Maior colégio eleitoral, São Paulo é o estado com mais candidatos barrados pela Lei da Ficha Limpa

Estado lidera em número de candidatos considerados ficha suja, com 332 ao todo. Minas Gerais e Paraná completam o grupo dos três primeiros do ranking, de acordo com levantamento do Congresso em Foco. Proporcionalmente, Ceará lidera lista negativa

Mais desenvolvido estado da Federação e com o maior eleitorado, São Paulo também é campeão em número de candidatos barrados pela Lei da Ficha Limpa nas eleições deste ano. Ao todo, 332 políticos foram identificados pela Justiça Eleitoral. Desses, 322 continuam concorrendo, mas podem não tomar posse se o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não reconhecer o registro da candidatura até o final do ano. Confira a lista dos barrados em São Paulo.

Exclusivo: conheça os candidatos que caíram na Lei da Ficha Limpa

Os candidatos paulistas estão entre os 2.490 que foram considerados, em um primeiro julgamento, inelegíveis por ter condenações criminais, prestações de contas rejeitadas, mandatos anteriores cassados ou que renunciaram para fugir da cassação, entre outros motivos. O levantamento feito pelo Congresso em Foco leva em conta dados do TSE e foi concluído na última segunda-feira (26).

A cidade com o maior número de encrencados no estado de São Paulo é Votorantim, no interior, com oito candidatos concorrendo graças a recursos. Inclusive, o candidato a prefeito pelo PDT, Jair Cassola, que teve a candidatura indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) e concorrerá ao pleito graças a um recurso na corte superior eleitoral. Possibilidade que foi negada Fernando de Oliveira Souza (DEM), condenado por improbidade administrativa, e que foi considerado inapto para candidatar-se à Prefeitura de Votorantim.

Dos 322 candidatos que concorrem sub judice em São Paulo, 126 são postulantes a prefeito ou vice-prefeito, enquanto 196 tentam vagas nas câmaras municipais. Em segundo lugar, aparece Minas Gerais, seguido por Paraná e Ceará, respectivamente.

Proporcionalmente ao número de candidatos, porém, o estado campeão em fichas sujas é o Ceará, onde 0,85% dos políticos que se inscreveram para concorrer às eleições foi flagrado pela Justiça Eleitoral. No fim da fila, com apenas quatro candidaturas por recurso e nenhuma indeferida, aparece o Acre.

Candidaturas indeferidas por estado:

Estado Quantidade
São Paulo 10
Ceará 5
Minas Gerais 5
Amazonas 4
Bahia 4
Maranhão 4
Piauí 3
Rio Grande do Norte 3
Rio Grande do Sul 3
Goiás 2
Pará 2
Paraíba 2
Santa Catarina 2
Tocantins 2
Espírito Santo 1
Pernambuco 1
Paraná 1
Roraima 1
Sergipe 1

Candidaturas com recurso por estado:

Estado Quantidade
São Paulo 322
Minas Gerais 166
Paraná 145
Ceará 123
Pará 116
Rio de Janeiro 111
Rio Grande do Sul 72
Bahia 68
Amazonas 54
Goiás 53
Rio Grande do Norte 53
Santa Catarina 52
Pernambuco 48
Maranhão 43
Mato Grosso 32
Paraíba 32
Mato Grosso do Sul 30
Rondônia 29
Espírito Santo 28
Tocantins 23
Piauí 19
Sergipe 14
Alagoas 8
Roraima 8
Amapá 5
Acre 4

 

Leia mais sobre a Ficha Limpa

Mais sobre eleições

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!