Ministério da Defesa mandará quase mil homens do Exército para a Rocinha

Valter Campanato/Agência Brasil

Ministro anunciou pelo Twitter aumento do efetivo das Forças Armadas deslocado para cerco à comunidade da Rocinha, no Rio de Janeiro

 

O efetivo enviado para aumentar as forças de segurança fará um cerco à Rocinha. Há dias, a comunidade sofre com tiroteios entre polícia e traficantes. Na manhã de hoje, na quinta operação do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Rio em cinco dias, um intenso tiroteio fez com que a estrada Lagoa-Barra, que liga a zona sul à zona oeste da cidade do Rio, fosse fechada por pelo menos quatro horas.

O pedido de reforço do Exército partiu do governador Pezão e do secretário de Segurança Pública, Roberto Sá, que disse que, desde domingo (17), as polícias Civil e Militar  monitoram a situação na comunidade. Naquele dia, a Rocinha foi invadida por criminosos ligados a Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, chefe do tráfico na Rocinha. Segundo a polícia, os bandidos invadiram a comunidade a mando de Nem, que está preso em Rondônia desde 2011.

 

<< O Rio está em guerra?

<< Governo aciona o Exército após tiroteio levar pânico à Rocinha

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!