Julgamento do mensalão termina em setembro, prevê Barbosa

Relator do mensalão acredita que, com conclusão do terceiro item do voto, fase mais complexa do caso será encerrada. Revisor apresentou voto sobre contratos da DNA com o Banco do Brasil

O julgamento da Ação Penal 470 no Supremo Tribunal Federal (STF) deve terminar em setembro. Apesar de já terem passado 13 sessões, com votos relativos a cinco dos 37 réus, o relator do mensalão, Joaquim Barbosa, acredita que a análise do caso não deve ultrapassar o próximo mês. "O julgamento vai terminar em setembro", avaliou o ministro, após a sessão desta quarta-feira (22).

Mensalão: entenda o que está em julgamento
Quem são os réus, as acusações e suas defesas
Tudo sobre o mensalão

A preocupação com a o término do julgamento está na possibilidade de o ministro Cezar Peluso não conseguir votar em todo o processo. Com a decisão de fatiar o processo, é muito provável que ele não consiga se manifestar nos itens finais do caso. Com o quorum incompleto, crescem as chances de empates ocorrerem.

Ministros temem risco de empates no mensalão

Para o relator, o item 3 do seu voto, que trata da aproximação das empresas de Marcos Valério com a Câmara dos Deputados e com o Banco do Brasil é o mais complexo da denúncia. A auxiliares, Joaquim avaliou que, após a primeira rodada de coleta de votos, as próximas votações serão mais rápidas. Esta, no entanto, não é a expectativa de toda a corte. Marco Aurélio Mello acredita que  o julgamento pode passar de outubro.

Marcos Valério e sócios são condenados por revisor
Lewandowski vota por segunda condenação de Pizzolato por peculato
Revisor vota pela condenação de Pizzolato
Revisor também vota pela condenação de Pizzolato por peculato

Entre 6 e 15 de agosto, ocorreram as sustentações orais dos advogados de todos os réus. Um deles, por erro do próprio STF, conseguiu o desmembramento do processo. Após a manifestação dos três últimos advogados, havia a expectativa de que Joaquim Barbosa começasse a apresentar seu voto. Porém, isso só aconteceu em 16 de agosto.

Relator do mensalão mostra irritação com defesas

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!