Jornais: PT, PSDB e PSB estimam gastar R$ 500 milhões na campanha eleitoral

Os três principais partidos que disputarão a Presidência estimam usar quase o dobro dos R$ 266 milhões gastos em 2010, Maior parte do dinheiro deve vir de empresas e grandes empreiteiras

O GLOBO

PT, PSDB e PSB estimam gastar R$ 500 milhões na campanha eleitoral

Os três principais partidos que disputarão a Presidência da República em outubro (PT, PSDB e PSB) estimam gastar algo em torno de R$ 500 milhões com a campanha eleitoral, quase o dobro do que gastaram em 2010 (R$ 266 milhões). Se repetirem a estrutura de arrecadação de 2010, a maior parte desse dinheiro — de 70% a 90% — deve vir de empresas e grandes empreiteiras.

Em 2010, Dilma Rousseff (PT) arrecadou R$ 135 milhões, dos quais 92% com doações de empresas e apenas 8% com doações de pessoas físicas. José Serra (PSDB) arrecadou R$ 106 milhões, sendo 73% de doações de empresas e 27% de pessoas físicas. Já Marina Silva, então no PV, arrecadou R$ 24 milhões, dos quais apenas 36% junto a empresas — a maior parte do dinheiro da campanha veio do empresário Guilherme Leal, da Natura, que doou R$ 11,9 milhões. Agora, ela é pré-candidata a vice de Eduardo Campos (PSB).

Como as empresas bancam a maior parte das despesas com campanhas, os partidos estão preocupados com a possibilidade de o Supremo Tribunal Federal (STF) concluir a votação da medida que acaba com doações de empresas para os partidos. Todos torcem para que a medida não vigore para esta eleição, já que faltam apenas cinco meses para o pleito, e os partidos não teriam como arrumar alternativas para bancar os gastos milionários de uma campanha eleitoral.

Começa a temporada de greves pré-Mundial

Na Bahia, Aécio cobra explicações de Lula sobre Pasadena

País Aécio já conta com seis nomes para vice na chapa do PSDB

Crise no PROS ameaça poder dos irmãos Gomes

Na Bahia, Lula diz que Dilma será reeleita ‘para desgraça das elites’

Presidente do TSE condena uso irregular do Fundo Partidário

Candidatos buscam apoios nas regiões onde são frágeis

 

FOLHA DE S.PAULO

A 30 dias da Copa, país cumpriu só 41% das metas previstas

'Turista quer festa, não viaduto', diz secretário de MT

Quem desembarca no aeroporto Marechal Rondon, em Cuiabá, não demora a perceber que o calor escaldante será o menor dos desafios a enfrentar ao longo do dia. Ao deixar o saguão de desembarque e cruzar o portão de saída, o passageiro é apresentado a um cenário de caos. São operários e máquinas pesadas disputando áreas com táxis, vans e carros de passeio, em meio a tapumes, buracos, barulho e lama. (...)

Apenas duas destas intervenções foram inauguradas. Uma das trincheiras inacabadas fica em frente ao hotel reservado para hospedar a delegação da Fifa. O governo já reconheceu que essa obra não ficará 100% pronta, e o acesso ao hotel será feito apenas por meio de estreitas vias marginais. (...)

A situação obrigou o governo a mudar o discurso. Maurício Guimarães, secretário da Copa, admitiu que a cidade terá no Mundial um aspecto diferente do prometido. Mas afirmou que as "estruturas fundamentais" estarão prontas ou, ao menos, "funcionais". "O turista vai vir para cá pela festa, não para ver viaduto ou trincheira."

Aécio diz que não falou com Serra sobre vice na chapa

O senador e pré-candidato à Presidência pelo PSDB, Aécio Neves, desconversou ontem à noite ao ser questionado sobre a indicação do ex-governador José Serra para a vaga de vice em sua chapa.

 

Segundo Aécio, em sua última conversa com Serra, na quinta, ele não tratou do tema: "Não conversei com o Serra sobre isso. Nós tratamos apenas sobre todo o arco de alianças nos Estados. Esse assunto ainda não foi cogitado".

Reeleição será desgraça da oposição, diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou ontem, em evento oficial do governo federal no Recôncavo da Bahia, que a reeleição da presidente Dilma Rousseff será a "desgraça" da oposição. "Nunca vi baterem tanto na presidenta Dilma como estão batendo agora. Eles batem na Dilma porque acham que não é possível este país eleger esta mulher. E ainda mais reeleger esta mulher, para a desgraça deles", afirmou.

O petista disse que Dilma sofre preconceito por ser mulher e é alvo de ataques de "gente que está incomodada". Ele também procurou afastar a onda do "volta, Lula" ao dizer que já "fez o que tinha que fazer" pelo país.

