Manchetes dos jornais: Expansão de universidades tem 53 obras paradas

Expansão e renovação das instituições com 53 obras paradas em 20 diferentes universidades

O ESTADO DE S. PAULO

 

Expansão de universidades federais tem 53 obras paradas

O Ministério da Educação tem hoje quase 2 milhões de metros quadrados em obras nas universidades federais. A expansão e renovação das instituições, porém, está com 53 obras paradas em 20 diferentes universidades. São moradias estudantis, laboratórios e salas de aula que ainda não estão prontas. O ministério diz que construtoras e empreiteiras responsáveis pelas obras abandonaram canteiros, faliram ou ficaram sem recursos para cumprir seus compromissos.

O ministro Fernando Haddad (Educação) reclama das dificuldades que o governo e as instituições têm para cancelar os contratos quando há abandono das obras. "A legislação é muito desfavorável ao setor público".

 

“Faxina” mira braços do Dnit nos Estados

Depois de completar a “faxina” no Ministério dos Transportes, o governo federal pretende fazer um trabalho semelhante nas superintendências estaduais do Departamento Nacional de Infraestrutura dos Transportes (Dnit). Em todo o País, o Dnit tem 23 superintendências, e pelo menos 15 apresentam problemas como corrupção, superfaturamento de obras, fraude em licitações e tráfico de influência.

 

Lula teme que ''faxina'' deixe Dilma dependente do PMDB

 

Empresário envolve deputado e pasta em propina

 

Valdemar distribui áreas da RFFSA a prefeitos aliados

 

Renan atua para voltar a comandar Congresso

 

PMDB busca renovação para enfrentar PT em São Paulo

 

Encargo trabalhista já é um terço dos custos com mão de obra

Estudo da Fiesp mostra que os encargos sobre a folha de salários no Brasil já correspondem a 32,4% dos custos com mão de obra na indústria. Trata-se do valor mais alto de toda a amostra, superior à média dos 34 países estudados (21,4%). Na Europa, o peso é de apenas 25%.

 

Roberto Romano: Segredo e bandalheira

A luta pela transparência, que muitos fingem conduzir, não passa de “bravata”. O segredo embaralha interesses privados e assuntos de governo.

 

 

O GLOBO

 

Demissões não eliminam foco de corrupção no Dnit

Para mudar o Ministério dos Transportes e pôr fim a esquemas de corrupção em órgãos como o Dnit não bastará demitir dirigentes, como tem feito a presidente Dilma. Com uma engrenagem azeitada para impedir a fiscalização, o Dnit tem uma gestão caótica e procedimentos desenhados para esconder a corrupção. Há mais de 150 sistemas diferentes de informação na sede e nas 23 superintendências regionais, o que dificulta qualquer controle. Consultores terceirizados entregam projetos de engenharia de baixa qualidade e sem assinar, o que resulta em obras com múltiplos termos aditivos para ampliar custos e prazos. Um plano de gestão e ética, feito por funcionários, chegou a ser levado ao diretor-geral afastado Luiz Antônio Pagot, propondo cobrança de resultados como na iniciativa privada, mas foi engavetado.

 

Dinheiro do mensalão longe de ser recuperado

 

Valdemar Costa Neto teria levado R$10,8 milhões

 

Doze governadores são réus em ações no TSE

 

Governo muda regra para entregar UPAs

 

Merenda escolar é desviada de Norte a Sul

 

Em 1 ano, 8 mil saem da lista de transplante

 

Noruega busca razões do massacre

Em estado de choque após dois atentados que fizeram pelo menos 91 mortos, a Noruega tenta entender as razões do terrorista, um extremista norueguês sem vínculos aparentes com grupos radicais.

 

Gasto com frota da PM compraria 1.200 carros

Os gastos do estado com a manutenção terceirizada de carros da PM – R$ 47 milhões – seriam suficientes para triplicar a frota. O Ministério Público investiga indícios de superfaturamento no negócio.

 

 

FOLHA DE S. PAULO

 

Rodoanel deixa rastro de ‘órfãos’ depois das obras

Dezenas de mulheres, muitas adolescentes, engravidaram nos três anos em que cerca de 4.000 operários do trecho sul do Rodoanel viveram perto da obra, informam Cristina Moreno de Castro e Adriano Brito. De 2007 a 2010, eles moraram em seis bairros carentes de São Bernardo do Campo.

Em 2008, com os alojamentos cheios de operários, cresceu 31% o total de grávidas na cidade – e 61% o de gestantes menores de 20 anos. “Foram muitos problemas trazidos pelo Rodoanel. Muitas crianças órfãs, porque o pai sumiu”, afirma Evaldo carvalho, que é líder comunitário na região.

 

Amiga de ministros do PT atua como lobista no Dnit

 

Ministros negam ter tratado de obra com consultora

 

Do núcleo duro de informantes nos Transportes, só restou Passos

 

Crise dividiu PR em grupos pró e contra Valdemar

 

Sob suspeita, irmão de Jucá deixa cargo na Conab

 

Planalto apoia PSD de olho no Congresso

 

DEM negocia com PMDB em pelo menos 3 capitais

 

PSDB mira eleições e cria braço sindical

 

BNDES opta por participação em grande empresa

Levantamento da Folha mostra que sete em cada dez das principais empresas nas quais o BNDES tinha participação acionária em 2010 estão entre as 300 maiores por faturamento no país.

Essa preferência pelas grandes tem gerado críticas de especialistas.

 

Noruega apura motivação política nos dois atentados

Autoridades da Noruega investigam a possível motivação política nos ataques em Oslo e na ilha de Utoeya.

O número de mortos subiu para 92 –85 em tiroteio na ilha, do evento da juventude de Partido Trabalhista, e 7 na explosão de bomba perto da sede do governo, duas horas antes.

 

Avião da TAM foi ofertado a Teixeira

Perto de patrocinar a seleção, a TAM propôs vender a Ricardo Teixeira, da CBF, um avião novo, aceitando um usado dela própria como parte da quitação, relatam Elvira Lobato e Julio Wiziack. Oferta não influenciou patrocínio, dizem TAM e Teixeira.

 

 

CORREIO BRAZILIENSE

 

Maldição dos 27 cala a voz do século 21

Amy Winehouse * 14/09/1983 + 23/07/2011

Uma tragédia anunciada. A cantora e compositora britânica foi encontrada morta no chão de casa em Londres. Com apenas oito anos de carreira e dois álbuns, Amy Winehouse segue a sina de ícones como Jim Morrison, Janis Joplin, Jimi Henrix e Kurt Cobain. Todos com uma conturbada trajetória que envolvia altas doses de álcool e drogas. A autópsia está prevista para hoje.

 

PF investiga indenizações à beira das estradas

Há suspeita de que pessoas poderiam ter sido pagas para invadir áreas da União, prática facilitada pela omissão do Dnit, conforme constatou o Correio. Reportagem percorreu quatro regiões do país.

 

O drama de quem vai perder a casa por causa da Copa

 

O país onde mulher negra não tem vez

Desemprego entre homens brancos no Brasil é de 4,4%, menor que a média nacional. Entre elas, o índice mais que dobra: salta para 9,2%.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!