Lídice da Mata é a nova líder do PSB no Senado

Segundo o agora ex-líder de bancada Antonio Carlos Valadares, a ideia é permitir que cada um dos quatro membros do partido o liderem até o fim de seus mandatos de oito anos

O atual líder do PSB no Senado, Antonio Carlos Valadares (SE), anunciou há pouco em plenário o nome da senadora Lídice da Mata (PSB-BA) como sua substituta na liderança da bancada do partido em 2012. Segundo o parlamentar sergipano, a decisão foi consensualmente tomada pela bancada, e tem como objetivo garantir que os demais correligionários liderem o partido em algum momento do mandato de oito anos.

Veja aqui outros temas de destaque no Congresso em Foco

“Já venho há três anos no exercício da liderança. Achei por bem levar à bancada a decisão de fazer o rodízio entre os membros do partido. Através do rodízio, nós vamos proporcionar a todos o direito de dirigir a bancada em algum momento”, explicou o senador, que desde 1997 tem exercido, com alguns intervalos, a liderança do partido no Senado. Ao todo, Valadares exerceu a função por quase dez anos desde 1997.

Uma função para a qual ele deverá voltar em 2015, uma vez que o mandato de líder passará a ser de um ano, segundo a deliberação da bancada. Os próximos líderes do PSB se revezarão a cada ano, então, “até chegar o dia em que o senador Antonio Carlos Valadares for de novo o líder”, como ele próprio adiantou em plenário, em terceira pessoa.

Além de Valadares e Lídice, os demais membros do PSB na Casa são Rodrigo Rollemberg (DF) e João Capiberibe (AP) – que, beneficiado pela não aplicação da Lei da Ficha Limpa para as eleições de 2010, tomou posse com mais de um ano de atraso, em 29 de novembro.

Ao deixar o posto, Valadares agradeceu a “atenção” das demais lideranças no Senado em relação ao seu partido, em especial ao presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), que acabava de adentrar o plenário com assessores e foi saudado pelo colega. Por fim, o senador desejou boa sorte a Lídice na nova responsabilidade, ressaltando sua experiência de prefeita de Salvador e os milhões de votos recebidos em 2010 (segundo o Tribunal Superior Eleitoral, foram 3.385.300 de votos), quando ficou atrás apenas de Walter Pinheiro (PT), senador mais votado na Bahia. “Capacidade não lhe falta”, acrescentou.

Saiba mais sobre o Congresso em Foco (2 minutos em vídeo)

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!