Manifestantes acompanham votação de denúncia contra Temer a 300 metros do Congresso

 

Um grupo de manifestantes se reúne neste momento, em frente ao Congresso, para acompanhar a votação da denúncia por corrupção passiva enfrentada pelo presidente Michel Temer. O ato se desenrola a cerca de 300 metros do prédio do Parlamento, que foi isolado e teve esquema de segurança reforçado, restrito à imprensa, aos parlamentares e a servidores.

Janot denuncia Temer por corrupção passiva no caso JBS; veja a íntegra da denúncia

Centenas de policiais acompanham os manifestantes, que levaram um carro de som ao local. A cavalaria da Polícia Militar do Distrito Federal reforça o cerco no centro do poder. A manifestação é promovido por movimentos sociais, entidades e sindicatos favoráveis ao afastamento de Temer, bem como à convocação de eleições diretas.

Mais cedo, durante a tarde, um único manifestante foi à Praça dos Três Poderes para protestar contra Temer. Segundo o site do jornal O Estado de S. Paulo, André Rhouglas, de 56 anos, saiu de Ponte Nova (MG), onde mora, para levar sua insatisfação a Brasília.

Simulando uma crucificação e com uma bandeira nacional pendurada na armação da "cruz", André ostentava uma cartaz pendurado no pescoço com os seguintes dizêres: "Congresso Nacional, o esgoto brasileiro. Fora, Temer".

"É uma frustração muito grande. Brigamos tanto em 2013 por 20 centavos. Hoje não mexemos nem um dedo por centenas de bilhões que são roubados todos os dias. Ficamos parados no sofá, olhando tudo e reclamando, sem fazer nada", lamentou o manifestante, diante da ausência de outros cidadãos para protestar ao seu lado.

Leia mais:

Vídeo: “pixulecos” são estourados e cédulas falsas lançadas em briga no plenário da Câmara

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!