Lula participou como orador da inauguração do campus da Unilab (Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira), instituição federal em São Francisco do Conde (BA), que na realidade está funcionando desde fevereiro de 2013.

Delúbio não pode trabalhar fora da prisão, decide Barbosa

Polícia acha armas roubadas de torturador

A Polícia Civil do Rio de Janeiro recuperou parte das armas roubadas da casa do coronel Paulo Malhães, assassinado no final de abril em seu sítio em Nova Iguaçu (Baixada Fluminense).

De acordo com a polícia, sete das dez armas foram apreendidas após o setor de inteligência policial localizar uma residência onde estavam as armas levadas do sítio do coronel. A polícia também informou que, além das armas, foram recuperados alguns utensílios e munições que estavam no sítio.

Conforme a Folha antecipou no sábado, em sua edição on-line, a Polícia Civil fez diligências em Santa Cruz, na zona oeste do Rio, e deteve três pessoas: Uewerton Pires de Araújo, 22, sobrinho do caseiro do sítio de Malhães, Rogério Pires; Welison Silva de Souza, 22; e um rapaz identificado como Waltinho.

Regra incentiva distribuidora a comprar energia elétrica cara

Distribuidoras de energia elétrica foram incentivadas, pelas regras do plano do governo de socorro ao setor, a abrir mão de comprar energia mais barata no leilão organizado em 30 de abril.

Em vez disso, elas preferiram continuar comprando energia no mercado à vista, chamado também de "spot", em que os preços estão cotados acima de R$ 800 por megawatt-hora (MWh).

Essa energia mais cara será paga com o empréstimo de R$ 11,2 bilhões disponibilizado pelo governo. O custo maior será repassado depois para os consumidores.

São os casos, por exemplo, da Celesc, de Santa Catarina, da Amazonas Energia e da DME Distribuidora, de Minas Gerais

VALOR ECONÔMICO

Portos recebem até R$ 10 bi com renovação de contratos

Em troca de desembolsos imediatos na ampliação da capacidade de terminais operados pela iniciativa privada, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) deu sinal verde aos dois primeiros pedidos de renovação antecipada de contratos de arrendamento que expiram na virada da década

Inflação inercial volta a preocupar

A inércia, que alimenta reajustes de preços com base na inflação passada, respondeu, em 2013, por 13,4% do IPCA. Foi o maior percentual desse componente desde 2006. É também, segundo cálculo da Claritas Investimentos, o 4º maior percentual de toda a série iniciada em 2001

Ministro rebate crítica à política industrial

A presidente Dilma Rousseff decidiu partir para o contra-ataque e mobilizou o governo para rebater as críticas da oposição à política industrial. Ela avalia que a controvérsia em torno da desindustrialização da economia brasileira deve entrar na lista de alvos de seus principais oponentes, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), na campanha eleitoral.

Em Minas, Dilma anuncia investimento em rodovias

Lula faz campanha em evento oficial na BA

Mensalão: OAB teme efeito cascata de veto a trabalho externo de presidiário

Presidente do STF revoga autorização a quarto condenado da Ação Penal 470 e OAB teme efeito cascata

Partidos: Campos fará inflexão à esquerda para se diferenciar de Aécio

Coordenador diz que pré-candidato vai intensificar agenda com 'setores populares'

Na Bahia, tucano afirma compromisso pelo social

PSB tenta escapar da polarização PT-PSDB

Oposições ainda não capitalizam desejo de mudanças

Marcha dos Prefeitos reivindica repasse maior e reformulação do ISS

Gestores locais pressionam Congresso por aumento de dois pontos percentuais no Fundo de Participação dos Municípios

Plano Nacional de Educação entra em pauta

Oposição aposta em quórum para instalar CPI mista

Abilio se torna acionista do Carrefour

Abilio Diniz comprou ações da rede Carrefour nos últimos meses. Ele teria adquirido pelo menos 1% do capital por meio de operações realizadas por bancos europeus. Essa posição pode ter chegado a 3% nas últimas semanas, em transações feitas por veículos de investimento do empresário

Pulso firme no comando da EZTec

Queridinha do mercado financeiro entre as construtoras, a EZTec deve boa parte do seu sucesso ao estilo de seu fundador. O empresário Ernesto Zarzur chega aos 80 anos mantendo pulso firme no controle da empresa e na atuação dos descendentes na companhia

ADM acelera investimentos no Brasil

Após um primeiro quadrimestre mais animador do que o esperado para os negócios no Brasil, a ADM se prepara para dar início à construção, em Campo Grande (MS), de uma fábrica de proteínas de soja e planeja novos investimentos para o segundo semestre - inclusive em logística

