Ministro do TSE atende pedido do PT sobre pesquisa

Partido recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral pedindo acesso ao sistema de coleta e verificação de dados do Instituto Paraná. Levantamento mostrou Aécio Neves com 54% e Dilma Rousseff com 46%

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Tarcísio Vieira determinou que o Instituto Paraná Pesquisas compartilhe com o PT as informações completas sobre o levantamento que colocou o tucano Aécio Neves oito pontos percentuais à frente de Dilma Rousseff (PT). Após a divulgação do resultado, na quarta-feira, o partido questionou o método usado pela empresa.

Com a decisão do ministro do TSE, o PT terá acesso ao sistema interno de controle, verificação e fiscalização da coleta de dados da pesquisa divulgada no site da revista Época. De acordo com o instituto, Aécio tem 49% das intenções de voto, enquanto Dilma aparece com 41%. Em votos válidos, o tucano supera a petista por 54% a 46%. Indecisos são 5%, mesmo percentual de brancos e nulos.

O PT questiona o superdimensionamento do percentual de eleitores com nível superior, ausência de indicação, no momento do registro, do percentual considerado para cada nível de escolaridade, entre outros problemas.

A decisão do ministro não abre uma investigação, mas atende a uma previsão da legislação eleitoral que permite o acesso dos dados das pesquisas aos partidos políticos. Ele deu o prazo de dois dias para as informações serem enviadas ao PT.

Mais sobre as eleições

Assine a Revista Congresso em Foco

Com informações do TSE

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!