Mercadante propôs reduzir poder de vice-presidente

Segundo a Folha de S.Paulo, a proposta do ministro da Casa Civil de tirar de Michel Temer o comando da Secretaria de Relações Institucionais irritou a presidenta Dilma

O ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, propôs tirar o comando da Secretaria de Relações Institucionais (SRI) de Michel Temer, o que irritou a presidente Dilma. A pasta afirmou em nota de que “não se trata de discutir o papel relevante do vice-presidente na articulação política do governo”, mas que é imprescindível que a SRI tenha um ministro que possa se dedicar integralmente às atividades inerentes a ela”.

Em abril, a presidenta Dilma Rousseff transferiu a articulação política do governo para Temer, no auge da crise política entre o Executivo e o Congresso. Depois disso, o vice-presidente começou a acumular as funções e colocou uma equipe de sua confiança na secretaria.

Segundo a Folha de S.Paulo, há dez dias, o vice se reunião com Mercadante e Eliseu Padilha para tratar de pleitos do Congresso. Na oportunidade, se queixou da quantidade de demandas pendentes de parlamentares devido à burocracia do governo.

Diante da declaração, Mercadante sugeriu que o vice cuidasse apenas da “grande política”. A sugestão irritou Temer, que reagiu. O peemedebista disse ao ministro que, em meio à crise política, o governo só conseguiu acordos no Congresso porque houve um trabalho de articulação.

A ideia de Mercadante também enfureceu aliados do vice que acham que o petista quer a vaga da SRI de volta ao PT.

Confira na íntegra reportagem da Folha de S.Paulo

Mais informações sobre Michel Temer

Continuar lendo