Ministro afirma que Dilma sabia dos repasses a Pernambuco

Fernando Bezerra disse que não existe política partidária na distribuição de 90% das verbas da pasta para o estado. Pasta diz que repassou menos da metade dos recursos para prevenção a Pernambuco

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, afirmou nesta quarta-feira (4) que a presidenta Dilma Rousseff sabia do volume de repasses a Pernambuco para obras de prevenção a desastres naturais. De acordo com números fornecidos pela pasta, Pernambuco recebeu R$ 98 milhões para projetos de prevenção, quase metade de toda a verba para ações desse tipo repassada pela Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec) aos estados, de R$ 216 milhões.

“Não existe política partidária, miúda, pequena. Não posso aceitar discriminação contra nenhum estado, não se pode discriminar Pernambuco por ser o estado do ministro, não é correto”, defendeu-se, em entrevista coletiva realizada hoje. “Essa priorização desses R$ 70 milhões para construir obras preventivas, como cinco barragens, foi feita em discussão técnica com Ministério do Planejamento, com Casa Civil, com conhecimento de Dilma Rousseff”, disse.

Reportagem publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo mostrou que 90% das verbas do ministério para prevenção a desastres naturais, como enchentes e desmoronamentos, foram destinadas a Pernambuco, estado natal do ministro Fernando Bezerra Coelho. O levantamento foi feito com base em dados do Tesouro Nacional pela organização não-governamental Contas Abertas.

A ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, negou hoje que intervirá na liberação de verbas para prevenção a desastres naturais do Ministério da Integração Nacional. Ela interrompeu as férias no Paraná e retornou ontem (3) a Brasília para cuidar do caso. A pedido de Dilma Rousseff, a ministra convocou uma reunião com técnicos da pasta e da Defesa Civil.

Com informações da Agência Brasil

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!