Lula acerta definição de ministério com Dilma no Alvorada

Os dois ainda definem que cargo o ex-presidente assumirá: se a Secretaria de Governo, hoje ocupada por Ricardo Berzoini, ou se a Casa Civil, comandada por Jaques Wagner. A expectativa é que o anúncio seja feito nesta tarde

O ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff estão reunidos desde as 8h30 desta quarta-feira (16) no Palácio da Alvorada para discutir a nomeação do petista como novo ministro de Estado. Os dois ainda definem que cargo o ex-presidente assumirá: se a Secretaria de Governo, hoje ocupada por Ricardo Berzoini, ou se a Casa Civil, comandada por Jaques Wagner. A expectativa é que o anúncio seja feito nesta tarde.

Na companhia de Berzoini e Wagner, Lula e Dilma jantaram ontem à noite para tratar do assunto. Eles conversaram entre as 19h e as 23h30 em busca de saídas para a crise política. Caso seja nomeado ministro, Lula terá foro privilegiado, ou seja, só poderá ser investigado ou julgado no Supremo Tribunal Federal (STF). Na prática, as investigações conduzidas pelo Ministério Público em São Paulo e pelo Ministério Público Federal em Curitiba serão transferidas para o Supremo. Inclusive a decisão sobre o pedido de prisão preventiva, feita por procuradores paulistas e remetida ao juiz Sérgio Moro.

A oposição ameaça recorrer à Justiça para barrar a ida de Lula para o ministério, alegando que se trata de uma “manobra” para evitar a prisão do ex-presidente, denunciado por ocultação de patrimônio. Lula chegou a Brasília no meio da tarde. Antes de se reunir com a presidenta, recebeu parlamentares petistas no hotel em que está hospedado.

Mais sobre Lula

Mais sobre Dilma

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!