Kassab aceita desafio de Suplicy e toma banho gelado

Ensopado, Kassab fez outro tipo de desafio ao petista: campanha sem cavelete nas ruas

Em ano eleitoral, quando candidatos buscam se destacar de alguma maneira, o inusitado costuma ganhar espaço em meio ao protocolo. E é isso o que tem acontecido com os concorrentes na corrida paulista ao Senado, que reúne nomes como Eduardo Suplicy (PT-SP), que tenta a reeleição, e Gilberto Kassab (PSD), ex-prefeito da capital paulista: vale até banho de água com gelo, em nome de uma boa causa.

A estratégia é simples: um balde de água com gelo, um equipamento de vídeo e a devida menção à esclerose lateral amiotrófica (ELA), doença neurodegenerativa progressiva com danos aos neurônios motores e células do sistema nervoso central, sem cura ou tratamento. Trata-se de iniciativa atribuída a uma ONG norte-americana chamada ALS Association: a “campanha do balde de gelo”, que se espalhou pelo mundo com objetivo nobre – personalidades e anônimos tomam um banho de água com gelo com o intuito de arrecadar dinheiro para as vítimas da ELA. E, em seguida, passa o desafio adiante.

Suplicy, que já tomou seu banho gelado, estendeu o desafio a Kassab; ao tucano José Serra, que também tenta se eleger senador; a Ana Luiza, candidata ao Senado pelo PSTU; e até ao governador Geraldo Alckmin (PSDB), que tenta a reeleição. Alckmin, internado no Incor com infecção intestinal, na sexta-feira (22), ainda não atendeu à exortação do petista. A gaúcha Ana Luiza até agora também não fez vídeo de adesão à luta contra a ELA.

Kassab fez. E, com a devida divulgação, explicou: “Existem coisas que estão acima das questões político-partidárias, como por exemplo [sic] as doenças graves, como E.L.A.”, justificou o candidato, antes do banho gelado. Depois de falar sobre a importância de ajudar quem tem ELA, ele sentenciou, no que foi prontamente atendido: “Manda bala”!

Ensopado, Kassab deu um recado ao petista – mas, ciente da repercussão que um vídeo bem humorado pode ter, fez outro tipo de desafio. “Você me deve essa, hein, Suplicy... Agora lanço aqui o meu desafio: faça como eu, vamos prestigiar a Lei Cidade Limpa. Que a sua campanha pessoal seja como a minha campanha pessoal. Que não tenha nenhum cavalete de sua campanha no Estado de São Paulo”, discursou.

Confira o ato de filantropia:

 

O banho de gelo do Suplicy

Mais sobre as eleições

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!