Mais 16 municípios brasileiros têm novos prefeitos

Cerca de 140 mil eleitores tiveram de voltar às urnas neste domingo porque os eleitos em outubro foram barrados pela Justiça eleitoral. Veja os resultados

Eleitores de 16 municípios brasileiros voltaram às urnas, neste domingo (7), para eleger seus novos prefeitos, na chamada eleição suplementar. Nestas cidades, que totalizam 140 mil eleitores, o candidato mais votado em outubro teve sua eleição anulada por problemas com a Justiça eleitoral, seja em função da Lei da Ficha Limpa, seja em razão de outras irregularidades (veja mais abaixo os resultados de hoje).

O Código Eleitoral prevê nova eleição quando mais de 50% dos votos são anulados. O novo pleito deve ser realizado de 20 a 40 dias a partir da decisão judicial que decretou a anulação dos votos. Resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estabelece que a votação deve ocorrer no primeiro domingo de cada mês. Até a posse do novo prefeito, esses municípios são comandados pelos respectivos presidentes das câmaras municipais. Em março, outras dez cidades, entre elas, Guarapari (ES), Criciúma (SC) e Bonito (MS), realizaram eleição suplementar. Em maio, é a vez dos eleitores de Meruoca (CE) voltarem às urnas.

Segundo o secretário-geral do TSE, juiz Carlos Braga, a aplicação da lei de Ficha Limpa foi responsável por 90% dos casos de candidatos barrados onde foi necessária a realização de nova eleição.

Veja o resultado da eleição deste domingo:

Biquinhas (MG)
Carlos Alberto Rodrigues Pereira (PR) – 1.311 votos (50,31%) – eleito
Cleiton Alexandre da Silva (PSDB) – 1.295 (49,69%)

Cachoeira Dourada (MG)

José Marcio Storti (PTB) – 1.412 votos (85,9%) – eleito
Ciro Otaviano Soares (PT) – 231 (14,06%)

Caiçara do Rio do Vento (RN)
Conceição de Maria Gomes Lisboa Rocha (PR) – 1.719 votos (56,31%) – eleita
Arnaldo Aciole (PMDB) – 1.344 (43,69%)

Coronel Macedo (SP)
Edivaldo Neres (PSB) – 1.926 votos (50,26%) – eleito
Helinton Eduardo Ferruda Veiga (PTB) – 1.906 (49,74%)

Diamantina (MG)
Paulo Célio (PSDB) – 14.706 votos (63,8%) – eleito
Ragosino Araújo (PTC) – 4.561 (19,8%)
Marcos Roberto Tibães (PT) – 3.786 (16,4%)

Eldorado (SP)
Seu Eduardo Fouquet (PMDB) – 4.515 votos (56,38%) – eleito
Zetinho (PTB) – 1.480 (18,48%)
Dinoel (PV) – 1.424 (17,78%)
Cláudio Freitas (PSDB) – 553 (6,91%)
Prof. Irineu Targo (PCdoB) – 36 (0,45%)

Fernão (SP)
Altemar Canelada Campos (PTB) – 773 votos (56,5%) – eleito
Adélcio Martins (PR) – 595 votos (43,5%)

Fortaleza dos Valos (RS)
Adair Toledo (PDT) – 1.909 votos (52,33%) – eleito
Janice Bock Oliveira (PP) – 1.739 (47,67%)

Joaquim Távora (PR)
Gelson Mansur Nassar (PSDB) – 3.361 votos (50,35%) – eleito
Emílio Calil Neto (DEM) – 3.314 (49,65%)

Muquém do São Francisco (BA)
– ainda não divulgado

Pedra Branca do Amapari (AP)
Genival Gemaque (PR) – 3.344 (53,03%) – eleito
Wilson Sousa (PSB) – 2.962 (46,97%)

São João do Paraíso (MG)
Antônio de Oliveira Pinto (PSDB) – 6.237 votos (58,18%) – eleito
Antônio Caroba da Silva (PT) – 4.484 votos (41,82%)

Serra do Mel (RN)
Fábio Bezerra de Oliveira (PMDB) –  4.077 votos (53,08%) – eleito
Francisca Rodrigues Costa (PT) – 3.604 votos (46,92%)

Sobradinho (RS)
Maninho Trevisan (PMDB) – 4.750 votos (53%) – eleito
Armando Mayerhofer (PP) –  4.210 (47%)

Triunfo (RS)
Mauro Poeta (PMDB) – 9.363 votos (49,34%) – eleito
Juvandir Pinheiro (PP) –  6.224 (31,87%)
Lino Viegas (PDT) – 2.622 (13,43%)
Valdair Kuhn (PSB) – 1.047 (5,36%)

Tucunduva (RS)
Paulo Roberto Schwerz (PMDB) – 2.225 votos (53,32%) – eleito
Mateus Busanello (PP) – 2.028 (47,68%)


Tudo sobre ficha limpa

Tudo sobre eleições 2012

Curta o Congresso em Foco no Facebook
Siga o Congresso em Foco no Twitter

Eleições 2012ficha limpafichalimpajustiça eleitoralTSE