Lula é flagrado em grampo da PF na Operação Lava Jato

Interceptação telefônica ocorreu durante conversa entre o diretor da Odebrecht Alexandrino de Salles Ramos de Alencar e o ex-presidente. Eles discutiam assuntos relacionados ao BNDES

Durante as investigações da Operação Lava Jato, a Polícia Federal (PF) interceptou uma ligação telefônica entre o diretor da Odebrecht Alexandrino de Salles Ramos de Alencar e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na ligação, os dois afirmaram que estavam preocupados com “assuntos do BNDES”. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A ligação ocorreu no dia 15 de junho, às 20h. Os dois repercutiam um artigo assinado pelo ex-ministro Delfim Netto, relacionado aos investimentos do BNDES no Brasil e no exterior. O banco financiou várias obras da Odebrecht no Brasil e em países como Cuba, por exemplo.

“Na conversa Lula e Alexandrino abordam sobre a temática do seminário promovido pelo [jornal] Valor Econômico, intitulado de ‘Uma agenda para Dinamizar a Exportação de Serviços’, já amplamente descrito neste relatório de análise de interceptação telefônica, tratando dos polêmicos financiamentos do BNDES às empreiteiras brasileiras, incluindo a Odebrecht”, afirma o relatório policial divulgado pelo jornal.

“Nele [nas ligações] ambos demonstram preocupação em relação aos assuntos do BNDES referindo-se também a um artigo assinado por Delfim Netto que seria publicado no dia seguinte sobre o tema”, afirma o delegado federal Eduardo Mauat da Silva, que integra a força-tarefa da Lava Jato, segundo informações de O Estadão.

 

Mais sobre Operação Lava Jato

Veja a matéria na íntegra

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!