Lava Jato: BC determina bloqueio de R$ 47,8 milhões

O maior valor bloqueado estava na conta do vice-presidente da empreiteira Engevix, Gerson de Mello Almada, que tinha R$ 22,6 milhões de saldo disponível

O Banco Central anunciou o bloqueio de R$ 47,8 milhões depositados em contas bancárias de 16 executivos e funcionários investigados na Operação Lava Jato. O comunicado foi feito nesta quinta-feira (20) ao juiz federal Sergio Moro, responsável pelas investigações sobre o esquema de corrupção instalado na Petrobras. O maior valor bloqueado constava da conta do vice-presidente da empreiteira Engevix, Gerson de Mello Almada, que tinha R$ 22,6 milhões de saldo disponível.

Foram bloqueados R$ 3,2 milhões da conta do ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, além de R$ 140 mil do saldo bancário de sua empresa, a D3TM Consultoria. Outro valor considerável estava na conta do empreiteiro Ricardo Ribeiro Pessoa, da UTC Engenharia: R$ 10,2 milhões.

O BC reteve também um total R$ 8,5 milhões de duas empresas do lobista Fernando Soares, o Baiano, apontado como elo do PMDB com o esquema de fraude em contratos e pagamentos de propina, embora o partido negue. A Hawk Eyes Administração de Bens teve saldo de R$ 6,5 milhões bloqueado, enquanto a Technis teve saldo de R$ 2 milhões retido.

Nenhum valor foi encontrado nas contas de Valdir Lima Carreiro, presidente da Iesa Óleo e Gás, e de Erton Medeiros Fonseca, da Galvão Engenharia. Já na conta do diretor-presidente da Construtora Queiroz Galvão, Ildefonso Colares Filho, R$ 7,5 mil de saldo disponível.

O Banco Central não informou se a varredura em contas bancárias já foi concluída ou se haverá outras execuções de bloqueio. O montante retido será posto à disposição do juiz Sergio Moro, para fins de ressarcimento de recursos desviados do erário. A medida, de caráter cautelar, obedece ao trâmite das investigações, e não representa atribuição de culpa antecipada aos investigados. Inicialmente, a determinação era limitar os bloqueios de saldo em R$ 20 milhões por pessoa ou empresa incluída nas investigações.

Mais sobre a Operação Lava Jato

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!