Lula denuncia Caiado após ser chamado de ‘bandido’

O senador do Democratas publicou diversas críticas a Lula em sua conta no Twitter em fevereiro. Ronaldo Caiado reagiu a uma declaração do ex-presidente sobre protestos contra o PT

O ex-presidente Lula ingressou com uma queixa-crime contra o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a condenação do parlamentar pelos crimes de calúnia, injúria e difamação.

Em fevereiro, o petista declarou em que iria "colocar o exército de Stédile nas ruas" para conter manifestantes contrários ao PT e ao governo Dilma. O líder do Democratas no Senado reagiu à afirmação, dizendo que "ameaçar a população é comportamento de bandido".

O senador publicou diversas críticas a Lula em sua conta no Twitter. "Lula e sua turma foram pegos roubando a Petrobras e agora ameaça com a tropa MST do Stédile e do Rainha para promover a baderna", disse Caiado. O goiano faz referência a José Rainha Júnior e João Pedro Stédile, o primeiro foi um dos líderes do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) enquanto que o segundo é membro da direção nacional do grupo.

A defesa de Lula argumenta que as frases de Caiado podem configurar como crimes de calúnia, injúria e difamação. Os advogados do petista afirmam que a imunidade parlamentar do líder do DEM não o isentará da ofensa proferida ao ex-presidente. A queixa-crime foi protocolada nesta quarta-feira (8) e ainda precisa ser distribuída para algum ministro do STF.

O senador postou em sua página do Twitter que Lula deveria depor na CPI da Petrobras, além de comparar a atitude do petista à gestão do presidente venezuelano, Nicolas Maduro. "Lula quer promover a instabilidade democrática de forma idêntica ao que ocorre na Venezuela com o ditador Maduro soltando seus coletivos", afirmou.

Confira a postagem de Ronaldo Caiado:

Continuar lendo