Henrique Alves se reuniu sete vezes com ex-diretores investigados

Segundo o jornal O Globo, novo ministro do Turismo esteve em sete oportunidades na sede da Petrobras entre 2009 e 2012. Ele se reuniu com Paulo Roberto Costa em janeiro, março, julho e novembro de 2011

Confirmado como novo ministro do Turismo, o ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) chegou a ter reuniões com diretores denunciados na Operação Lava Jato, nas dependências da Petrobras, segundo informa reportagem do jornal O Globo.

Alves chegou a ser citado pelo doleiro Alberto Yousseff como integrante do esquema de corrupção da Petrobras, mas foi excluído das investigações da Procuradoria Geral da República (PGR) por falta de provas. A própria presidenta Dilma Rousseff (PT) queria indicá-lo antes para o ministério do Turismo, mas só  o fez após a confirmação dos políticos que passaram a ser investigados pela PGR.

Segundo informa O Globo, Alves esteve quatro vezes em reuniões internas com Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento, e em uma outra oportunidade com Renato Duque, ex-diretor de Serviços da estatal. “Henrique Alves qualifica de ‘infundada’ a citação na delação e diz que os registros são de encontros ‘públicos e institucionais’”, afirma o jornal.

“Pelos dados da Petrobras, Henrique Alves esteve sete vezes na companhia entre 2009 e 2012. Foi em 2011 que ele se encontrou com os diretores denunciados na Lava Jato. Ele esteve com Costa em janeiro, março, julho e novembro daquele ano. Com Duque, o encontro foi em junho”, aponta o jornal.

Confira a reportagem na íntegra

Mais sobre a Operação Lava Jato

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!