Levy leva contrapropostas sobre Agenda Brasil ao Senado

Ministro afirma que ajuste fiscal e realinhamento de preços “começam a tirar o país de uma rota de vulnerabilidade” e a “reverter os quadros mais pessimistas”

A reunião dos ministros da Fazenda, Joaquim Levy, e do Planejamento, Nelson Barbosa, com senadores, no gabinete do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), durou mais de duas horas. Levy apresentou uma lista de propostas do governo para inclusão na Agenda Brasil, apresentada ontem (12) por Renan.

No documento, o ministro afirma que o ajuste fiscal e o realinhamento de preços “começam a tirar o país de uma rota de vulnerabilidade” e a “reverter os quadros mais pessimistas”. Levy destacou seis tópicos com proposições legislativas.

Entre as prioritárias estão as reformas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e do Programa de Integração Social/Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (PIS/Cofins). Há também propostas para redução das incertezas do setor produtivo e de investidores.

Mais sobre crise econômica

Mais sobre economia brasileira

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!