Ministério cobra mais de R$ 20 milhões de Aécio Neves e ex-secretários

 

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) e seus ex-secretários de Ciência e Tecnologia Paulo Kleber Duarte Pereira, Alberto Duque Portugal, Olavo Bilac Pinto Neto, hoje deputado federal pelo PR, foram notificados pelo Ministério da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações a devolverem R$ 20,3 milhões aos cofres da União.

O valor corresponde a valores corrigidos dos R$ 7,3 milhões que teriam gastos de forma indevida. As despesas irregulares fazem parte de acordo firmado em 2005 com o ministério para a construção dos Centros Vocacionais Tecnológicos (CVTs) em Minas Gerais.

O ressarcimento é pedido pelo ministério por irregularidades no acordo e por pagamentos de serviços que nunca teriam sido prestados. Há também a suspeita de que alguns serviços foram cobrados duas vezes ou que foram cobrados duas vezes.

Em nota, a assessoria do senador tucano afirma que confia na correta execução do programa e que os ex-secretários estão apresentando suas defesas sobre o caso.

Leia mais: Aécio recebe quase R$ 20 mil em junho mesmo afastado e com desconto no salário

Em quatro anos, patrimônio declarado de Aécio Neves aumentou 305%

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!