Após reunião com Temer, Marta Suplicy acerta filiação com o PMDB

Em abril deste ano, Marta deixou o PT após 33 anos nos quadros do partido. Ao deixar a legenda, a senadora fez críticas indiretas à condução da política econômica de Dilma

Há quatro meses sem partido, a senadora Marta Suplicy (SP) acertou sua filiação ao PMDB. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, a definição de Marta se deu após uma reunião com o vice-presidente da República Michel Temer, realizada nesta sexta-feira (14). A conversa ocorreu no escritório de Temer, em São Paulo.

Em abril deste ano, Marta deixou o PT após 33 anos nos quadros do partido. Ao deixar a legenda, a senadora, que foi ministra do Turismo do governo de Luiz Inácio Lula da Silva e comandou o Ministério da Cultura no governo de Dilma Rousseff, fez críticas indiretas à condução da política econômica de Dilma Rousseff. A senadora afirmou ainda que os princípios do PT estariam sendo renegados pelo próprio partido.

Desde que deixou o partido, Marta tem mantido conversas com siglas como o PSB, PDT além do próprio PMDB. Segundo a Folha, o anúncio oficial da filiação da senadora ao PMDB será feito após uma rodada de conversas com vereadores, deputados e dirigentes da sigla. A ideia é evitar que a entrada de Marta no PMDB seja vista como imposição. Marta teria aceitado disputar a convenção ou as prévias para confirmar sua candidatura à prefeitura de São Paulo em 2016.

Leia a matéria na íntegra

Mais sobre Marta Suplicy

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!