Maioria do PSD é a favor do impeachment

Dos 31 parlamentares em atividade, 28 afirmaram que votarão pelo processo que pode cassar o mandato da presidente Dilma Rousseff. Decisão favorece uma possível vitória da oposição na votação do processo

A maioria dos deputados do Partido Social Democrático (PSD) é favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. Esse é o balanço inicial da reunião desta quarta-feira (13) entre membros da legenda. Dos 31 parlamentares que formam a bancada do partido na Câmara dos Deputados, 28 já confirmaram apoio ao processo de afastamento da presidente da República.

O encontro teve a presença do presidente nacional do partido, ministro Gilberto Kassab (Cidades), que liberou os congressistas para votarem a favor do impeachment. De acordo com a lista de presença divulgada pela assessoria de imprensa do PSD, apenas três parlamentares não participaram da discussão, mesmo número dos que ainda não informaram seu posicionamento sobre o tema. São eles: Delegado Éder Mauro (PA), Fernando Torres (BA) e Jaime Martins (MG).

A saída do PSD da base de apoio ao governo favorece uma possível vitória da oposição no processo que pode cassar o mandato presidencial de Dilma. O partido, que afirmou há cerca de uma semana que manteria apoio ao Palácio do Planalto caso PP e PR também seguissem unidos, é a segunda legenda a abandonar o barco. Primeiro foi a vez do PP se afastar do governo, decisão que foi anunciada ontem (terça, 12). Agora, o PR decide até a próxima sexta-feira como vai agir na votação de domingo.

O pronunciamento oficial do PSD vai acontecer às 18h30 de hoje (quarta, 13), no Salão Verde da Câmara.

Mais sobre impeachment

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!