer vai lotear Cidades para acomodar Centrão

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!