Lula e Bolsonaro serão julgados pelo TSE por propaganda eleitoral antecipada

 

O ex-presidente Lula (PT) e o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) serão julgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por propaganda eleitoral antecipada. De acordo com O Estado de S. Paulo, o TSE vai julgar neste ano dois processos relacionados à divulgação na internet de vídeos que fazem referência às candidaturas da dupla que lidera as intenções de voto ao Planalto. A legislação eleitoral prevê multa de R$ 5 mil a R$ 25 mil para quem fizer propaganda antes de 15 de agosto de 2018.

Em 21 de setembro o TSE começou a analisar o processo que questiona a publicação no YouTube de vídeos que mostram Bolsonaro sendo recepcionado em aeroportos por simpatizantes. O Ministério Público Eleitoral acusa Bolsonaro de ter conhecimento prévio das gravações e pede a retirada do material e que o deputado se abstenha de veicular peças de conteúdo similar até o início do período eleitoral.

Lula também é alvo de processo no TSE por causa da veiculação de vídeos na internet. Em um deles, o petista aparece numa academia de ginástica ao som da trilha sonora do filme Rocky – Um Lutador, o que revela, segundo o MPE, a pretensão do ex-presidente em se candidatar.

O Ministério Público Eleitoral também questiona a participação do ex-presidente na “inauguração popular da Transposição de Águas do São Francisco”, em evento ocorrido na cidade de Monteiro, na Paraíba, em março deste ano.

Bolsonaro e Lula negam ter promovido propaganda irregular. “Pela lei eleitoral, a campanha antecipada tem de ser feita de forma explícita. Isso não existe em nenhum vídeo”, disse o deputado ao Estadão. “Imagens veiculadas no site de Lula no contexto de sua recuperação de um câncer foram usadas por terceiros, não cabendo ao ex-presidente qualquer responsabilidade pelo ato”, afirmou o advogado Cristiano Zanin Martins, que representa o petista.

Desafetos, o ex-presidente e o deputado fluminense lideram as pesquisas do Datafolha e do Ibope para a corrida presidencial de 2018.

<< Lula e Bolsonaro iriam ao segundo turno se eleições fossem hoje, aponta Ibope

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!