Lista de candidatos ficha limpa ainda é pequena

conta até o momento com apenas 20 inscrições. O sistema de cadastramento voluntário pode ser encarado como um dos motivos que colaborou para a baixa adesão dos políticos. Pela regra do site, o candidato ou político precisa assumir o compromisso com o cumprimento da Lei Complementar nº 135, a chamada Lei da Ficha Limpa. A iniciativa está aberta para candidatos à Câmara dos Deputados, ao Senado, aos governos estaduais e à Presidência da República.

No Distrito Federal, por exemplo, a adesão dos candidatos ainda é muito baixa diante do alto número de candidatos. De acordo com o sistema de busca, há apenas dois registros: Paulo Serejo (PMDB), candidato a deputado federal, e Rodrigo Rollemberg (PSB), candidato ao Senado. Dos  26 estados, boa parte não conta com um único respresentante sequer no site, que é uma iniciativa do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), o mesmo que realizou a coleta de assinaturas para apresentar o projeto de iniciativa popular que deu origem à Lei da Ficha Limpa.

O site busca criar um amplo cadastro transparente e de fácil acesso dos políticos cujas candidaturas estejam de acordo com a legislação. Para isso, o político precisa assinar dois compromissos – um afirmando não possuir condenação em órgão colegiado e outro garantindo nunca ter renunciado a cargo eletivo para evitar cassação.

A intenção dos organizadores foi facilitar ao máximo o sistema de cadastramento, visível na página inicial e com fácil navegabilidade. Os candidatos ao cargo de deputado estadual e distrital, no entanto, não podem participar. O grande número de candidaturas, segundo os organizadores, poderia inviabilizar a análise dos pedidos de cadastramento.

Para evitar que políticos se registrem utilizando informações falsas, o site terá um link de denúncias, no qual qualquer cidadão poderá apontar eventuais irregularidades nos registros dos candidatos.

As denúncias precisarão ser embasadas em algum documento comprobatório e enviadas aos tribunais regionais eleitorais (TREs) e ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Havendo comprovação da denúncia ou impugnação da candidatura, os candidatos “mentirosos” poderão ser incluídos numa lista de “rejeitados”. Aqueles que faltarem com a prestação semanal de contas também serão retirados do site.

Confira a atual lista dos candidatos ficha limpa
atualizada até este sábado (7)


Altair Barbosa Gouveia (PV)
Antônio Carlos Biscaia (PT-RJ), candidato a deputado federal
Carlos Benedicto Sica de Toledo (PHS)
Chico Alencar Filho (Psol-RJ), candidato a deputado federal 
Eduardo Sciarra (DEM-PR)
Eliseu Padilha (PMDB-RS)
Fernando Gabeira (PV), candidato a governador do Rio de Janeiro
Israel Sampaio de Lacerda Filho (PTB)
José de Arimathea Barcellos (PSC)
José Luiz Silva Bruno (PSDB)
Junji Abe (DEM)
Marcelo Augusto Diniz Cerqueira (PPS)
Mateus Novaes Dias (Psol)
Napoleão Bernardes Neto (PSDB)
Natan Soihet (PV)
Paulo Afonso Piovezan (Psol)
Paulo Serejo (PMDB)
Ricardo Young (PV-SP), candidato a senador
Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), candidato a senador
Raul Jungmann (PPS-PE)

Continuar lendo