Lula diz que pode ser candidato em 2018 e ressalta que ‘PT não acabou’

Declaração foi dada em uma rádio de Montes Claros, na região norte de Minas Gerais. Ex-presidente disse que também "trabalhará" para que a oposição não ganhe as próximas eleições presidenciais

Em entrevista realizada na manhã desta sexta-feira (28) na cidade de Montes Claros, na região norte de Minas Gerais, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que, “se for preciso”, disputa a presidência da república em 2018. As declarações foram dadas à Rádio Itatiaia.

“Não posso dizer que sou nem que não sou candidato. Sinceramente, espero que outras pessoas sejam candidatas. Agora, uma coisa é certa: se a oposição acha que vai ganhar, que não vai ter disputa, e que o PT está acabado, ela pode ficar certa do seguinte: se for necessário eu vou para a disputa e vou trabalhar para que a oposição não ganhe as eleições”, disse o ex-presidente principalmente em referência às investigações da Operação Lava Jato que atingem, principalmente, o PT.

Ainda na entrevista, Lula disse que o ano de 2016 tende a ser menos complicado que 2015. Nesta sexta-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) afirmou que o Produto Interno Bruto (PIB) sofreu retração de 1,9% no segundo trimestre e que o país entrou em “recessão técnica”.

“Ela [Dilma] trabalha com a ideia de que nós vamos ter um 2015 sofrido, como nós estamos tendo, com dificuldades, mas na expectativa de que nós vamos ter um 2016 que comece a melhorar”, disse Lula.

Lula participou, na noite de quinta-feira (27) do 1º Encontro dos Povos das Gerais. O evento tem como objetivo discutir políticas para comunidades indígenas da região. Nesta sexta, Lula segue para Belo Horizonte onde fará uma palestra na abertura do Congresso da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

 

Mais sobre Lula

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!