Lula compara Serra ao goleiro chileno Rojas

Mário Coelho


O presidente Lula comparou nesta quinta-feira (21) o candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, ao ex-goleiro da seleção do Chile Roberto Rojas, que simulou ter sido atingido por um rojão em partida válida pelas eliminatórias da Copa do Mundo, em 1989, no Maracanã.

Durante agenda oficial no município gaúcho de Rio Grande, Lula disse que a agressão ao tucano foi uma mentira produzida pela equipe de publicitários de Serra. Ontem, durante caminhada no Rio de Janeiro, um objeto - identificado pela imprensa como um rolo de papel - foi lançado sobre a cabeça do ex-governador paulista.

Serra levou a mão à cabeça e, em seguida, dirigiu-se a um hospital para fazer um exame de tomografia computadorizada. Depois disso, alegando recomendação médica, o candidato foi a outro centro médico para fazer exames complementares.


"Primeiro bateu uma bola de papel na cabeça do candidato, ele nem deu toque para a bola, olhou para o chão e continuou andando. Vinte minutos depois esse cidadão recebe um telefonema, deve ser o diretor de produção dele que orientou que ele tinha que criar um factoide, deve ter lembrado do jogo do Chile com o Brasil", disse o presidente, após inaugurar um estaleiro na cidade gaúcha, uma das mais importantes áreas portuárias do país.


Em jogo válido pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 1990, Rojas aproveitou que um foguete foi lançado da arquibancada para o campo e usou uma lâmina para cortar o rosto e encerrar o jogo contra o Brasil por falta de segurança. Com uma eventual punição, o Brasil poderia perder a vaga na Copa para o Chile. Mas a farsa foi descoberta logo em seguida, e o goleiro chileno foi banido do esporte. Rojas chegou a ser perdoado pela Fifa e trabalhou como técnico de futebol no São Paulo.


"A mentira que foi produzida ontem pela equipe de publicidade do candidato José Serra é uma coisa vergonhosa. Ontem deveria ser conhecido como dia da farsa, dia da mentira", afirmou Lula. "Espero que o candidato tenha um minuto de bom senso e peça desculpas ao povo brasileiro pela mentira descarada", disse o presidente aos jornalistas.


Veja o vídeo com a reportagem do SBT onde aparece a suposta agressão:

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!