Itaú perde espaço na operação com cartões

Quase quatro anos depois de Cielo e Rede (ex-Redecard) perderem a exclusividade de capturar operações de pagamento com cartões Visa e MasterCard, 95% do mercado segue concentrado nas máquinas das duas companhias pioneiras. Contudo, a Rede, que pertence ao Itaú, perdeu espaço

 

O ESTADO DE S.PAULO

TSE pode tirar PT e PR do rateio do fundo partidário

Em seu último dia na presidência do tribunal, Marco Aurélio Melo diz que uso de verba é “improbidade manifesta”

PP também usou recurso

Lula associa CPI a caixa 2; Aécio cobra ex-presidente

Petrobras quer aumento

 

CORREIO BRAZILIENSE

No meio do caminho havia um bêbado...

Familiares e amigos choram no enterro da jornalista Alessandra Oliveira, 33 anos, e da filha dela, Júlia, de 1 ano e meio. Flagrado pelo teste do bafômetro, Rafael Yanovich Sadite, 33, o motorista que provocou o acidente no qual elas morreram, é um infrator contumaz. Só nos últimos 12 meses, ele acumula 19 multas por embriaguez ao volante, excesso de velocidade, disputa de racha e desacato. Estudo da OMS mostra que o consumo de álcool no Brasil supera a média mundial.

Barbosa põe Delúbio outra vez na Papuda

Obama corteja Mujica na Casa Branca

Em uma estratégica reunião, presidentes ensaiam aproximação. Bem-humorado, o norte-americano elogia a liderança do colega uruguaio, ex-guerrilheiro de esquerda.

Dilma sobe o tom contra os tucanos

A presidente Dilma Rousseff (PT) partiu para a ofensiva durante a assinatura de ordens de serviço para a duplicação da BR-381 ontem em Ipatinga, no Vale do Aço. Em menção direta aos tucanos, desafiou os adversários a explicarem os motivos pelos quais não iniciaram a obra no período em que governaram o país. "Aqueles que criticam qualquer atraso vão ter de responder porque nos oito anos em que estiveram à frente do país não fizeram essa rodovia", afirmou. O PSDB, com Fernando Henrique Cardoso, governou o Brasil de 1995 a 2002.

O governo federal assinou as ordens de serviço para cinco dos 11 lotes da obra, reivindicada há 30 anos. A intenção da presidente era iniciar a obra em novembro do ano passado. Dilma afirmou que acompanhará de perto a evolução do projeto. O investimento do governo federal na duplicação da BR-381, no trecho entre Belo Horizonte e Governador Valadares, será de R$ 2,4 bilhões. Segundo a presidente, o projeto poderia ter sido iniciado antes. O atraso ocorreu, conforme Dilma, porque o governo federal, que inicialmente trabalhou com a hipótese de pôr a BR-381 entre as rodovias sob sistema de concessão, desistiu da ideia por causa do preço a ser cobrado pelo pedágio, que seria muito alto.

Fim de prazo para indicar integrantes de CPI

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), tem até amanhã para indicar o nome dos integrantes da oposição na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras. A composição fechada, porém, não deve significar o começo dos trabalhos do colegiado, já que os adversários da presidente Dilma Rousseff decidiram boicotar a CPI do Senado para concentrar esforços na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) — investigação conjunta da Câmara e Senado — sobre o assunto.

Alinhado ao Planalto, Renan tenta postegar a implantação da CPMI, que, por ter mais integrantes, dificultará a tentativa do governo de controlá-la. Para indicar nomes ao colegiado, os partidos têm mais quatro sessões deliberativas da Câmara. Esta semana, devem ocorrer apenas duas, o que deve arrastar a decisão para semana que vem. A expectativa da base aliada é que a CPMI comece a funcionar junto com a Copa do Mundo, para perder holofotes para o evento.

...Taxistas se revoltam com a insegurança

Motoristas transformaram a despedida ao colega Boaventura Alves Neto, 63 anos — espancado até a morte por assaltantes ao socorrer amigo na Rodoviária do Plano Piloto —, em protesto por mais policiamento nas ruas da cidade. “Não vemos a PM em lugar nenhum depois das 22h. Isso nos dá medo, mas precisamos trabalhar", disse Célio Araújo, 53. Só neste ano, 40 taxistas registraram queixas de roubos e de sequestros relâmpagos.

Meninas “negociadas"

Grupo extremista exibe vídeo com parte das 276 garotas sequestradas na Nigéria e propõe trocá-las por islamitas presos.

Mais sobre eleições

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo