Ministro é convocado por comissão para explicar o fim do Ministério da Cultura

O ministro da Educação, Mendonça Filho, foi convocado pela Comissão de Educação do Senado para esclarecer o porquê de o governo Temer ter estiguido a pasta da Cultura

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado, presidida pelo senador Romário (PSB-RJ), aprovou nesta terça-feira (17) a convocação do ministro da Educação, Mendonça Filho, para dar explicações sobre o fim do Ministério da Cultura e a junção de suas atribuições com o Ministério da Educação.

Ainda não há data marcada para o depoimento de Mendonça Filho, porém, por se tratar de uma convocação ele tem o dever de comparecer.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que apresentou o requerimento pela convocação do ministro, justificou que "são inúmeras as manifestações contrárias à decisão do governo federal [de extinguir o ministério]".

A comissão também aprovou um requerimento para realizar uma audiência pública com artistas para debater a extinção do Ministério da Cultura.

A decisão do presidente interino Michel Temer de extinguir a pasta da Cultura gerou protestos até mesmo dentro do ministério. Com a repercussão negativa, Temer anunciou que a estrutura da Cultura será mantida, porém, sem o status de ministério.

A pasta pode ser usada para Temer abafar duas críticas aos seus primeiros passos à frente do Executivo: a falta de mulheres como ministras e o fim da pasta da Cultura. Sendo assim, o presidente estuda um nome feminino para assumir a Cultura.

Mais sobre educação

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!